icone pessoasEu sou: Técnico | Docente | Estudante

UFF Mulher e o 8 de março – Dia Internacional da Mulher

O UFF Mulher, criado em 2010 pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex), prepara uma série de atividades (conferências, cursos, workshops etc.) que será realizada ao longo deste ano e, divulgada previamente na página da UFF. A programação dará continuidade às atividades de valorização do papel da extensão universitária frente às questões sociais e relações de gênero. O UFF Mulher tem sentido a necessidade de expandir suas atividades, dentro da perspectiva extensionista, para a produção de conhecimento na área de direitos humanos, gênero, diversidade e políticas sociais.

Por isso, com o intuito de ampliar as discussões em torno dessas temáticas tão importantes para a sociedade e atender a crescente demanda dos departamentos de ensino, o programa vem se reestruturando, o que tem levado à criação de um “Centro de Referência UFF Diversidade e Violência”, em que passa a atuar em duas grandes linhas investigativas: 1 – Gênero, Diversidade e Violência e 2 – Interseccionalidade, Violência e Cidadania.

O programa UFF Mulher faz questão de lembrar que o dia 8 de março é um marco de luta pelos direitos das mulheres, mas as ações não devem ter apenas o intuito de comemoração, as reivindicações devem ser constantes, por isso é de grande importância que sejam realizadas também conferências, debates e reuniões com o objetivo de discutir a condição geral das mulheres na sociedade atual. Segundo Simone de Beauvoir, basta que aconteça uma crise política, econômica ou religiosa para que os direitos das mulheres sejam questionados, esses direitos não são permanentes, as mulheres precisam se manter vigilantes durante toda sua vida.

As ações devem contribuir para a diminuição das desigualdades, do preconceito e da desvalorização das mulheres, pois mesmo com todos os avanços, as mulheres ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Portanto, a luta e a cobrança continuam, mas em prol da construção de uma sociedade que respeite as mulheres como cidadãs, como forma de construir uma sociedade mais democrática.

 

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Setor responsável: 
Telefone: 
21 2629-5192
Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.

Compartilhe

A atualização mais recente deste conteúdo foi em 08/03/2017 - 09:58