Eu sou: Técnico | Docente | Estudante

UFF tem dia de cuidado e prevenção à saúde da mulher

UFF tem dia de cuidado e prevenção à saúde da mulher - Foto: Divisão de Qualidade de Vida

A Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progepe), em parceria com o programa SOS Mulher e a Ouvidoria da Universidade Federal Fluminense, promoveu nesta segunda-feira (29) na reitoria um dia de cuidado e atenção à saúde da mulher. O programa “Saúde da Mulher Trabalhadora da UFF” realizou o lançamento do projeto, que tem como objetivo cuidar da saúde da mulher, tanto da servidora técnico-administrativa, quanto das docentes, focando em dois pilares: oferecer informação sobre as doenças, como elas acontecem e como perceber os sinais das patologias, e como oferecer o acesso à saúde com o agendamento de consultas na Divisão de Assistência à Saúde (DAS), conhecida como a seção médica da reitoria.

No domingo (28) comemorou-se o Dia Internacional Pela Luta da Saúde da Mulher e, de acordo com a coordenadora da Coordenação de Atenção à Saúde e a Qualidade de Vida (Casq), Fátima Loureiro, o programa será oferecido de forma itinerante. Anteriormente, a Casq realizava esse trabalho de maneira pontual, em forma de campanha de informação no Dia Internacional da Mulher e no Outubro Rosa. A partir deste ano, as ações de conscientização serão oferecidas mensalmente.

No cronograma estão previstas atividades dentro e fora de sede. Para o mês de junho, no Hospital Universitário Antônio pedro (Huap); em julho no campus Gragoatá; em setembro no campus Volta Redonda; em outubro no campus Valonguinho; e em novembro no campus Rio das Ostras. Faz parte das ações do programa a campanha de prevenção de câncer de mama e colo do útero, atividades lúdicas, orientação e prevenção de DST/Aids, distribuição de preservativos, informações sobre o projeto de acolhimento à vítima de violência, aferição da pressão arterial, cálculo do IMC e agendamento de consultas médicas. “A ideia é divulgar e chamar a mulher para o próprio cuidado, pra buscar assistência à saúde, prevenção”, afirma Fátima.

Aproximadamente 80 pessoas estão envolvidas no programa e o objetivo é levar informação ao maior número possível de mulheres. “A gente faz a captação e busca a servidora ativamente para vir, participar, ouvir e levar os folhetos informativos”, explica Fátima. As atividades lúdicas são jogos de computador em que, a medida que a participante for avançando, ela vai recebendo informações sobre a doença, como, por exemplo, diagnóstico, como buscar assistência, o que é mito e o que é verdade, entre outras. As datas das próximas ações serão divulgadas na página da PROGEPE.

Atendimento médico

A seção médica é responsável pelo atendimento dos servidores da universidade, dependentes e alunos bolsistas. O atendimento é feito diariamente, além do trabalho de prevenção das doenças mais comuns, como hipertensão e diabetes. “Aqui eles têm um atendimento diferenciado, com hora marcada, os melhores especialistas e da melhor forma possível, tanto no atendimento, como na prevenção de doenças”, ilustra o chefe da seção médica, Jorge Eduardo Costa.

Fátima Loureiro e Jorge Eduardo Costa, responsáveis pela seção médica

Segundo Jorge Eduardo, a importância desse programa inaugurado hoje é o esclarecimento, pois as pessoas ainda têm muitas dúvidas com relação a doenças, de como funciona seu corpo, sobre o que é prevenção e quando procurar o médico ou não. “Esse evento serve para chamar a atenção para a saúde da mulher, as doenças que mais as acometem e promover uma ação de saúde, para que haja procura na seção médica”, descreve.

Para a servidora Ana Teresa Gotardo, que participou das ações realizadas no saguão da reitoria, é muito importante conscientizar as mulheres sobre as doenças e mostrar que a UFF está buscando formas de ajudar a prevenir, identificar e tratar essas doenças. “Esse cuidado foi muito importante. Busquei informação sobre marcação de consulta, aferi minha pressão e fiz o teste do IMC. O atendimento foi ótimo e atencioso”, finaliza.