Lançamento de livros

Caracterizado pelo caráter racional e analítico da realidade, o documentário pode também apresentar traços afetivos, íntimos e muitas vezes sentimentais de histórias cotidianas. Em “Realidade lacrimosa” (Eduff, 2019), Mariana Baltar aborda a tendência do documentário latino-americano contemporâneo de incorporar à construção da narrativa o melodrama e as histórias de vida de pessoas comuns. A análise se desenvolve a partir da análise de filmes brasileiros bem conhecidos do público: Ônibus 174, Um Passaporte Húngaro, Peões, A Pessoa é para o que nasce, Estamira e Edifício Master.

O que caracteriza uma boa escola, um bom professor e uma boa aula? É a essa questão que o novo livro da Eduff, “Vida de escola”, se propõe a responder. A partir de uma pesquisa antropológica em escolas públicas cariocas, Bóris Maia examina o lugar do carisma na construção da autoridade do professor em sala de aula. O lançamento, com noite de autógrafos, será em 1 de outubro, às 19h, na Livraria da Travessa, em Botafogo.

A partir da análise de filmes espanhóis, do período de 1950 a 1970, o professor cineasta Antônio Moreno analisa alguns dos principais temas da atualidade em “Cinema, infância e religiosidade na Espanha franquista”, que acaba de ser publicado pela Eduff. O lançamento, com sessão de autógrafos, será em 19 de setembro, na Livraria Icaraí, em Niterói.

Adriana Russi, professora de Produção Cultural do Campus UFF de Rio das Ostras, lançará o livro “A casa tamiriki: patrimônio indígena  katxuyana”,da Editora CRV, no dia 16 de agosto, na Blooks Livraria, das 19h às 22h.

Mais novo livro da Eduff, “Sertão, selva e letra: Euclides da Cunha em atravessamentos” será lançado durante a durante a 17ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), neste sábado, 13 de julho. O lançamento, com tarde de autógrafos, será logo após a mesa-redonda sobre a vida e a obra do autor de “Os sertões”, que conta com a participação da autora Anabelle Loivos e das professoras Anélia Pietrani e Luitgarde Cavalcanti. 

A Superintendência de Documentação, através da Biblioteca Central do Gragoatá realizará uma Roda de Conversa com autores do livro Vértice: escritas negras, lançado pela editora Malê em fevereiro de 2019. O evento ocorrerá no salão da Biblioteca Central do Gragoatá, Campus Gragoatá, UFF, Niterói, RJ.

A coletânea “Rotinas de pediatria” (Eduff, 2019), organizada pelas médicas Ana Flávia Malheiros Torbey e Claudete Aparecida Araújo Cardoso, será lançada durante noite de autógrafos, na Livraria Icaraí, em Niterói. A obra se propõe a ser uma ferramenta para auxiliar alunos do Internato de Medicina, residentes de Pediatria, médicos generalistas e pediatras de forma prática e objetiva em suas decisões.

Lançamento de livro Violência política no século XX com mesa de debates organizado pelo Núcleo de Estudos Contemporâneos (NEC-UFF) do Instituto de História da UFF

Lançamento de livro Violência política no século XX com mesa de debates organizado pelo Núcleo de Estudos Contemporâneos (NEC-UFF) do Instituto de História da UFF

A UFF e a Superintendência de Documentação, através da Biblioteca Central do Gragoatá convidam para o lançamento e sessão de autógrafos da 2ª edição do livro "Economia, Consciência e Abundância", do Professor Paulo Roberto da Silva, da Faculdade de Administração da UFF.

O evento ainda contará com um bate-papo com o também autor e Professor Carlos Rodrigues Brandão.

 

 

A UFF e o  Centro de Memória Fluminense da Superintendência de Documentação (SDC/UFF)  convidam para a palestra e  lançamento do livro " Rio de Janeiro : 100 anos de habitação popular".

Autoria:  Luciana Nemer - Professora da Universidade Federal Fluminense - Departamento de Arquitetura e Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo.

O professor Luís Falcão irá lançar o livro “Algernon Sidney: um pensador republicano do século XVII” (Eduff, 2019) durante o Ciclo de Palestras do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp/Uerj). Na mesma ocasião, o autor irá realizar uma palestra cujo tema é o título do livro e que terá como debatedores os professores Marcelo Jasmin, da PUC-Rio, e Paulo Cassimiro, da Uerj.

O projeto de extensão Café com RH, que pertence ao LAPEEX/PSOT, e o GIPP lançam o primeiro livro da coletânea "Organizações e sociedade: práticas e pesquisas em trabalho, educação e saúde" no dia 30 de abril de 2019, às 19h00, com uma bela roda de conversa com os organizadores/autores que abordarão o tema "O Sentido do Trabalho e da Educação no Brasil". Após a roda, os autores/colaboradores irão falar um pouco sobre cada artigo que produziram junto aos organizadores/autores.

Em "O mercado de crédito na corte joanina" (Eduff, 2019), a historiadora Elizabeth Souza analisa as relações sociais de empréstimos na cidade do Rio de Janeiro durante o período joanino, entre 1808 e 1821. O lançamento, com noite de autógrafos, será no dia 16 de maio, na Livraria Icaraí, em Niterói.

A Livraria Icaraí, da Eduff, recebe o escritor e engenheiro Pedro Toledo para uma noite de autógrafos do seu livro “O Veneno de Malthus” (Editora Chiado). O livro conta a história do clarinetista Marcel. Nascido em Genebra, filho de pai brasileiro e mãe suíça, o rapaz é convidado por um quinteto brasileiro para atuar no país durante três anos. No Rio de Janeiro, ele conhece e passa a se relacionar com uma ambientalista que investiga irregularidades praticadas por uma indústria de agrotóxicos.

O projeto de extensão Café com RH que pertence ao LAPEEX/PSOT / e o GIPP lançam o primeiro livro da coletânea "Organizações e sociedade: práticas e pesquisas em trabalho, educação e saúde" no dia 30 de abril de 2019 às 19h00 com uma bela roda de conversa com os organizadores/autores que abordarão sobre o tema "O Sentido do Trabalho e da Educação no Brasil". Após a roda os autores/colaboradores irão falar um pouco sobre cada artigo que produziram junto aos organizadores/autores.

O professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da UFF Luís Falcão vai lançar o livro “Algernon Sidney: um pensador republicano do século XVII” (Eduff, 2019), no dia 25 de abril, às 18h, na Livraria Icaraí, em Niterói.

Pouco conhecido no Brasil, Algernon Sidney foi um pensador republicano inglês do século XVII, cujo pensamento uniu duas fontes teóricas opostas: do direito natural moderno, retirou as bases da natureza humana; da lei da natureza e do contratualismo, de Maquiavel, a virtude, as formas de governo, o conflito e a expansão.

Organizada pela professora de Jornalismo da UFF e da UFRJ Marialva Barbosa, a coletânea “Os manuscritos do Brasil” (Eduff, 2018) analisa jornais feitos à mão no Brasil durante o século XIX, muito embora os impressos já existissem no período. A obra será lançada, em noite de autógrafos, na Livraria da Travessa, em Ipanema, no Rio de Janeiro. 

Compreender como eram esses jornais, quem os faziam e o porquê de serem produzidos manualmente são as principais indagações dos autores que investigam essas produções poucas vezes mencionadas na história da imprensa brasileira.

A partir do diálogo com a psicanálise e outras áreas, os autores refletem sobre a problemática do racismo no Brasil, na coletânea “Racismo, capitalismo e subjetividade”, recém-publicada pela Eduff. Organizada pelos professores Marília Etienne, Marcelo Coelho e Sandra Cabral, a obra traz na capa a foto "Pés”, de Sebastião Salgado. O livro será lançado, em noite de autógrafos, na Livraria da Travessa, em Botafogo. 

Ficou interessado? Leia as primeiras páginas do livro no perfil da Eduff, no ISSUU

A Livraria Icaraí, da Eduff, recebe o professor Luiz Fernando Braga para o lançamento do livro “Professor Dorothy”, publicado pela editora O Sexo da Palavra. Nos 12 contos que compõem a obra, o autor explora as tensões em torno de questões como bullying, LGBTfobia e higienização comportamental no espaço escolar.

A cada capítulo, o leitor faz um mergulho no psicológico das personagens e se depara com temas recorrentes na sociedade brasileira contemporânea, como Escola Sem Partido, neonazismo, identidades oprimidas e opressoras.

Organizada pela professora de Jornalismo da UFF e da UFRJ Marialva Barbosa, a coletânea “Os manuscritos do Brasil” (Eduff, 2018) analisa jornais feitos à mão no Brasil durante o século XIX, muito embora os impressos já existissem no período.

Compreender como eram esses jornais, quem os faziam e o porquê de serem produzidos manualmente são as principais indagações dos autores que investigam essas produções poucas vezes mencionadas na história da imprensa brasileira.

“Tak Baht” (Eduff, 2018) é uma imersão etnográfica na tradição budista em Laos, mais especificamente na cidade de Luang Prabang. Na obra, o antropólogo Pedro Fandiño analisa a cerimônia, conhecida como tak baht, de recolhimento de doação realizada por monges budistas da corrente teravada, a mais antiga da religião. É um dos primeiros estudos que se decicaram a entender o costume e seus efeitos no país.

A partir do diálogo com a psicanálise e outras áreas, os autores refletem sobre a problemática do racismo no Brasil, na coletânea “Racismo, capitalismo e subjetividade”, recém-publicada pela Eduff. Organizada pelos professores Marília Etienne, Marcelo Coelho e Sandra Cabral, a obra traz na capa a foto "Pés”, de Sebastião Salgado.

 

Lançamento do livro “A vida misteriosa dos matemáticos”, do professor Celso Costa, do Instituto de Matemática e Estatística, no Reserva Cultural, ao lado do Bistrô Reserva, na quinta-feira, 13 de dezembro, das 18h às 21h.

Organizada pelos professores André Dias e Elen de Medeiros, “Literatura e teatro: encenações da existência” (Eduff, 2018) reúne nove ensaios que refletem sobre as relações inerentes ao teatro e à literatura a partir das ideias de sociedade, cultura e existência.

A coletânea explora o sentido de encenação e existência, conceitos que, na literatura, ganham interpretações mais aprofundadas, com personagens centrais que abordam o sentido da existência humana.

A diversidade das experiências negras no campo cultural, da festa, da música, do teatro, da educação, da luta política, em diferentes épocas da história do Brasil, está presente em “Cultura Negra”, coletânea em dois volumes publicada pela Eduff.

Organizada por Martha Abreu, Giovana Xavier, Lívia Monteiro e Eric Brasil, a obra reúne 27 artigos. No Volume 1, o destaque é para as instituições e associações culturais e políticas negras, como escolas de samba, congados, jongos, bois e maracatus, nos tempos da escravidão, em especial, nos tempos do pós-Abolição.

A jornalista Tania Malheiros lança seu livro, “Bomba atômica! Para quê? Brasil e Energia Nuclear” na Livraria Icaraí. A obra analisa a história da energia nuclear no país, desde o surgimento das primeiras pesquisas na área, na década de 1930 até os dias de hoje.

O livro é uma reedição de duas pesquisas da autora, de 1993 e 1996. Na nova versão, a autora reflete sobre a utilização de urânio no Centro Experimental de Aramar, na Marinha, nas negociações do país com Iraque e China e a utilização desse tipo de energia na época da Ditadura.

Quando estudamos um idioma estrangeiro, entramos em contato com diferentes culturas e histórias. A escolha do idioma e a forma como ele é ensinado diz muito sobre as relações entre língua, história e cultura, na construção de uma sociedade, e sobre os efeitos de nacionalidade. E é esse o objeto de estudo do novo livro da Eduff, “Francês e Educação”, do professor Felipe Dezerto.

Mesa-redonda com o editor Briquet de Lemos, prof. Carlos Juvêncio (UFF/GCI) e prof. Hagar Espanha no dia 8 de outubro às 16 horas na sala Interartes do Instituto de Arte e Comunicação Social da UFF. O evento tem por objetivo divulgar a primeira tradução em português do Tratado de Documentação de Paul Otlet, obra de referência para as áreas de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação. A tradução para o português permitirá que todos os profissionais, estudantes e interessados tenham acesso às ideias desse importante pensador.

 

Organizada pelos psicólogos Rogerio Quintella, Leonardo Almeida e Crisóstomo Nascimento, a coletânea “Subjetividade” propõe uma interface entre a psicologia e outros campos do saber. Com a crescente investigação sobre a subjetividade humana, os 12 textos e o post-scriptum presentes na obra fazem uma reflexão teórica, crítica, metodológica, clínica e política em torno do tema. No livro, os autores relacionam a subjetividade com tópicos da Psicologia, Filosofia, Psicanálise e Política.

Organizado pela professora de Nutrição da UFF Gabrielle Rocha, “Guia para o atendimento nutricional de pacientes hospitalizados e ambulatoriais” (Eduff, 2018) é um manual de apoio para estudantes e profissionais da área. Escrito por seis professores de Dietoterapia e de Avaliação Nutricional, a obra será lançada em 25 de setembro, dentro da programação do "Seminário de Comemoração aos 50 anos da Faculdade de Nutrição Emília de Jesus Ferreiro".

O setor de Petróleo e Energia brasileiro vem passando por várias mudanças, vamos discutir estas transformações no dia 12 de setembro, às 15h, no auditório do Instituto de Humanidades e Saúde (IHS) do Campus UFF de Rio das Ostras (Curo).

Nesta ocasião será o lançado o livro: “Energia e Petrolíferas Globais: Transformações e crise”, de Rodrigo Leão e William Nozaki, e logo após haverá um debate sobre estas questões.

O Curo fica na Rua Recife, s/n, Rio das Ostras.

Debater os hábitos e incentivos de leitura para o público infantil e sobre as bibliotecas destinadas a ele é um dos objetivos do livro “Quer que eu leia com você?”, lançãdo pela Eduff. A obra conta com um artigo de Ninfa Parreiras e três palestras de Luciana Esmeralda Ostetto, Maria Clara Cavalcanti de Albuquerque e Rachel Polycarpo da Silva, realizadas em 2012 e 2013, durante a mesa-redonda sobre Bibliotecas Infantis, evento anual da Biblioteca Flor de Papel.

É com grande felicidade que a Superintendência de Documentação comunica o lançamento do livro "Quer que eu leia com você?: refletindo sobre as práticas e os espaços de leitura para a educação infantil". Este livro  reúne três palestras das mesas redondas promovidas pela Biblioteca Flor de Papel (BFP), entre os anos de 2012 e 2013, e mais um artigo da bibliotecária Rachel Polycarpo da Silva, acerca de suas pesquisas e experiência de trabalho na BFP, trazendo as concepções teóricas que orientram o trabalho da biblioteca.

Bacharel em Direito e mestre em Estudos de Linguagem pela UFF, Ulisses Gomes lança o livro "...remediado está: implicações do processo de significação da greve na relação Legislativo-Judiciário pós-1988" (Eduff, 2017), durante a IV Conferência Internacional – Greves e Conflitos Sociais, na Faculdade de Ciências Sociais e Filosofia da Universidade de São Paulo.

São Gonçalo, a segunda maior cidade do estado do Rio, é frequentemente associada ao trânsito caótico e desorganizado. Entretanto, por de trás disso, existem facetas que podem passar despercebidas na rotina do tráfego. Uma delas é a atuação da Guarda Civil na cidade, que tem como um de seus propósitos a administração de conflitos, como demonstra a antropóloga Talitha Rocha em “Quem dirige em São Gonçalo, dirige em qualquer lugar”, novo livro da Eduff.

“O abraço do muriqui” (Eduff, R$25,00), de Sávio Freire Bruno, é uma referência não somente ao abraço do maior primata neotropical, mas a um grande abraço a todas as espécies ameaçadas de extinção. O livro, segundo o autor, pretende ser "um modesto e delicado gesto de compaixão por todas as formas de vida e seus respectivos biomas".

Organizada pelos psicólogos Rogerio Quintella, Leonardo Almeida e Crisóstomo Nascimento, a coletânea “Subjetividade” propõe uma interface entre a psicologia e outros campos do saber. Com a crescente investigação sobre a subjetividade humana, os 12 textos e o post-scriptum presentes na obra fazem uma reflexão teórica, crítica, metodológica, clínica e política em torno do tema.

No dia 20/06 (quarta-feira), às 16h, haverá o lançamento, pela Eduff e o Arquivo Nacional, da reedição ampliada de “Flora Fluminensis” de frei José Mariano da Conceição Vellozo, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro (Solar da Imperatriz).

Os povos indígenas representam uma parcela considerável da população brasileira, além de serem parte inegável da nossa história e cultura. Entretanto, nem sempre se reconhece sua complexidade e muitas vezes suas narrativas nem são contadas, principalmente quando se trata do papel desempenhado pela mulher indígena. E é justamente como uma forma de contrariar esse padrão de silenciamento, que Suelen Julio lança o livro “Damiana da Cunha: uma índia entre a ‘sombra da cruz’ e os caiapós do sertão” (Eduff, 2017).

Em “Tenho mioma, o que fazer?” (Eduff, 2018), os ginecologistas Ricardo Lasmar, Paulo Barrozo e Bernardo Lasmar apresentam informações sobre o mioma uterino, o quadro clínico, opções terapêuticas e tratamentos alternativos – citando as vantagens e desvantagens de cada um. Com uma linguagem simples e clara, o livro é voltado não apenas para o público especializado, mas para aqueles que não têm formação médica.

As professoras Hildete Pereira de Melo e Ruth Helena Dweck lançam o livro “Economia, história e memória”, às 18h, na Faculdade de Economia da UFF. A obra, lançada pela Eduff em 2017, celebra os 75 anos da Faculdade de Economia da instituição, uma das mais antigas do país.

O romance conta a história de Rita Pessoa, uma jovem jornalista que sonha ser uma escritora de sucesso. Mas um encontro certo no momento e no local errados provoca uma verdadeira reviravolta em sua vida e desencadeia uma série de acontecimentos que envolvem paixão, amor, sexo e dinheiro.

Formada em Letras e doutora em Literatura pela UFRJ, Cláudia Castanheira é editora da revista eletrônica do Instituto de Psicologia da UFF. É também autora do romance “A casa depois da festa”, publicado em 2011.

 

Organizado por Carlos Gabriel Guimarães e Luiz Fernando Saraiva, o livro “Crédito e Descrédito” (Eduff, 2018) expande os conhecimentos sobre finanças, economia e vida social no Brasil, entre os séculos XVIII e XX. Com 11 artigos de autores do México e do Brasil, o lançamento da Eduff analisa o crédito por uma perspectiva histórica e social, ao contrário da maioria das pesquisas econômicas atuais.

A Livraria Icaraí recebe a psicóloga Andrea Rosa da Silveira para o lançamento do livro “Autismo Infantil: Práticas educativas integradoras e movimentos sociais”. Fruto da dissertação de mestrado da autora, a obra pretende não apenas dar mais visibilidade àquilo que se refere à escolarização da criança com autismo, mas também apresentar a familiares, educadores e profissionais de saúde uma compreensão mais positiva do autismo Infantil.

Em “Tambor dos Pretos: processos sociais e diferenciação étnica no rio Jaú, Amazonas” (Eduff, 2017), o antropólogo João Siqueira traz uma reflexão sobre a formação de unidades sociopolíticas identificadas como quilombo do Tambor e sobre a formação da Associação Quilombola de São Raimundo do Pirativa, no Amapá.

A professora Vanessa Massoni da Rocha recebe amigos e convidados para noite de autógrafo do livro “Por um protocolo de leitura do epistolar” (Eduff, 284 pp), na Livraria da Travessa, em Botafogo. Na obra, a autora propõe um novo impulso às análises sobre as cartas. O intuito é observar de que maneira esses escritos experimentam diferentes formatos. Para isso, a obra abrange textos mais recentes, que de certa forma dialogam ou se afastam de outros já canônicos.

A professora Vanessa Massoni da Rocha recebe amigos e convidados para noite de autógrafo do livro “Por um protocolo de leitura do epistolar” (Eduff, 284 pp), na Livraria da Travessa, em Botafogo. Na obra, a autora propõe um novo impulso às análises sobre as cartas no livro “Por um protocolo de leitura do epistolar” (Eduff, 284 pp). O intuito é observar de que maneira esses escritos experimentam diferentes formatos. Para isso, a obra abrange textos mais recentes, que de certa forma dialogam ou se afastam de outros já canônicos.

Na próxima terça, 27 de março, Phellipe Marcel lança “Discurso sobre alimentação nas enciclopédias do Brasil: Império e Primeira República (Eduff)”, a partir das 17h, na Livraria Folha Seca, no Centro do Rio. Na obra, o autor busca compreender, criticamente, o imaginário da naturalização dos sentidos sobre comida e alimentação que se construiu no Brasil do século XIX ao XX - principalmente nas enciclopédias brasileiras.

Páginas

Word DocumentXLSCSV
Subscrever Lançamento de livros