Logotipo da UFF

Doutoranda da UFF ganha prêmio internacional por pesquisa sobre a inter-relação entre habitação e Covid-19

Doutoranda da UFF dedica sua trajetória social e de pesquisa à melhoria das condições urbanas e habitacionais de comunidades desfavorecidas

A doutoranda do Departamento de Geografia da Universidade Federal Fluminense em cotutela com a University of Victoria no Canadá, Sharon Dias, desenvolveu um projeto por meio de pesquisa comunitária participativa, para avaliar as condições de moradia, acesso a informação, segurança e participação de mulheres e comunidades em vulnerabilidade habitacional durante a pandemia. Além disso, as redes de solidariedade formadas por estes grupos para mitigar a constante ausência de politicas públicas, situações de violência, inadequação habitacional em tempos de financeirização da habitação e covid-19 também foram analisadas. 

Em outubro de 2020 o projeto da pesquisadora foi recomendado para receber uma premiação de doutorado do International Development Research Center (IDRC), organização canadense que apoia produção de conhecimento e inovação em países em desenvolvimento. Para a doutoranda, uma das principais motivações da pesquisa é o fato de que em tempos de financeirização da habitação e Covid-19 pandemia, mulheres e comunidades com precariedade habitacional sofrido desproporcionalmente os efeitos da crise habitacional e da pandemia no Brasil e em outros países do mundo. Tais impactos, evidenciam problemas estruturais de ordem política, econômica e social e os desafios à governança inclusiva e ao acesso a renda, saúde, serviços públicos, moradia e segurança, dentro e fora de casa. O atual contexto social durante a pandemia também demostra novas formas de sociabilidade e solidariedade, ações comunitárias e luta por afirmação de direitos que precisam e merecem ser disseminadas pela academia em contraposição a constate estigmatização de populações em situação de vulnerabilidade habitacional.

Para Sharon, a importância do projeto se encontra na possibilidade de criar e fortalecer políticas de governança inclusiva no eixo local, regional, nacional e internacional a partir do reconhecimento dos saberes individuais e comunitários no processo de pesquisa. O projeto de pesquisa de Sharon conta com a orientação direta dos professores Dr. Jorge Luis Barbosa (Geografia - UFF) e Reuben Rose-Redwood (Geografia – UVic). O projeto conta ainda com parcerias com o Projeto Ser Ponte, projeto de distribuição de renda desenvolvido e liderado por mulheres em Fortaleza – Ceará, com o apoio da Universidade Estadual do Ceará através do Laboratório de Estudos Agrários, Urbanos e Populacionais – LEAUP liderado pela professora Dra. Denise Bomtempo e do Laboratório de Estudos do Território e da Urbanização – LETUR liderado pelo professor Dr. Edilson Pereira Júnior. Também apoia a pesquisa o Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca Ceará).

A premiação prevista para fevereiro de 2021 irá fortalecer estabelecimento de uma rede de participação das comunidades e pessoas envolvidas na pesquisa, a coleta de dados em parceria com comunidades e pesquisadores locais, realização de mapeamentos e disseminação de resultados através de publicações, realização e participação em eventos comunitários e científicos, palestras, e desenvolvimento de uma plataforma virtual para contribuir com a formulação de políticas e programas de acordo com necessidades específicas de minorias e maiorias historicamente vulnerabilizadas.

Fotos: Arquivo pessoal (2018), Pesquisa de Campo em Maracanaú – CE: Conjunto Habitacional Inocupado (2019), Pesquisa de Campo em Fortaleza – CE: Grafite no Cuca Barra (2019)

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
A atualização mais recente deste conteúdo foi em 05/01/2021 - 17:17