Dayane Alves (Estagiária de Jornalismo)

A Baía de Guanabara é caracterizada por uma junção de elementos geomorfológicos, físicos, químicos e ecológicos, além de pela influência humana dos municípios do entorno, que conferem a ela uma complexidade de interações muito ricas e específicas. No entanto, a urbanização desprovida de infraestrutura e saneamento básico tem degradado intensamente a qualidade da água desse ambiente, especialmente em virtude do lançamento de esgotos sem o devido tratamento.

De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde Escolar (PeNSE (https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv97870.pdf) de 2016, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aumentou o número de estudantes do ensino fundamental, entre 13 e 15 anos, que já usaram algum tipo de droga. O consumo de drogas lícitas, como álcool e cigarro, subiu de 50,3%, em 2012, para 55,5% em 2015.

O TEDxUFF (https://tedxuff.com/) é um evento organizado por alunos da universidade com intuito de transmitir conhecimento e gerar discussões relevantes para a sociedade. A proposta da iniciativa é trazer à comunidade interna e externa ideias e histórias muitas vezes pouco conhecidas, mas com potencial inovador e transformador.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou o resultado do Prêmio Capes de Teses 2017 concedido às melhores teses de doutorado defendidas em 2016. A premiação consiste em diploma, medalha e bolsa de pós-doutorado nacional de até doze meses para os pesquisadores premiados. A cerimônia de entrega dos prêmios acontece no dia 07 de dezembro de 2017, em Brasília.

Criada em 11 de julho de 1951, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal Nacional de Nível Superior (Capes) tem como objetivo expandir e consolidar os programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em todo o Brasil.

Com o objetivo de cumprir com o estabelecido no Decreto 5.626/2005, que regulamenta a lei que reconhece e oficializa a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como língua oficial da comunidade surda brasileira, a UFF criou o Curso de Extensão em Libras. Com início no primeiro semestre deste ano, o curso está em sua segunda turma.

De acordo com o Relatório sobre o Panorama das Apreensões de Drogas no Rio de Janeiro 2010-2016, a questão das drogas ilícitas é fundamental para entender o fenômeno da criminalidade no Rio de Janeiro e, no que diz respeito ao uso de entorpecentes, ainda há muitas lacunas a serem preenchidas.

UFFight Robótica é um Projeto de Extensão que surgiu em 2012 a partir da empolgação dos alunos dos cursos de engenharias da UFF Volta Redonda ao serem desafiados a construir um protótipo capaz de exemplificar princípios fundamentais da mecânica.

Já pensou em aprender Guarani Mbyá ou Yorubá? O Programa de Línguas Estrangeiras Modernas (Prolem) - espaço acadêmico vinculado ao Departamento de Letras Estrangeiras Modernas do Instituto de Letras da UFF - oferece pela primeira vez cursos desses idiomas, já no segundo semestre de 2017, com o objetivo de minimizar as desigualdades étnicas e raciais do ensino superior no Brasil.

Angra dos Reis, município localizado no litoral sul do estado do Rio de Janeiro - também conhecido como Costa Verde - possui grande diversidade cultural, surgida através da presença de aldeias indígenas, quilombolas, caiçaras e uma comunidade cigana na região. Pensando em como compreender melhor essa pluralidade local, a professora do Instituto de Educação de Angra dos Reis (Iear-UFF), Mirian Souza, deu início há três anos ao projeto de pesquisa “Ciganos e políticas públicas em Angra dos Reis, Rio de Janeiro”.

Uma boa alimentação é essencial para nossa saúde, mas o que poucas pessoas sabem é que os alimentos que consumimos também podem se relacionar ao desenvolvimento de distúrbios mentais, principalmente nos primeiros anos de vida. Desde 2002, o Laboratório de Plasticidade Neural (LPN) da UFF, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Neurociência, realiza pesquisas sobre o desenvolvimento do sistema nervoso central (SNC) e trabalha também com nutrição experimental, através de testes para avaliar os efeitos causados por dietas.

O Programa de Pós-graduação em Microbiologia e Parasitologia Aplicadas do Instituto Biomédico (PPGMPA) da UFF desenvolve a linha de pesquisa sobre paleoparasitologia, uma ciência pouco conhecida pela população, mas que possui grande potencial de despertar vocações científicas, inclusive na infância.

Segundo o Relatório sobre Igualdade de Gênero da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD) de 2012, há um abismo de desigualdade entre os sexos nas áreas de ciência e tecnologia. Apesar de a participação feminina ser maioria nos cursos de graduação, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep), as mulheres ainda são minoria no campo das ciências exatas.

Propor metodologias de ensino que vão além do tradicional é um desafio. Pensando nisso, pesquisadores do curso de cinema da Universidade Federal Fluminense criaram, em 2013, o projeto “Inventar com a diferença - cinema, educação e direitos humanos”.

Com o dia a dia mais corrido e a falta de tempo para se dedicar ao preparo de refeições mais saudáveis, houve, nos últimos anos, um aumento na incidência de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) em pessoas mais jovens. Uma preocupação que era predominantemente dos idosos, hoje atinge as pessoas cada vez mais cedo.

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), mais de 12,7 milhões de novos casos de câncer são diagnosticados por ano em todo o mundo. Em 2016, estima-se a ocorrência de mais de 596 mil casos no Brasil. Pensando em como tornar menos doloroso o tratamento e elevar a autoestima e esperança dos pacientes, um grupo de profissionais da Universidade Federal Fluminense, conhecido como “Equipe das Amarelinhas”, decidiu colorir e alegrar os corredores, enfermarias e salas de espera do Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap).

Fundado em 1972, o Programa de Pós-graduação em Geoquímica, ligado ao Programa de Geociências, completa 45 anos neste ano. Até aproximadamente o final da década de 70, o enfoque de suas pesquisas era na geoquímica clássica. A partir daí, deu-se início a um movimento voltado para o meio ambiente, com a formação de grupos multidisciplinares, aulas em tempo integral e professores estrangeiros incorporados ao seu quadro docente, cuja pesquisa de alinhava à questão ambiental.

Há quase 30 anos atuando como educador, o professor e vice-diretor do Instituto de Educação de Angra dos Reis (Iear) da Universidade Federal Fluminense (UFF), Domingos Nobre, dedica sua vida ao ensino escolar, à formação de professores e à construção de currículos escolares em comunidades indígenas guarani.

Fundado no final de 2014 pelo professor Eder Fernandes, do Departamento de Direito Privado, o grupo de pesquisa "Sexualidade, Direito e Democracia" (SDD) desenvolve pesquisas jurídicas interdisciplinares por meio dos conceitos de sexualidade, governança e poder. Atualmente é composto por 23 pesquisadores, sendo 18 alunos de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Direito, cinco graduandos de iniciação científica e orientandos de trabalhos de conclusão de curso.

A UFF, através do Programa de Pós-Graduação em Patologia, avança e reafirma sua inserção no âmbito científico internacional. O aluno de doutorado do programa, Marcos Gabriel Pinheiro, é um dos autores do artigo publicado em um relevante periódico, “Science Translational Medicine”, voltado à área médica e criado em 2009 pela Associação Americana para o Avanço da Ciência.

A 13ª edição da Agenda Acadêmica será realizada durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), entre os dias 17 e 22 de outubro. O evento tem como principal objetivo apresentar à comunidade universitária e à população a produção acadêmica em suas três grandes áreas de atuação: ensino, pesquisa e extensão. O tema deste ano é “Ciência Alimentando o Brasil” e a intenção da universidade é buscar uma interface das áreas e disciplinas em seus cursos.

Inspirado no programa piloto Ecocidades, que foi desenvolvido em 2006 na Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ), o Núcleo Girassol - EConsCiencias e EcoPolíticas, vinculado ao Departamento de Análise Geoambiental do Instituto de Geociências da UFF, atua desde 2010 na área de ciência da informação.

O Transtorno do Espectro Autista, popularmente conhecido como autismo, é um Transtorno Global do Desenvolvimento (TGD). Recebe o nome de “espectro” porque é um transtorno que se apresenta em diferentes níveis de comprometimento. Suas principais características são a dificuldade na interação social, dificuldades na comunicação e alterações de comportamento. Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), aproximadamente 1% da população mundial, ou uma em cada 68 pessoas, apresenta algum transtorno do espectro autista.

Word DocumentXLSCSV
Subscrever Dayane Alves (Estagiária de Jornalismo)