Lançamento coletivo marca fim de ano na EduffA Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff) reunirá autores e organizadores de 13 títulos recém-publicados das mais diversas áreas do conhecimento em um lançamento coletivo que  marca o fim do ano de atividades da editora, ao longo do qual foram lançados quarenta títulos de temáticas variadas, incluindo a reedição de clássicos como "Gente das areias", de Marco Antonio da Silva Mello e Arno Vogel; "Quando a rua vira casa", de Arno Vogel, Marco Antonio da Silva Mello e Orlando Mollica  e "Pontes", de Luiz Carlos Mendes. Dentre as publicações que serão lançadas, está a coletânea "Sementes urbanas", organizada por Maria de Lourdes Pinto Machado e Maria Laís Pereira da Silva. Dividida em três volumes, a obra reúne 57 textos do arquiteto e urbanista Carlos Nelson Ferreira dos Santos (1943-1989) que foram publicados em revistas e periódicos e abordam desde a questão habitacional em favelas e na periferia até questões mais amplas sobre a cidade. Outro destaque fica por conta do livro “O Rio de Janeiro dos fados, minhotos e alfacinhas - O antilusitanismo na Primeira República”, em que a professora Gladys Sabina Ribeiro abre espaço para um tema pouco frequentado na historiografia brasileira: o estudo da imigração portuguesa e das relações entre Brasil e Portugal. Ao tratar do antilusitanismo na Primeira República, a autora amplia a discussão para além de um sentimento alimentado contra o ex-colonizador e aborda como os portugueses travavam diariamente uma árdua luta pela subsistência. A noite de autógrafos contará, ainda, com a presença do historiador Anderson da Silva Almeida que irá lançar “...como se fosse um deles: Almirante Aragão”. No livro, o autor resgata a história de Cândido da Costa Aragão, almirante da Marinha brasileira comprometido com a democracia e ciente das condições sub-humanas que os marinheiros ainda enfrentavam na segunda metade do século XX.. Os ivros que particparão do lançamento coletivo são: “...como se fosse um deles. Almirante Aragão: memórias, silêncios e ressentimentos em tempos de ditadura e democracia", de Anderson da Silva Almeida “Análises de um mundo significado: a visão semiolinguística do discurso", de Autoras: Beatriz Feres e Rosane Monnerat (Orgs.) “Economia, história e memórias – A trajetória da Faculdade de Economia da UFF”, de Hildete Pereira de Melo e Ruth Helena Dweck “Histórias de detetive para crianças: Ganymédes José e a série 'Inspetora' (1974-1988)”, de Leonardo Nahoum Pache de Faria “O Rio de Janeiro dos fados, minhotos e alfacinhas - O antilusitanismo na Primeira República”, de Gladys Sabina Ribeiro “Pontes”, de Luiz Carlos Mendes “Sementes Urbanas” 3 v., Maria de Lourdes Pinto Machado e Maria Laís Pereira da Silva (Orgs.) “Trabalho e trabalhadores no Brasil: experiências, deslocamentos, modalidades e resistências”, de Cristiana Costa e Norberto O. Ferreras (Orgs.) “Vassouras: comunidade escrava, conflitos e sociabilidade (1850-1888)”, de Fábio Pereira de Carvalho "Indizível, imperceptível e ininteligível: o sujeito contemporâneo e seus arquivos", de Bethania Mariani, Carla Barbosa Moreira, Juciele Pereira Dias e Maurício Beck (Orgs.) "Funcionalismo linguístico: diálogos e vertentes", de Mariangela Rios de Oliveira e Maria Maura Cezario (Orgs.) "Lutas por educação no Brasil recente: o movimento docente da educação superior", de Kênia Miranda "Experiências e narrativas em educação", de Carmem Lúcia Vidal Pérez (Org.)  
Eduff encerra 2017 com lançamento coletivoA Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff) reunirá autores e organizadores de 13 títulos recém-publicados das mais diversas áreas do conhecimento, na próxima quinta-feira, 7 de dezembro, a partir das 18h, no  no Centro de Artes da UFF.O evento marca o fim do ano de atividades da editora, ao longo do qual foram lançados quarenta títulos de temáticas variadas, incluindo a reedição de clássicos como "Gente das areias", de Marco Antonio da Silva Mello e Arno Vogel; "Quando a rua vira casa", de Arno Vogel, Marco Antonio da Silva Mello e Orlando Mollica  e "Pontes", de Luiz Carlos Mendes. Dentre as publicações que serão lançadas, está a coletânea "Sementes urbanas", organizada por Maria de Lourdes Pinto Machado e Maria Laís Pereira da Silva. Dividida em três volumes, a obra reúne 57 textos do arquiteto e urbanista Carlos Nelson Ferreira dos Santos (1943-1989) que foram publicados em revistas e periódicos e abordam desde a questão habitacional em favelas e na periferia até questões mais amplas sobre a cidade. Outro destaque fica por conta do livro “O Rio de Janeiro dos fados, minhotos e alfacinhas - O antilusitanismo na Primeira República”, em que a professora Gladys Sabina Ribeiro abre espaço para um tema pouco frequentado na historiografia brasileira: o estudo da imigração portuguesa e das relações entre Brasil e Portugal. Ao tratar do antilusitanismo na Primeira República, a autora amplia a discussão para além de um sentimento alimentado contra o ex-colonizador e aborda como os portugueses travavam diariamente uma árdua luta pela subsistência. A noite de autógrafos contará, ainda, com a presença do historiador Anderson da Silva Almeida que irá lançar “...como se fosse um deles: Almirante Aragão”. No livro, o autor resgata a história de Cândido da Costa Aragão, almirante da Marinha brasileira comprometido com a democracia e ciente das condições sub-humanas que os marinheiros ainda enfrentavam na segunda metade do século XX. Para o diretor da Eduff, Aníbal Bragança”, o lançamento conjunto é uma oportunidade de mostrar à comunidade a produção editorial da editora. “Nosso objetivo é chamar a nossa comunidade para conhecer a força da produção acadêmica publicada pela Eduff, com obras de alta qualidade gráfico-editorial, em várias áreas, visando tornar a nossa editora cada vez mais presente dentro e fora da UFF, oferecendo aos leitores livros relevantes com preços acessíveis”, afirma. Atualmente, a Eduff conta com 440 em seu catálogo, que podem ser consultados e adquiridos no site http://www.eduff.uff.br/index.php e na Livraria Icaraí, em Niterói (Rua Miguel de Frias, 9, Icaraí).   Confira os livros que particparão do lançamento coletivo: “...como se fosse um deles. Almirante Aragão: memórias, silêncios e ressentimentos em tempos de ditadura e democracia", de Anderson da Silva Almeida “Análises de um mundo significado: a visão semiolinguística do discurso", de Autoras: Beatriz Feres e Rosane Monnerat (Orgs.) “Economia, história e memórias – A trajetória da Faculdade de Economia da UFF”, de Hildete Pereira de Melo e Ruth Helena Dweck “Histórias de detetive para crianças: Ganymédes José e a série 'Inspetora' (1974-1988)”, de Leonardo Nahoum Pache de Faria “O Rio de Janeiro dos fados, minhotos e alfacinhas - O antilusitanismo na Primeira República”, de Gladys Sabina Ribeiro “Pontes”, de Luiz Carlos Mendes “Sementes Urbanas” 3 v., Maria de Lourdes Pinto Machado e Maria Laís Pereira da Silva (Orgs.) “Trabalho e trabalhadores no Brasil: experiências, deslocamentos, modalidades e resistências”, de Cristiana Costa e Norberto O. Ferreras (Orgs.) “Vassouras: comunidade escrava, conflitos e sociabilidade (1850-1888)”, de Fábio Pereira de Carvalho "Indizível, imperceptível e ininteligível: o sujeito contemporâneo e seus arquivos", de Bethania Mariani, Carla Barbosa Moreira, Juciele Pereira Dias e Maurício Beck (Orgs.) "Funcionalismo linguístico: diálogos e vertentes", de Mariangela Rios de Oliveira e Maria Maura Cezario (Orgs.) "Lutas por educação no Brasil recente: o movimento docente da educação superior", de Kênia Miranda "Experiências e narrativas em educação", de Carmem Lúcia Vidal Pérez (Org.)