Categoria
MEC está com inscrições abertas para o Programa de Bolsa Permanência (PBP) 2019 para estudantes indígenas e quilombolasO Pró- Reitoria de Assuntos Estudantis informa que o Ministério da Educação está com novas inscrições abertas para o Programa de Bolsa Permanência (PBP) deste ano, para estudantes indígenas e quilombolas, matriculados em cursos de graduação presencial ofertados por instituições federais de ensino superior. O Programa de Bolsa Permanência é um auxílio financeiro pago para estudantes de instituições federais de ensino superior em situação de vulnerabilidade socioeconômica e para indígenas e quilombolas. O valor da bolsa para indígenas e quilombolas é R$ 900. O recurso é pago diretamente ao estudante por meio de um cartão de benefício. As inscrições deverão ser realizadas por meio do Sistema de Gestão da Bolsa Permanência (SISBP) do MEC, até 30 de agosto de 2019 através do link http://sisbp.mec.gov.br (Primeiro Acesso). Após cadastramento no site do PBP – Programa de Bolsa Permanência do Governo Federal (sisbp.mec.gov.br), o/a estudante deverá enviar a para o email apoiosocialproaes@gmail.com a seguinte documentação OBRIGATÓRIA, digitalizada em um único arquivo PDF: a) Formulário de Cadastro; b)Comprovante de matrícula ativa em curso de graduação presencial da UFF: histórico acadêmico; ou comprovante de inscrição em disciplinas; ou declaração de matrícula emitido pelo Iduff do Aluno; ou emitido pela secretaria da escola na qual está vinculado/a; c)Cópia do RG e CPF do/a estudante requisitante; d)Auto declaração do/ estudante; e)Declaração de sua respectiva comunidade sobre sua condição de pertencimento étnico, assinada por pelo menos 3 (três) lideranças reconhecidas f)SE FOR INDÍGENA: Declaração da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) que o estudante indígena reside em comunidade indígena ou comprovante de residência em comunidade indígena; g)SE FOR QUILOMBOLA: Declaração da Fundação Cultural Palmares que o estudante quilombola reside em comunidade remanescente de quilombo ou comprovante de residência em comunidade quilombola; h)Termo de Compromisso do Bolsista devidamente assinado. ATENÇÃO: Não é necessária a autenticação em cartório dos documentos A análise dos documentos e aprovação do cadastro será realizada pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis até o dia 30 de setembro. A Bolsa Permanência do MEC não poderá ser acumulada com as Bolsas Estudantis da Proaes. Em caso de dúvidas entre em contato através do email apoiosocialproaes@gmail.com ou pelo Telefone 2629-2711 Acesse os anexos abaixo deste informe
Nota oficial da UFF à comunidade sobre corte de verbas do orçamentoAs Instituições Federais de Ensino Superior receberam pela imprensa a informação de que haveria novo bloqueio de verbas do orçamento discricionário de 2019. Os contingenciamentos não foram uniformes e três universidades sofreram mais: Universidade Federal Fluminense, Universidade de Brasília e Universidade Federal da Bahia. A UFF ainda não foi comunicada oficialmente da decisão do Ministério da Educação, mas foi constatado o bloqueio de 30% dos recursos disponíveis para manutenção das atividades, como bolsas e auxílios a estudantes, energia, água, luz, obras de manutenção, pagamento de serviços terceirizados de limpeza, segurança, entre outros. Se confirmada, esta medida produzirá consequências graves para o pleno funcionamento da Universidade. A UFF é hoje uma das maiores, mais diversificadas e pujantes universidades do país, prezando pela excelência em todas as áreas do conhecimento. A qualidade da UFF é atestada pela pontuação máxima (5) no conceito institucional de avaliação do MEC e temos o maior número de alunos matriculados na graduação entre todas as universidades federais. Além disso, a UFF é a 16ª colocada no ranking RUF, entre quase 200 universidades. Nossa universidade exerce com responsabilidade a proteção do patrimônio público e das pessoas, defendendo com firmeza o princípio constitucional da livre manifestação do pensamento, com tolerância e respeito à diversidade e à pluralidade. Faremos todo o esforço institucional ao nosso alcance para demonstrar ao Ministério da Educação a necessidade de reversão dos cortes anunciados.
Numbers New Alguns resultados do Censo 2017: De todas as Instituições de Ensino Superior, 76,7% são Faculdades Privadas, 4,3% são Universidades Públicas e 2,6% são Universidades Federais; Do total de cursos de graduação 71% foram oferecidos pela Rede Privada. Apenas nas Licenciaturas a Rede Pública ofereceu mais da metade dos cursos; De todas as vagas (Processo Seletivo Principal) 91,7% foram oferecidas pela Rede Privada e 4,8% pela Rede Federal; Na Rede Privada 1,2 candidatos disputaram cada vaga e na Rede Federal a procura foi de 15,3; A Rede Privada ocupou 32,1% das vagas que ofereceu e a Rede Federal ocupou 91,2%; Nas matrículas, 75% dos alunos foram vinculados a Rede Privada e 13% as Universidades Federais; Nas licenciaturas a distância, a Rede Privada ofereceu 64,1% das matrículas e a Rede Pública 18,3%; Na graduação as mulheres conquistaram 55,2% dos ingressos, 57,0% das matrículas e 61,1% das conclusões; Na Pós-Graduação Stricto-Sensu a Rede Privada registrou 15,9% do total de matriculas e a Rede Federal 58,2%; A UFF entre as Universidades Federais: 1ª no total de vagas novas (processo seletivo principal) oferecidas; 1ª em quantidade de matrículas; 2ª no total de diplomas concedidos; 2ª no total de candidatos na graduação a distância e 4ª na graduação presencial; 3ª no total de docentes doutores. Mais detalhes As Instituições de Ensino Superior Os Cursos de Graduação As Vagas oferecidas no Processo Seletivo Principal - Vagas Novas As Matrículas A Diplomação Pós Graduação Stricto Sensu O Corpo Docente Fontes: INEP - Sinopses Estatísticas da Educação Superior INEP - Censo - Principais Resultados INEP - Censo - Notas Estatísticas Segundo Cronograma, o INEP divulgará os dados de 2018 em 19 de setembro de 2019. Para dados atuais utilize o Sistema de Transparência da UFF.