UFF sem fronteiras: professor do Departamento de Geografia é agraciado com o prêmio Milton Santos

Print Friendly, PDF & Email

O Departamento e o Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense informam à comunidade universitária da UFF que o Prof. Dr. Carlos Walter Porto-Gonçalves foi agraciado com o prêmio Milton Santos de Mérito Geográfico, outorgado por ocasião do XVII Encontro de Geógrafos da América Latina, realizado em Quito, Equador, entre 9 e 11 de abril de 2019.

Carlos Walter Porto-Gonçalves é Professor Titular do Departamento, onde é também diretor do Grupo de Pesquisa “Laboratório de Estudos de Movimentos Sociais e Territorialidades”, ministrando cursos na graduação e na pós-graduação. O professor formou inúmeros pesquisadores, entre mestres, doutores e pós-doutores em Geografia, do Brasil e de diversos países da América Latina.

Seu trabalho, reconhecido nacional e internacionalmente, inclui a organização de eventos, a assessoria a movimentos sociais e a publicação de inúmeros livros, capítulos de livros e artigos, alguns deles também em espanhol. Destacam-se os livros “A globalização da natureza e a natureza da globalização”, “O desafio ambiental”, “Amazônia, Amazônias”, “Os (Des)caminhos do Meio Ambiente” e “Geo-grafias: movimientos sociales, nuevas territorialidades y sustentabilidad”.

Carlos Walter Porto-Gonçalves já recebeu outras premiações em nível nacional: o prêmio Chico Mendes, do Ministério do Meio Ambiente e o prêmio Manuel Correia de Andrade, outorgado pela Associação Nacional de Pós-Graduação em Geografia; em nível internacional, o prêmio Casa de las Américas, pela renomada instituição cubana.

Uma das características mais importante da carreira de Carlos Walter é o caráter integrador em seu pensamento e em sua prática, não dissociando o físico do humano, nem a ação política da acadêmica, indissociabilidade essa que o tem levado a ser reconhecido em diversas esferas dos movimentos sociais latino-americanos e em fóruns de ampla repercussão política, como a Pastoral da Terra e a CLACSO.

Seu papel renovador na Geografia brasileira e, por extensão, na latino-americana, é demonstrado por sua atuação na chamada Geografia Radical dos anos 1980. Também vale a menção ao período em que Carlos Walter presidiu a Associação dos Geógrafos Brasileiros.

Podemos sintetizar a relevância do trabalho de Carlos Walter em três esferas: a paixão pela Geografia, o compromisso político-social e uma abertura para o novo, capaz de acompanhar teoricamente as transformações do presente. Por essa rica trajetória, acadêmica e política, foi merecedor do reconhecimento com o Prêmio Milton Santos de Mérito Geográfico.

A UFF se sente honrada com aqueles que levam longe não só o nome da universidade, mas também a qualidade científica acadêmica, com alto nível de responsabilidade social.

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

A atualização mais recente deste conteúdo foi em 02/05/2019 - 16:27