Projeto de Extensão DescartUFF MEDescarte #ProexEmAção divulga o projeto de extensão DescartUFF MEDescarte coordenado pela professora Julia Peixoto de Albuquerque. Os impactos negativos ocasionados pela má gestão dos resíduos sólidos é cada vez maior. O aumento na geração de resíduos leva ao aumento dos custos para a coleta e tratamento do lixo, dificuldade para encontrar áreas disponíveis para sua destinação final, grande desperdício de matérias primas. As consequências do enorme volume de lixo gerado pelas sociedades modernas envolvem questões sanitárias e econômicas. O principal problema dos diferentes tipos de resíduos está relacionado à má gestão dos mesmos e à sua destinação final. A ausência de coleta adequada e de estações de tratamentos levam ao aumento da poluição, através da contaminação destes solos. Quando descartamos, junto ao nosso lixo doméstico ou via esgoto, restos de medicamentos, vencidos ou não, acabamos por aumentar os riscos da contaminação do ambiente – atmosférico, terrestre e aquático. Os medicamentos vencidos e descartados são considerados resíduos que apresentam riscos à saúde humana e ao meio ambiente. Como consequências, temos intoxicação acidental de crianças e adultos; impactos na qualidade da água e solo; malefícios sobre a saúde pública; impactos negativos sobre a vida aquática – que acabam por levar a alterações no desenvolvimento de plantas, microrganismos e insetos. O Brasil ainda não possui uma regulamentação sobre o descarte, recolhimento, transporte e destinação adequados de resíduos domiciliares. Assim, é vital levar à população o conhecimento sobre quais as possíveis consequências do descarte inadequado de fármacos. Este projeto busca informar a população sobre o descarte de medicamentos e sua matéria-prima, focando na legislação e impacto ambiental envolvido nessas atividades.
Implantação do Projeto Gestão de Resíduos na Reitoria  Em consonância com o preconizado pelo Fórum Nacional de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras – Forproex, que tem como um de seus objetivos a implantação de uma política ambiental responsável; de acordo com a Lei nº 12.305, de 02 de agosto de 2010, que versa sobre Política Nacional de Resíduos Sólidos; e o Decreto nº 5.940, de 25 de outubro de 2006, que institui a separação dos resíduos recicláveis descartados pelos órgãos e entidades da administração pública federal direta e indireta, na fonte geradora, e a sua destinação a cooperativas dos catadores de materiais recicláveis, a Universidade Federal Fluminense – UFF, por meio da Pró-Reitoria de Extensão – Proex – vem envidando esforços para implantar ações que venham às legislações pertinentes. O Programa Ações Sustentáveis na UFF, criado em 2010, pela Pró-Reitoria de Extensão, tem por objetivo estimular a formação na universidade de uma cultura organizacional favorável ao desenvolvimento sustentável das suas atividades, bem como utilizar a educação ambiental como instrumento para elevar o nível de conhecimento da comunidade envolvida com os projetos e eventos realizados pelo Programa, além de motivar a comunidade acadêmica a participar de ações temáticas ambientais da UFF. O Programa tem desenvolvido diversas ações. Dentre as quais podemos destacar: a criação de uma Coordenação de Gestão Ambiental (em fase de estudo); a implantação da A3P na Universidade Federal Fluminense (em fase de análise); o estabelecimento de parceria com a Companhia Elétrica do Estado do Rio de Janeiro - Enel, por meio de Cooperação Técnica, que busca desenvolver ações extensionistas sustentáveis quanto à natureza econômica, social e ambiental, bem como implantar o Programa de Eficiência Energética – Enel - em todos os campi da Universidade. Contemplado em 2014 pelo Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI -, o Programa vem executando diversas ações, dentre elas, a implantação do projeto Gestão de Resíduos no prédio da faculdade de Nutrição e o estabelecimento da parceria com o Arquivo Central da UFF, vinculado à Superintendência de Documentação, fragmentando os documentos inservíveis da Universidade. Em 2017, o Programa propõe a implantação do Projeto Gestão de Resíduos na Reitoria da UFF, mapeando os espaços físicos e realizando entrevistas com a comunidade interna no intuito de viabilizar a implantação de medidas sustentáveis, entre elas a coleta seletiva de resíduos. Integrantes do Projeto vêm atuando em todo o prédio e dependências no entorno  sob a coordenação de docentes e técnicos, contando com a atuação de bolsistas de extensão – discentes da UFF, todos vinculados a cursos com foco na temática Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.  
Seleção Pública para Propostas de Patrocínios Banco do BrasilA Fundação Banco do Brasil (FBB) está com seleção pública aberta, até o dia 23 de fevereiro de 2017, para definição de eventos a serem patrocinados ao longo do presente ano. As seguintes áreas terão prioridades: água, agroecologia, agroindústria, educação, resíduos sólidos e Tecnologia Social. Para maiores informações, acesse o site da Fundação Banco do Brasil
Gestão de Resíduos Sólidos MunicipaisGestão de Resíduos Sólidos Municipais.