Categoria
Autor revisita edição buarquiana da coleção História geral da civilização brasileiraCom o primeiro volume publicado em 1960, a coleção “História geral da civilização brasileira” (HGCB) comemora seus 60 anos em 2020 e ainda é uma referência na historiografia contemporânea nacional. Em “As edições do cânone…”, lançado pela Eduff em 2016, o historiador André Furtado percorre a trajetória intelectual de Sérgio Buarque de Holanda, dando ênfase ao período em que o escritor esteve à frente da coleção, que vai de 1960 a 1972. Embora mais lembrado por "Raízes do Brasil", foi pela realização da "HGCB" que Buarque concretizou seu clamor por uma escrita histórica brasileira com a contribuição de especialistas em cada um de seus 11 volumes publicados. Para além dos projetos editoriais e da produção escrita pelo historiador, o livro percorre também as homenagens prestadas logo após a sua morte, em 1982. Para a pesquisa, André Furtado se valeu não somente de textos escritos por Sérgio Buarque e por seus críticos, mas também de registros documentais depositados em diferentes arquivos, a exemplo do acervo Sérgio Buarque de Holanda, sediado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Como quem une as peças de um quebra-cabeça, o autor, por meio dos fragmentos encontrados, dá visibilidade a um Sérgio Buarque em sua complexidade, raramente visto em estudos anteriores. Para adquirir esse e outros livros da Eduff, acesse www.eduff.uff.br.
Eduff participa de feira virtual de saúde pública da AbeuEntre os dias 22 e 24 de julho, a Eduff participa da Feira Virtual da ABEU: Saúde Pública, que ocorre no site www.feirabeu.com.br. Com descontos em livros físicos e e-books para download gratuito, o evento conta com títulos nas áreas como  Medicina, Enfermagem, Saúde Coletiva, dentre outras. A feira ocorre em paralelo ao I Simpósio pela Saúde Pública, organizado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Para este evento, a Eduff selecionou títulos que abarcam temas relativos à saúde pública e áreas correlatas. Os descontos variam de 50% a 86%, em livros físicos, como “Formação SUStentada: educação odontológica para e pelo Sistema Único de Saúde” e “Carlos Chagas: um homem, uma doença, uma história”. A editora também disponibilizou dois e-books gratuitos: “As razões da terapêutica: racionalismo e empirismo na medicina” e “O poder nos tempos da peste - Portugal - Séculos XIV/XVI”.   Como funciona a feira   O site irá atuar como uma vitrine digital para as editoras anunciarem as obras que estão comercializando. Ao selecionar um livro, o leitor será direcionado ao site da editora ou livraria que vende o título, para poder finalizar a compra. Em outras palavras, o site da Feira funciona como um hub para que o consumidor entre em contato com as obras oferecidas pelas associadas da ABEU. Para a ocasião, teremos livros com até 50% de desconto, além de e-books para compra e download gratuito.   Sobre o simpósio de Saúde Pública O I Simpósio pela Saúde Pública será realizado on-line, pela plataforma do YouTube, com emissão de certificado de 15 horas para os participantes inscritos. Cada tema será abordado pelos respectivos palestrantes responsáveis e por um mediador da reflexão por 30 minutos, além de um momento para apresentação das dúvidas e interações com os participantes, com o objetivo de construir aprendizados e conhecimento coletivamente. O evento contará com a exposição de um QR Code durante as mesas do Simpósio para arrecadação de bens para o projeto "Mães da Favela", uma iniciativa da Central Única das Favelas (CUFA). Além da ABEU, o Simpósio contará com a parceria de outras editoras, por meio da disponibilização de livros, ou outros produtos, que serão sorteados na página do Instagram do evento (www.instagram.com/lamfacuerj). Confira a seleção de livros da Eduff.
Professor de Angra dos Reis lança livro sobre jovens em situação de privação de liberdadeEm novembro desse ano, o professor do Instituto de Educação de Angra dos Reis, Elionaldo Fernandes Julião, lançou pela editora Paco o livro Trajetórias de vida de jovens em situação de privação de liberdade: um estudo sobre a delinquência juvenil no estado do Rio de Janeiro. A partir de distintas reflexões teóricas sobre trajetórias juvenis, a obra visa contribuir para a compreensão do fenômeno da delinquência juvenil debatendo vínculo social, autocontrole, estilo de vida/atividades rotineiras, delinquência em grupo (pares ou gangues), experiências de vitimização no contexto escolar, familiar e do entorno de vivência destes jovens que estão privados de liberdade. “A obra é fruto das últimas pesquisas que venho coordenando sobre vulnerabilidade de jovens à violência e foi lançado com recursos da Faperj”, explica o professor. O livro está nas livrarias e para venda on-line através do link: https://bit.ly/2QrVRqx
Eduff terá livros com descontos na Feira dos Afetos, no Centro de ArtesA Eduff vai participar da Feira dos Afetos, evento promovido pelo Centro de Artes UFF em homenagem à Nise da Silveira, médica psiquiatra brasileira que revolucionou o tratamento de saúde mental no país. Com descontos de 50% a 80% em livros de psiquiatria e psicologia, a Editora estará presente de 29 de outubro a 4 de novembro, das 8h às 17h. Além da Feira dos Afetos, o evento conta com exposições, performances, peças, mesas de debate, oficinas e uma mostra de filmes. A maioria das atrações tem entrada franca ou ingressos a preços populares. Confira a programação no site do Centro de Artes UFF.
Mariana Baltar lança "Realidade lacrimosa" pela EduffCaracterizado pelo caráter racional e analítico da realidade, o documentário pode também apresentar traços afetivos, íntimos e muitas vezes sentimentais de histórias cotidianas. Em “Realidade lacrimosa” (Eduff, 2019), Mariana Baltar aborda a tendência do documentário latino-americano contemporâneo de incorporar à construção da narrativa o melodrama e as histórias de vida de pessoas comuns. A análise se desenvolve a partir da análise de filmes brasileiros bem conhecidos do público: Ônibus 174, Um Passaporte Húngaro, Peões, A Pessoa é para o que nasce, Estamira e Edifício Master. O lançamento, com noite de autógrafos, será no dia 29 de outubro, às 19h, na Blooks Livraria, em Botafogo.   Mais do que histórias privadas, os documentários analisados trazem questões sintomáticas da contemporaneidade, como o debate do público e do privado. Por meio de conceitos-chave, como personagem, autoperformance, intimidade, memória e subjetividades midiáticas, o processo de autoexposição da intimidade é questionado. Como equilibrar o caráter documental e o excesso melodramático das performances?   Para isso, a autora buscou narrativas em que a apropriação do melodramático desestabiliza lugares tradicionais de legitimidade. Ela partiu da hipótese de que os filmes que mais chamam a atenção do público são aqueles que apresentam cenas de conversas e confissões de dramas íntimos que promovem a sensação de uma intimidade partilhada.   Nos seis documentários analisados, a narrativa está centrada em dramas íntimos compartilhados por meio de depoimentos dos personagens. Para a autora, quanto mais se consolida a sensação de intimidade, mais se acredita na realidade documentária do filme. Como no caso de Eduardo Coutinho, diretor de dois dos documentários analisados, que costuma pedir para que os personagens cantem para as câmeras. “Não é a beleza das performances musicais que está em jogo, mas a sua força enquanto símbolo e, principalmente, enquanto exposição de uma vulnerabilidade frente ao olhar público da câmera. Tal vulnerabilidade ativa o jogo de empatias próprio do melodrama, aproxima afetiva e passionalmente espectadores de personagens, sentimo-nos compartindo intimidades”, explica Baltar.   Ficou interessado? Leia as primeiras páginas do livro no perfil da Eduff no ISSUU. Saiba como comprar.  
Construção da figura de Araribóia é tema de lançamento da EduffA criação de histórias, lendas e narrativas fantásticas do índio Araribóia na fundação da cidade de Niterói é tema do novo lançamento da Eduff. O livro “Niterói, terra de índio”, da produtora cultural Lia Bastos, traz uma análise de conflitos e disputas em torno das representações sociais de Arariboia. Visto por alguns como herói e por outros como traidor, Araribóia é um mito de origem controverso e deslizante. Por meio de histórias da cidade e de seus moradores e de memórias e processos de construção identitária, a autora estuda a construção, as negações e apropriações do fundador da cidade. Quem foi Araribóia? O que ele fez? Como sua imagem foi construída e apropriada? Por que se nega e oculta o passado indígena de Niterói? No atual contexto do nosso país, marcado por retrocessos e conservadorismos – principalmente no que diz respeito às causas indígenas –, a leitura do livro se torna importante. Ele se dirige tanto aos interessados nos embates narrativos em torno da memória, da identidade e das territorialidades, quanto aos niteroienses curiosos pelo passado indígena da cidade.   Sobre a autora: Lia Bastos é Produtora Cultural na Universidade Federal do Rio de Janeiro. É Mestre em Cultura e Territorialidades pela Universidade Federal Fluminense, com pesquisa direcionada a estudos referentes a representação, memória e pós-colonialismo. Graduada em Produção Cultural pela mesma instituição, onde participou como aluna em iniciação científica em pesquisas relacionadas à produção artística da cidade de Niterói.   Ficou interessado? Leia as primeiras páginas do livro no perfil da Eduff no ISSUU.  
Eduff e Hucitec lançam primeiro volume da nova coleção de história econômica do BrasilA Eduff, em parceria com a Hucitec Editora, vai publicar a coleção “Novos Estudos de História Econômica do Brasil”. E o primeiro volume, “História do Pensamento Econômico: Pensamento Econômico Brasileiro”, organizado por Daniel Cosentino e Thiago Gambi, será lançado durante o XIII Congresso Brasileiro de História Econômica e 14 Conferência Internacional de História de Empresas, que ocorrem entre os dias 24 e 26 de setembro, na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), em Criciúma (SC). Além de apresentar um panorama sobre o ensino da disciplina nos principais cursos do país e uma proposta metodológica de se estudar esse pensamento, a coletânea discute temas como riqueza do Brasil colônia, ensino da Economia, debates sobre moedas, crédito e bancos e desenvolvimentismo, industrialização e inflação. “História do Pensamento Econômico: Pensamento Econômico Brasileiro” reforça o campo de estudo sobre a história do pensamento econômico do Brasil e aponta caminhos interessantes para as pesquisas na área, ao discutir temas e períodos pertinentes ao pensamento econômico brasileiro a não apenas de alguns brasileiros. Confira a programação completa do XIII Congresso Brasileiro de História Econômica e 14 Conferência Internacional de História de Empresas no site do evento.  
CANCELADO - lançamento de "Sertão, selva e letra"Foi cancelado o evento de lançamento do livro “Sertão, selva e letra”, marcado para esta quinta-feira, 12 de setembro. Agradecemos a compreensão de todos.
Construção da intimidade no documentário é tema de livro da EduffEm “Realidade Lacrimosa”, a professora de Cinema e Audiovisual da UFF Mariana Baltar reflete sobre o melodrama no documentário brasileiro contemporâneo. Para além de uma série de análises, a obra recém-lançada pela Eduff contempla “uma forma de ver o mundo e de ver-se no mundo que é amplamente presente no contexto latinoamericano e brasileiro”. Mais do que histórias privadas, os documentários analisados trazem questões sintomáticas da contemporaneidade, como o debate do público e do privado. Por meio de conceitos-chave, como personagem, autoperformance, intimidade, memória e subjetividades midiáticas, o processo de autoexposição da intimidade é questionado. Como equilibrar o caráter documental e o excesso melodramático das performances? Para isso, a autora buscou “narrativas em que a apropriação do melodramático pelo documental se faz desestabilizando lugares tradicionais de legitimidade”. Ela partiu da hipótese de que os filmes que mais chamam a atenção do público são aqueles que apresentam cenas de conversas e confissões de dramas íntimos que promovem a sensação de uma intimidade partilhada. Saiba como comprar.
Livro aborda passo a passo das rotinas de pediatriaRecém-lançada pela Eduff, a coletânea “Rotinas de pediatria” é uma ferramenta para auxiliar alunos do Internato de Medicina, residentes de Pediatria, médicos generalistas e pediatras de forma prática e objetiva em suas decisões diante do paciente pediátrico. Organizado por Ana Flávia Malheiros Torbey e Claudete Aparecida Araújo Cardoso, o livro traz as principais etiologias, formas de diagnóstico, diagnósticos diferenciais, exames complementares e tratamento por etapas, para que o leitor acompanhe passo a passo o manejo de cada doença. Saiba como comprar.
Pedro Toledo lança “O veneno de Malthus” na Livraria IcaraíA Livraria Icaraí, da Eduff, recebe o escritor e engenheiro Pedro Toledo para uma noite de autógrafos do seu livro “O Veneno de Malthus” (Editora Chiado). O livro conta a história do clarinetista Marcel. Nascido em Genebra, filho de pai brasileiro e mãe suíça, o rapaz é convidado por um quinteto brasileiro para atuar no país durante três anos. No Rio de Janeiro, ele conhece e passa a se relacionar com uma ambientalista que investiga irregularidades praticadas por uma indústria de agrotóxicos. Marcel, que viera para o Brasil em busca de novas experiências no campo da música, não poderia imaginar as aventuras e riscos em que se envolveria, afastando-o de seus objetivos iniciais.    
Luís Falcão lança livro sobre Algernon Sidney pela EduffO professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da UFF Luís Falcão vai lançar o livro “Algernon Sidney: um pensador republicano do século XVII” (Eduff, 2019), no dia 25 de abril, às 18h, na Livraria Icaraí, em Niterói. Pouco conhecido no Brasil, Algernon Sidney foi um pensador republicano inglês do século XVII, cujo pensamento uniu duas fontes teóricas opostas: do direito natural moderno, retirou as bases da natureza humana; da lei da natureza e do contratualismo, de Maquiavel, a virtude, as formas de governo, o conflito e a expansão. Em “Algernon Sidney: um pensador republicano do século XVII” (Eduff, 2019)”, Falcão traça o perfil intelectual do autor e apresenta em quais elementos do direito natural e o maquiavelismo o republicanismo de Sidney se sustenta. Saiba como comprar.  
Luiz Fernando Braga lança livro de contos na Livraria IcaraíA Livraria Icaraí, da Eduff, recebe o professor Luiz Fernando Braga para o lançamento do livro “Professor Dorothy”, publicado pela editora O Sexo da Palavra. Nos 12 contos que compõem a obra, o autor explora as tensões em torno de questões como bullying, LGBTfobia e higienização comportamental no espaço escolar. A cada capítulo, o leitor faz um mergulho no psicológico das personagens e se depara com temas recorrentes na sociedade brasileira contemporânea, como Escola Sem Partido, neonazismo, identidades oprimidas e opressoras. Sobre o autor Luiz Fernando Braga é professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira da Universidade Federal Fluminense, no Colégio Universitário Geraldo Reis (Coluni). Doutor em Literatura Comparada pela UFMG, Braga atuou no magistério em instituições públicas e privadas de Belo Horizonte, sempre conciliando atividades docentes do Magistério Superior às da Educação Básica. Sua produção se divide em duas esferas - a acadêmica e a literária, com publicações teóricas e ficcionais, respectivamente.  
Livraria Icaraí recebe lançamento de “Racismo, capitalismo e subjetividade”A partir do diálogo com a psicanálise e outras áreas, os autores refletem sobre a problemática do racismo no Brasil, na coletânea “Racismo, capitalismo e subjetividade”, recém-publicada pela Eduff. Organizada pelos professores Marília Etienne, Marcelo Coelho e Sandra Cabral, a obra traz na capa a foto "Pés”, de Sebastião Salgado.  
Black Friday pra quê? Na Eduff, agora o outlet é o ano todoA Eduff acaba de lançar seu primeiro outlet. Agora, você pode adquirir mais de 300 títulos com até 80% de desconto durante o ano todo, no site da Editora. O outlet tem obras de diversas áreas, como Antropologia, Literatura, Medicina, Veterinária, livros infantis e muito mais. Todos os livros estão em perfeito estado, com preços a partir de R$5,00. Confira todos os títulos em promoção no site da Eduff.  
Andrea Rosa lança “Autismo Infantil”, na Livraria IcaraíA Livraria Icaraí recebe a psicóloga Andrea Rosa da Silveira para o lançamento do livro “Autismo Infantil: Práticas educativas integradoras e movimentos sociais”. Fruto da dissertação de mestrado da autora, a obra pretende não apenas dar mais visibilidade àquilo que se refere à escolarização da criança com autismo, mas também apresentar a familiares, educadores e profissionais de saúde uma compreensão mais positiva do autismo Infantil.
Marcelo Dias lança livro sobre base curricular do ensino matemáticoO apelo para a formalidade e os métodos puramente dedutivos não correspondem mais às necessidades atuais do ensino matemático. Essa carência é tema do livro "Tendências em educação matemática: percursos curriculares brasileiros e paraguaios" (Editora Appris), do professor Marcelo Dias, que será lançado no dia 5 de maio, às 18h, na Livraria Icaraí, em Niterói.  Resultado de uma pesquisa sobre educação da matemática nos documentos oficiais e nos currículos prescritos no Brasil e no Paraguai, o livro discute a organização curricular e as competências matemáticas do ensino. Para o autor, é necessário refletir sobre as novas diretrizes para a formação inicial e continuada de professores para o magistério na educação básica, bem como sobre a necessidade de uma base nacional comum entre os currículos.   "Tendências em Educação Matemática: percursos curriculares brasileiros e paraguaios" Autor: Marcelo Dias ISBN: 978-85-473-0044-9 Editora Appris Preço promocional de lançamento: R$ 60,00
Livraria Icaraí recebe lançamento do livro "A menina e a avó da menina"Seja de personalidade ou de fantasias, a infância é uma fase de construção, de brincadeiras cotidianas que se tornam grandes histórias contadas, anos depois, em forma de memórias e saudade. Por isso, a professora Magnólia Nascimento volta-se para um de seus papeis mais emocionantes, o de avó da Beatriz, para contar os momentos únicos e divertidos que passa ao lado da neta, no livro "A Menina e a Avó da Menina", que será lançado em 28 de abril, às 18h, na Livraria Icaraí. Para acompanhar a escrita, o livro conta com as ilustrações feitas por Bia, a neta, de 5 anos. As imagens, cheias de cor, conduzem o leitor por um caminho de sensibilidade em cada situação contada, sempre acompanhando o bom humor que envolve reações inesperadas. O olhar inocente da Menina e a visão atenta da Avó dão o tom de originalidade à obra, rica de afeto e cumplicidade. O livro estará à venda no dia do lançamento, e o dinheiro arrecadado será todo doado à Casa de Apoio à Criança com Câncer Santa Teresa (CACCST). Livro: “A menina e a avó da menina” Autora: Magnólia Brasil Barbosa do Nascimento R$ 30,00 ISBN: 978-85-7807-132-5
Clube de Leitura Icaraí discute livro de Harper LeeA edição de abril do Clube de Leitura Icaraí traz um romance ganhador do prêmio Pulitzer de literatura: "O sol é para todos", de Harper Lee. Lançado pela primeira vez em 1960, o livro deu origem ao filme homônimo, ganhador do Oscar de melhor roteiro adaptado. O debate literário será no dia 8 de abril, a partir das 16h, na Livraria Icaraí (Rua Miguel de Frias, 9, em Niterói), com entrada franca. Considerado um dos melhores romances do século XX, o livro trata de temas atemporais, como racismo, tolerância e justiça. A história se passa em 1930, quando, nos Estados Unidos, um advogado sofre represálias sociais por defender um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca. O enredo é narrado pelos olhos de um menino, filho do advogado de defesa. Criado em 1998, o Clube de Leitura de Icaraí se reúne toda segunda sexta-feira do mês para debates e troca de ideias sobre um livro previamente definido nos encontros. No dia 14 de maio, o clube vai discutir “A rainha Ginga”, de José Eduardo Agualusa.
A experiência da morte nas redes sociais é tema de livro da EduffAs novas tecnologias vêm transformando os processos comunicacionais e influenciando o cotidiano das pessoas. Mas como o advento das redes sociais tem atualizado a experiência com a morte? Renata Rezende pesquisa as respostas no livro “A morte midiatizada” (Eduff), que será lançado no dia 31 de março, às 19h, na Livraria da Travessa de Botafogo, na Rua Voluntários da Pátria, 97, Botafogo, Rio de Janeiro. Fruto da tese de doutorado da autora, a obra tem como objeto de estudo uma das muitas comunidades criadas no Orkut e, posteriormente, no Facebook, que reúne perfis de pessoas que já morreram, em um verdadeiro "cemitério digital". Na obra, Renata percorre a história da morte, da Idade Média no que ela classifica como Idade Mídia, para refletir sobre como a experiência sobre o fim da vida se transformou, em especial, na contemporaneidade. Sobre a autora: Professora do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano e do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal Fluminense (UFF), Renata Rezende é pós-doutora em Comunicação e Cultura (ECO/UFRJ) e doutora em Comunicação pela UFF, onde desenvolveu a tese “Fragmentos de um corpo: as tecnologias da comunicação e as narrativas da morte na Idade Média e na Idade Mídia”. Com experiência em narrativas audiovisuais, principalmente em televisão e vídeo, trabalhou por oito anos na TV Gazeta, afiliada da TV Globo, em Vitória, onde foi repórter, produtora, ‘pauteira’ e editora final. Renata Rezende é também pesquisadora do Núcleo de Estudos e Experimentações do Audiovisual no Contexto Multimídia (Multis) e coordenadora do Laboratório de Experimentos Audiovisuais (LEA). "A morte midiatizada – como as redes sociais atualizam a experiência do fim da vida" Autora: Renata Rezende Eduff R$ 47,00 ISBN: 978-85-228-1164-9