A Primavera Árabe encontra o Black Lives Matter no Rio de Janeiro: ativismos, espaços cívicos e direitos humanos

Print Friendly, PDF & Email
Categoria: 
Onde: 
INEAC-NEPEAC
Auditorio do ICHF, Bloco P
Gragoatá
Niterói - RJ
Quando: 
ter, 13/12/2016 - 10:00 até qua, 14/12/2016 - 22:00
Descrição: 

O seminário transregional "A Primavera Árabe encontra o Black Lives Matter no Rio de Janeiro: ativismos, espaços cívicos e direitos humanos" reunirá uma rede transnacional de pesquisa e ativismo para discutir efeitos, repercussões e perspectivas de recentes eventos e processos conhecidos como “Primavera Árabe”, também chamada de “Revolução do 25 de Janeiro”, que teve como centro a Praça Tahrir, no Cairo, Egito, em 2011; os protestos no Parque Taksim Gezi, em Istambul, Turquia, em 2013; e o movimento "Black Lives Matter" em várias cidades dos Estados Unidos, que produziram novas análises sobre racismo, pobreza, marginalização da juventude e criminalização cívica, bem como um novo modelo para a ação não-violenta e ocupação de espaço cívico.

Essas experiências internacionais de luta e repressão política serão colocadas em discussão e reflexão conjunta com experiências de manifestação e demanda de direitos, de expressão pública e midiática e de processos de criminalização e controle no Brasil, em torno ao reconhecimento de direitos civis, de casos e ações de violência policial, do movimento de ocupação de escolas, da organização de mídias alternativas, entre outros. Ainda, será abordada a onda global de mudanças legais e de segurança contra as manifestações públicas que em diversos lugares do mundo, tais como Egito, Brasil, Turquia, Argentina, e em cidades dos Estados Unidos, tiveram novas leis aprovadas para criminalizar protestos políticos civis e manifestações civis não-violentas e para identificar seus participantes como “terroristas” ou “criminosos”. Novas tecnologias de vigilância e os monopólios de mídia têm alvejado espaços alternativos cívicos, comunidades virtuais, comunidades urbanas e as redes on-line. Por sua vez, as formas de violência em torno de raça, gênero e sexualidade têm ameaçado a dignidade pública e a cidadania política da juventude, de estudantes e outros grupos sociais.

O objetivo deste seminário é refletir, discutir e desenvolver, a partir da exposição de pesquisas e experiências empíricas, uma estratégia de longo prazo para capturar e analisar dados com particular destaque para o policiamento, organização cívica, comunicação e mídia em torno de protestos e da segurança (digital e física) de seus participantes. Assim, a presente iniciativa de colaboração tem como objetivo analisar as melhores estratégias para o fortalecimento de movimentos e grupos de defesa dos direitos de reunião e acesso ao espaço cívico e avaliar os modos mais positivos de intervenção. O evento é transdisciplinar e conta com a participação de pesquisadores e especialistas de diversas áreas (antropologia, sociologia, ciência política, história, direito), mas, sobretudo, membros de movimentos sociais, jornalistas, ativistas, gestores públicos e estudantes para difundir e criar diálogos e propostas dinâmicas de promoção de direitos e reconhecimentos de formas mais democráticas e plurais.

Segue a programação nos anexos.

Organizadores:

UFF - Universidade Federal Fluminense
UC Santa Barbara
InEAC
Open Society Foundations

Mais informações
Estas são as informações de contato do setor da UFF responsável pelo evento:
Telefone de contato: 
(21) 3674 78 23
Email institucional: 
inctineac@gmail.com