Colóquios do Instituto de Física: Data-Driven Study of the COVID-19 Pandemic in BrazilConvidamos toda a comunidade para participar do Ciclo de Colóquios do IF-UFF 2020, dia 12 de Maio, às 11h, através da plataforma Google Meet. Data-Driven Study of the COVID-19 Pandemic in Brazil Askery Canabarro International Institute of Physics & Universidade Federal de Alagoas Resumo: In this work we propose a data-driven age-structured census- based SIRD-like epidemiological model capable of forecasting the spread of COVID-19 in Brazil. We model the current scenario of closed schools and universities, social distancing of individuals above sixty years old and voluntary home quarantine to show that it led to a considerable reduction in the number of infections as compared with a scenario without any control measures. Notwithstanding, our model predicts that the current measures are not enough to avoid overloading the health system, since the demand for intensive care units will soon surpass the number available. We also show that an urgent intense quarantine might be the only solution to avoid this scenario and, consequently, minimize the number of severe cases and deaths. On the other hand, we demonstrate that the early relaxation of the undergoing isolation measures would lead to an increase of millions of infections in a short period of time and the consecutive collapse of the health system. Atenção: Aproveitamos a oportunidade para sugerir algumas "regras de boa conduta'' na plataforma virtual, de forma que a apresentação e a interação de todos se dê da melhor forma possível. 1- O acesso à videoconferência deve ser realizado preferencialmente através da conta Google de domínio iduff. Acessos realizados através de outras contas são permitidos, mas devem ser autorizados pelo moderador. Caso você não tenha uma conta iduff, acesse o link normalmente e aguarde a autorização do moderador. 2-  Desative seu microfone e sua câmera logo após entrar na sala de transmissão da videoconferência. Isso pode ser feito clicando nos respectivos ícones na parte inferior da tela. Apenas ative tais acessórios quando requisitado pelo moderador. 3-  Caso queira fazer alguma pergunta ou comentário durante a apresentação, por favor faça-os através do chat.  Os moderadores da sala irão encaminhar sua questão ao final da palestra. O ícone do chat se encontra na parte superior direita da tela. 4- Pedimos também que não iniciem conversas paralelas através do chat. Deixemos as discussões para o fim da apresentação. 5- Durante a sessão de perguntas ao final, é natural surgirem novas perguntas e intenções de expressar comentários. Para isso, peça a palavra pelo chat e aguarde o chamado do moderador. 6- O colóquio será gravado e disponibilizado no site de nosso Instituto. Caso você não concorde com a gravação, pedimos que acesse o colóquio através do  link de transmissão ao VIVO. Esse tipo de acesso, entretanto, não permite comentários no chat e pode ser realizado apenas através da conta de domínio iduff. Contamos com sua presença! Atenciosamente, Comissão de organização
CICLO DE COLÓQUIOS IF - UFF 2020 Lembramos que o Ciclo de Colóquios do IF-UFF 2020 se inicia amanhã, dia 05 de Maio, às 11h, através da plataforma Google Meet, com o colóquio ministrado pelo Prof. Nuno Crokidakis (IF-UFF). Link para participação: o colóquio será transmitido por videoconferência através do link https://meet.google.com/kft-saic-sck Atenção: Aproveitamos a oportunidade para sugerir algumas "regras de boa conduta'' na plataforma virtual, de forma que a apresentação e a interação de todos se dê da melhor forma possível. 1- O acesso à videoconferência deve ser realizado preferencialmente através da conta Google de domínio iduff. Acessos realizados através de outras contas são permitidos, mas devem ser autorizados pelo moderador. Caso você não tenha uma conta iduff, acesse o link normalmente e aguarde a autorização do moderador. 2- Desative seu microfone e sua câmera logo após entrar na sala de transmissão da videoconferência. Isso pode ser feito clicando nos respectivos ícones na parte inferior da tela. Apenas ative tais acessórios quando requisitado pelo moderador. 3- Caso queira fazer alguma pergunta ou comentário durante a apresentação, por favor faça-os através do chat. Os moderadores da sala irão encaminhar sua questão ao final da palestra. O ícone do chat se encontra na parte superior direita da tela. 4- Pedimos também que não iniciem conversas paralelas através do chat. Deixemos as discussões para o fim da apresentação. 5- Durante a sessão de perguntas ao final, é natural surgirem novas perguntas e intenções de expressar comentários. Para isso, peça a palavra pelo chat e aguarde o chamado do moderador. 6- O colóquio será gravado e disponibilizado no site de nosso Instituto. Caso você não concorde com a gravação, pedimos que acesse o colóquio através do link de transmissão ao VIVO. Esse tipo de acesso, entretanto, não permite comentários no chat e pode ser realizado apenas através da conta de domínio iduff. Contamos com sua presença! Atenciosamente, Comissão de organização
COLÓQUIO INTERNACIONAL: DA ANGÚSTIA AO ATOA impossibilidade de o adulto administrar sua própria sexualidade, somada ao recrudescimento de uma sociedade autoritária, desencadeia um estado de anomia, em que a angústia não faz mais “sinal” e eclode sem marcadores representacionais plausíveis. Aquilo que deveria surgir como ansiedade sinal no sentido de estruturar a subjetividade e preparar o sujeito para uma ação intuitiva, reflexiva ou simbólica, parece falhar. O mais singelo “sinal” de angústia tende a ser abundantemente substituído por fórmulas e figuras autoritárias que prometem proteger o sujeito, mas que parecem paradoxalmente participar de sua alienação e entorpecimento. O objetivo deste colóquio é apresentar o status de angústia na economia psíquica e suas possíveis ramificações na clínica, na política e, mais, particularmente, na educação. No paradigma disciplinar tudo deve ser resolvido e ensinado: toda falta, seja cognitiva, comportamental, moral, ou mesmo presencial, deve ser eliminada. Os profissionais da educação são chamados a manter uma posição exemplar em relação a crianças e adolescentes, como se fossem capazes de “gerenciar” a ansiedade compartilhada, caso contrário, precisam de especialistas, sobretudo os que ingenuamente fazem uso de medicação para tentar eliminar a angústia. Até que ponto se consideram as relações entre sexualidade e os preconceitos subjacentes, como algo produtor de ansiedade entre os próprios sujeitos? Uma vez que a angústia está situada entre desejo e gozo, estando intrinsecamente ligada ao impossível da sexualidade, como acompanhar o florescimento da sexualidade no outro e enfrentar suas diferenças angustiantes? A autoridade educacional é capaz de lidar com a ansiedade estudantil tendo em vista os mecanismos de dominação subjacentes? Partindo das diferentes abordagens freudianas da angústia articuladas à noção de inquietante estranheza revisitaremos as leituras dessa noção em Ferenczi, Winnicott, Lacan e outros autores do campo psicanalítico. Há importantes pontos de ruptura e aprofundamento teórico em relação ao aporte freudiano: ao passo que Ferenczi acentua o aspecto traumático do terror ligado à angústia extrema, Winnicott explora a questão da ansiedade e seus efeitos psicossomáticos. Já a leitura lacaniana de Freud manteve a tríade inibição, sintoma, angústia, incrementando-a com a invenção do objeto pequeno a. A conexão aos conceitos de trauma, inibição e passagem ao ato parece profícua nesse debate, já que surgem como resultado sintomático de uma angústia insuportável diante das polissêmicas dificuldades afetivas, políticas e educacionais.
Da Angústia ao AtoA impossibilidade de o adulto administrar sua própria sexualidade somada ao recrudescimento de uma sociedade autoritária desencadeia um estado de anomia, em que a angústia não faz mais “sinal” e eclode sem marcadores representacionais plausíveis. Aquilo que deveria surgir como “ansiedade sinal” no sentido de estruturar a subjetividade e preparar o sujeito para uma ação intuitiva, reflexiva ou simbólica, parece falhar. O mais singelo “sinal” de angústia tende a ser abundantemente substituído por fórmulas e figuras autoritárias que prometem proteger o sujeito, mas que parecem paradoxalmente participar de sua alienação e entorpecimento. O objetivo deste colóquio é apresentar o status da angústia na economia psíquica e suas possíveis ramificações na clínica, na política e, mais particularmente, na educação. No paradigma disciplinar, tudo deve ser resolvido e ensinado: toda falta, seja cognitiva, comportamental, moral ou mesmo presencial, deve ser eliminada. Os profissionais da educação são chamados a manter uma posição exemplar em relação a crianças e adolescentes, como se fossem capazes de “gerenciar” a ansiedade compartilhada, caso contrário precisam de especialistas, sobretudo os que ingenuamente fazem uso de medicação para tentar eliminar a angústia. Até que ponto se consideram as relações entre sexualidade e os preconceitos subjacentes, como algo produtor de ansiedade entre os próprios sujeitos? Uma vez que a angústia está situada entre desejo e gozo, estando intrinsecamente ligada ao impossível da sexualidade, como acompanhar o florescimento da sexualidade no outro e enfrentar suas diferenças angustiantes? A autoridade educacional é capaz de lidar com a ansiedade estudantil tendo em vista os mecanismos de dominação subjacentes? Partindo das diferentes abordagens freudianas da angústia articuladas à noção de "inquietante estranheza", revisitaremos as leituras dessa noção em Ferenczi, Winnicott, Lacan e outros autores do campo psicanalítico. Há importantes pontos de ruptura e aprofundamento teórico em relação ao aporte freudiano: ao passo que Ferenczi acentua o aspecto traumático do terror ligado à angústia extrema, Winnicott explora a questão da ansiedade e seus efeitos psicossomáticos. Já a leitura lacaniana de Freud manteve a tríade inibição, sintoma, angústia incrementando-a com a invenção do objeto pequeno a. A conexão aos conceitos de "trauma", "inibição" e "passagem ao ato" parece profícua nesse debate, já que surgem como resultado sintomático de uma angústia insuportável diante das polissêmicas dificuldades relacionais e de aprendizagem. EVENTO GRATUITO COM DIREITO A CERTIFICADO DE PRESENÇA.
NEABI Macaé promove VI Colóquio Consciência NegraAcontecerá no próximo dia 06 de dezembro, no auditório do Bloco B da Cidade Universitária de Macaé, o VI Colóquio Consciência Negra. O evento é intitulado “Tornar-se sujeito: recontextualizando práticas, estéticas e saberes!”. A programação inicia-se às 09h e segue durante todo o dia. O evento conta com a participação dos diretores da UFF, da UFRJ, da FUNEMAC, do CAP Macaé e a coordenação do NEABI na mesa de abertura; além disso, haverá mesa-redonda, exposição de trabalhos e curtas-metragens. O evento é uma realização conjunta do Núcleo de Estudos Afro-brasileiro e Indígena da Cidade Universitária de Macaé (NEABI Macaé), UFF e UFRJ. As inscrições serão presenciais, a partir das 8h30min, no local do evento.
NEABI Macaé divulga edital de concurso para logomarcaO Núcleo de Estudos Afro-brasileiro e Indígena da Cidade Universitária de Macaé (NEABI) lança edital de concurso para escolha de sua logomarca, como parte das atividades do VI Colóquio da Consciência Negra, que acontecerá no dia 06 de dezembro de 2019. As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente por e-mail, com o envio para o endereço neabmacae@gmail.com, colocando-se no assunto a expressão: CONCURSO PÚBLICO – LOGOMARCA DO NEABI. O concurso ocorrerá em duas etapas: na primeira os concorrentes deverão entregar suas propostas de logomarca para o NEABI até o dia 29/11/2019; a segunda etapa é a votação, que acontecerá durante o dia 06/12/2019. O edital encontra-se, na íntegra,  no site do ICM (http://icm.sites.uff.br/?p=1877). Maiores informações pelo e-mail do NEABI.
II Colóquio Tradução e CriaçãoGostaríamos de convidar colegas, alunos, e a comunidade universitária e fluminense para o II Colóquio de Tradução e Criação na UFF, um evento promovido pelo Núcleo de Tradução e Criação da UFF http://ntc.sites.uff.br/, que ocorre na UFF de 28 a 31 de maio, com apoio do CNPq e do PPG de Estudos de Linguagem. [programação completa] http://ntc.sites.uff.br/2019/05/09/ii-coloquio-programacao-definitiva/ Este ano, o NTC (que completa o seu terceiro ano de atividades) homenageia o poeta e tradutor AUGUSTO DE CAMPOS, um dos nomes representativos da literatura brasileira no século XX e XXI, e talvez um dos mais prestigiados autores, vivos, deste país no exterior. Vale ressaltar que o NTC está fazendo tramitar, com apoio dos PPGs de Estudos de Literatura e de Estudos de Linguagem da UFF, e de todos os departamentos do instituto de Letras, um processo de concessão de Doutor Honoris Causa em nome de Augusto de Campos, na UFF. A programação deste II Colóquio é variada e instigante. Desde a palestra de abertura do Professor e ensaísta argentino Gonzalo Aguilar (UBA), um dos mais renomados especialistas na poesia concreta brasileira, seguido de uma mesa sobre a obra de Campos, o colóquio ainda tem programadas diversas atividades tais como: 1) mesas pré-constituídas com especialistas brasileiros e estrangeiros falando sobre tópicos atuais em tradução e sobre criação (literária e outras), abordando as especificidades e as interfaces entre a as várias formas de tradução e sobre processos criativos em literatura e nas artes; 2) Sessões de Leitura com escritores, poetas e convidados, lendo textos inéditos, e uma sessão especial dedicada a Augusto de Campos Tradutor; 3)Sessões de comunicação com diversas mesas de pesquisadores de universidades brasileiras e estrangeiras, cujos trabalhos foram criteriosamente selecionados a partir de quase de uma centena de inscrições; 4) Sessão de autógrafos e lançamentos de livros sobre/de tradução e criação; (vendas de livros sobre tradução e criação e dos participantes ao longo do evento); 5) Um show de encerramento com o grupo vocal Pecora Loca, que se notabiliza por interpretar textos greco-romanos antigos. A programação dos Lançamentos de Livros/Sessão de Autógrafos está no link: http://ntc.sites.uff.br/2019/05/09/lancamentos-de-livros-e-sessao-de-autografos-ii-coloquio-traducao-e-criacao/ Cordialmente e na defesa da universidade pública de qualidade: Organização: coordenação geral:  Carolina Paganine UFF/Coordenadora do NTC Adalberto Müller UFF Beethoven Alvarez UFF  Masé Lemos UNIRIO Susana Kampff Lages UFF Vanessa Hanes UFF comissão: Emanuel Brito UFF Fábio Cairolli UFF Ekaterina Volkova Américo UFF Giovana Mello UFF Gisele Wolkoff UFF Johannes Kretschmer UFF Julia Scamparini UERJ Renata Mancini UFF Vitor Alevato do Amaral UFF
Autoridade: dimensões clínicas, políticas e educacionaisO evento é voltado para pesquisadores, estudantes, profissionais de diversas áreas como psicologia, psicanálise, filosofia, educação, saúde coletiva, ciências políticas, dentre outras áreas afins. As palestras e debates visam elucidar esse importante conceito da "autoridade" de modo a desmistificar lógicas distorcidas tando do ponto de vista político, como clínico e educacional. Por que chegamos ao ponto que chegamos? Por que a autoridade pode ser confundida com o autoritarismo? Qual a lógica da autoridade no plano familiar? E no plano psíquico? Por que o "autoritarismo", sintoma da autoridade, vem sendo elevado ao plano de "solução" para todos os problemas humanos e sociais? Essas questões serão abordadas por professores-doutores-pesquisadores de importantes universidades públicas do Brasil e da França. A entrada é gratuita, limitada ao número de vagas do auditório, sem necessidade de inscrição prévia e dará direito a atestado de participação.
NEABI Macaé promove Colóquio da Consciência NegraAproxima-se o Colóquio da Consciência Negra da Cidade Universitária de Macaé. O evento ocorrerá no dia 30 de novembro em parceria entre a UFF e a UFRJ. O Colóquio da Consciência Negra acontece desse 2014 e é hoje organizado pelo Núcleo de Estudos Afro-brasileiro e Indígena da Cidade Universitária de Macaé, fundado em 2016 de modo interinstitucional entre a UFF e a UFRJ, a convite da Secretaria de Igualdade Racial e de lideranças negras locais. Nesta edição, teremos também durante todo o dia a realização de diversas atividades organizadas por grupos de estudantes matriculados na disciplina Tópicos em Filosofia Contemporânea, ministrada pelos professores Daniel Nascimento, Caroline Guilherme e Rute Costa, além de uma mesa redonda ao final do dia para pensar resistência negra e indígena. O evento é gratuito e todos estão convidados. Maiores informações serão divulgadas em breve.
9º Colóquio do Polo de Pesquisas Luso-Brasileira - PPLB: Imagens e ImagináriosEm setembro de 2018, ocorrerá no espaço do Real Gabinete Português de Leitura, em parceria com a UFF, UFRJ, UERJ, UNIRIO, apoio CAPES, o 9º Colóquio DP Polo de Pesquisas Luso-Brasileiras, tema “Relações luso-brasileiras: imagens e imaginários”, com especialistas brasileiros e estrangeiros das áreas envolvidas, com comprovada contribuição investigativa sobre configuração de imaginários em torno das ideias de brasilidade e portugalidade e modos de estar nas culturas de língua portuguesa, sobretudo no campo literário. Trata-se de discutir praticas e processos simbólicos, ideológicos e pragmáticos sobre Portugal e Brasil, em suas múltiplas relações ao longo dos séculos. Linhas de abordagem: a produção estética luso-brasileira; a discussão política das relações luso-brasileiras; imagens de nação, imagens de sujeitos; invenção, desconstrução e circulação de imaginários; crítica das culturas de língua portuguesa; geografias da emoção: paisagens em movimento. Mais informações, visitar o site https://rgplcoloquio.wixsite.com/nono
6º Colóquio de Cinema e Arte da América Latina começa dia 03 de setembro na UFF O VI Cocaal – Colóquio de Cinema e Arte da América Latina – Campos vadios, mitos minados, acontece nos próximos dias 3, 4, 5 e 6 de setembro de 2018, com programação que combina seis Grupos de Trabalho, pela manhã, no prédio do Serviço Social e em uma sala do prédio da Economia no Gragoatá, e atividades, na parte da tarde, na Sala Interartes do Instituto de Artes e Comunicação Social da UFF (IACS-UFF). É nela, aliás, que o evento inicia: às 16h da segunda-feira, dia 03, vai haver a exibição de dois filmes da cineasta Lílian Solá Santiago que será homenageada na Sessão de Abertura do Cocaal, que também será na Interartes, às 18h. A VI edição do Cocaal mantém a proposta do evento que tem como objetivo partilhar experiências e estudos sobre cinema, audiovisual e arte da América Latina, em uma perspectiva de diálogo com outros campos de conhecimento, particularmente das ciências humanas. Nesse sentido está sua interdisciplinaridade, já promovida pelas cinco primeiras edições (uma delas, a de 2015, também na UFF), ao centrar suas discussões em grupos temáticos. Vale destacar que neste ano o Colóquio será realizado em parceria com o II Cocaf – Colóquio Brasileiro de Cinema de Autoria Feminina -, que reúne pesquisas sobre mulheres no audiovisual, com o intuito de, entre outros aspectos, rever o papel feminino na história do cinema, muitas vezes tão omitido. A parceria se consolidou especialmente em função dos dois eventos terem como eixo destacar a atuação feminina no cinema e arte da América Latina. A proposta balizou a formação das mesas e, também, do curso “Cinema de Mulheres Indígenas na Guatemala” com a cineasta Flor de Maria Alvares Medrano, que vai acontecer nos dias 5 e 6 de setembro, das 10h às 12h, também na Sala Interartes do IACS. Nascida em Santa Cruz del Quiché, na Guatemala, a cineasta é formada em terapia social e atua no grupo Mujeres Mayas, realizando trabalhos de autonomia para as mulheres baseados na diversidade e no multiculturalismo o que implica, entre outros desdobramentos, denunciar violências de gênero e o racismo em relação às populações indígenas na Guatemala. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do link. O curso dará direito a certificado aos que participarem dos dois dias. O evento é uma realização do Departamento de Cinema e Vídeo, do PPGCINE-UFF, do PPGMC-UFF e o GECILAVA e conta com o apoio da CAPES, da PROPPI e do IACS. As inscrições para participar como ouvinte ainda estão abertas. Vale muito conferir a programação completa que está disponível no site do VI Coccaal- II Cocaf: https://cocaal2018.wordpress.com/programacao/   Local: Universidade Federal Fluminense – IACS R Lara Vilela, 126, São Domingos. Niterói, RJ Data: 3 a 6 de setembro 2018.
V Colóquio Internacional Educação, Cidadania e ExclusãoÉ com muita satisfação que a FEUFF recebe, em sua sede, o V Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão (V CEDUCE), nos dias 28, 29 e 30 de junho de 2018. Os temas inseridos na programação do Colóquio contemplam amplamente demandas contemporâneas de  debate sobre a docência em seus diversos aspectos, assim como as políticas educacionais e outras questões atuais. Na organização do V CEDUCE estão as professoras Walcéa Barreto, Sandra Maciel e Monica Vasconcellos. O evento, conta, ainda com parcerias interinstitucionais com a UERJ, UFRJ e UEPB. Para saber mais, clique aqui.
I Colóquio de Arqueologia FuneráriaO I Colóquio de Arqueologia Funerária ocorrerá nos dias 03 e 04 de abril de 2018 no Museu Histórico Nacional. Todas as informações estão no site: http://coloquioarqfuneraria.com.br As inscrições são gratuitas e realizadas no formulário online. Trata-se de um evento multidisciplinar, reunindo arqueólogos, bioarqueólogos, historiadores, sociólogos, antropólogos e especialistas de computação gráfica para discutirmos novas perspectivas para os estudos sobre a morte e os enterramentos a partir do tema "Performance, Morte e Corpo". Visitaremos diferentes estudos de caso, tratando de contextos funerários em sociedades pré- e proto-históricas no Brasil e na Europa, bem como em contextos coloniais na Antiguidade (especialmente nas antigas Sicília, França, Bretanha e Península Ibérica) e na época Moderna (especificamente no Brasil e na Argentina). A proposta aqui é de um debate transversal, entre locais e temporalidades distantes, assim como entre disciplinas e abordagens, em três eixos: Conjuntos cemiteriais, Bioarqueologia, Mobiliário e Performance funerária. Estão todos convidados!
II Colóquio Internacional de Poesia Portuguesa Moderna e Contemporânea.O Polo de Pesquisa em Poesia Portuguesa Moderna e Contemporânea (PPPMC), o Centro de Estudos Portugueses da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (CESP/FALE/UFMG) e o Núcleo de Estudos de Literatura Portuguesa e Africana (NEPA) da Universidade Federal Fluminense (UFF) realizarão, nos dias 19 e 20 de abril de 2018, na Faculdade de Letras da UFMG e no dia 29 de maio de 2018, no Instituto de Letras da Universidade Federal Fluminense, o II Colóquio Internacional de Poesia Portuguesa Moderna e Contemporânea. O objetivo do Colóquio, ao reunir pesquisadores e estudantes brasileiros e estrangeiros, é apresentar um panorama alargado da poesia portuguesa, pensando-a como lugar de convergência e de dissonância de algumas linhas de força que, em suas diferentes formas e metamorfoses, ao longo de todo o século XX e já agora nestas duas décadas do século XXI, consolidam-na como um dos mais vigorosos e inventivos discursos da lírica europeia. Este esforço crítico, tomando corpo a partir de abordagens as mais diversas e considerando-se a multiplicidade de caminhos possíveis, a aproximar, relacionar, comparar, agrupar, observando rupturas e transições, visa principalmente a refletir sobre os jogos e mundos de linguagem que constituem a denominada “poesia portuguesa moderna e contemporânea”. A partir daí, crê-se abrir um espaço sem dúvida relevante para contribuir de modo inequívoco com o debate e a reflexão literária na área de poesia. Parceria UFMG e UFF (Núcleo de Estudos de Literatura Portuguesa e Africana - NEPA UFF - Instituto de Letras - org. Profa. Ida Alves)
Consulta Pública sobre o PLS UFF - Agenda Acadêmica 2017Consulta Pública sobre o PLS UFF - Agenda Acadêmica 2017 No dia 26 de outubro de 2017, às 15 horas, na sala 302 do Bloco A do Campus do Gragoatá, realizaremos uma Consulta Pública sobre a minuta do PLS - UFF, que será apresentada ao Conselho Universitário em novembro de 2017. Lembramos que após a aprovação do documento pelo CUV, este passará a nortear as políticas de sustentabilidade na gestão da Universidade, e por isso é de grande importância que todos participem do processo de construção do mesmo. Vale frisar que esta data não foi escolhida ao acaso, pois este evento estará dentro das atividades da AGENDA ACADÊMICA 2017, visando justamente a aproximação da comunidade acadêmica na construção do PLS da Universidade. Inclusive, os interessados que se inscreverem no site -  http://www.agendaacademica.uff.br/atividades/  -  terão direito ao Certificado de Participação com carga horária. Frisamos que todos podem comparecer ao evento, mas só receberão o Certificado de Participação aqueles que se inscreverem previamente. Disponibilizaremos na página www.uff.br/sustentabilidade , a partir do dia 23/10/2017, a versão on-line do documento (em PDF). Sugestões poderão ser levadas presencialmente para a Consulta Pública, ou deixadas nos comentários da página http://www.uff.br/?q=consulta-publica-pls-uff , que ficarão abertos ao público do dia 23/10/2017 ao dia 31/10/2017. Contamos com a participação de todos!
Colóquio sobre "Ações afirmativas na Pós-Graduação" No dia 09 de outubro acontece o colóquio sobre "Ações afirmativas na Pós-Graduação", evento promovido e organizado pelos programas de pós-graduação strictu sensu da UFF Campos. Participe!  
Modos de ser Sul - Territorialidades, afetos e poderesCar@s colegas, O "Colóquio MODOS DE SER SUL: territorialidades, afetos e poderes" (https://modosdesersul.wordpress.com), organizado pelo PPGCOM/UFF, acontecerá entre os dias 03 e 06 de outubro. Ao ser convidado pra fazer a abertura e falar de "corpo e pensamento nas terras de Oswald de Andrade", Zé Celso Martinez Correa, dá o título da sua participação: CORPOSENTEAGE Uma honra e uma alegria contar com a presença do fundador do Teatro Oficina, marca essencial da "re-Existência" (termo do próprio diretor) na história da arte, da cultura e da corpo-política neste nosso país. CORPOSENTEAGE acontecerá no dia 03 de outubro, 17 horas, no Centro de Artes da UFF / Niterói. O Colóquio vai discutir a ideia de sul a partir da perspectiva da experiência e dos fazeres ligados à arte, mídia, teatro, literatura, cinema e outras muitas variações. Mídia e experiência indígena no Brasil; mídia na favela do Rio de Janeiro; literatura e negro no Brasil; literatura e gay na Índia; corpo e contemporaneidade na África; o corpo nas favelas do Rio; a antropofagia, os corpos e suas territorialidades são alguns dos temas a serem abordados nas "rodas de conversa" que acontecerão nos dias 4 e 5 de outubro. Os trabalhos a serem apresentados, em forma de GT's, vão discutir migrações, refugiados, conflitos, cultura pop, colonialidades, cidades, espaços, redes e cartografias. Uma alegria pra mim organizar este evento com a ajuda de muitos queridos alunos, orientandos e colegas do PPGCOM. Vocês estão todos convidados! Acesse a programação do evento no nosso site! https://modosdesersul.wordpress.com/programacao/ Curta nossa fanpage no Facebook https://www.facebook.com/ModosDeSerSul/notifications/
Audiência pública para o desenvolvimento do Plano de Logística Sustentável - PLS UFF - Campus Nova FriburgoAs audiências públicas, que a equipe do Gabinete do Reitor está realizando pelas unidades de fora da sede, tem como objetivo a troca de experiências de práticas sustentáveis desenvolvidas de maneira local. Queremos, através dessas visitas, ampliar a discussão sobre esse tema, além de contribuir para a elaboração do Plano de Logística Sustentável da UFF – PLS, bem como tratar da implementação do Sistema Eletrônico de Informação – SEI. Pela relevância do tema, que visa melhorar qualitativamente a vida na universidade, a presença da comunidade acadêmica de Nova Friburgo é fundamental.
II Colóquio Internacional sobre Violência Política no século XXInformações e inscrições:. http://coloquioviolenciapolitica.wordpress.com coloquioviolenciapolitica@gmail.com
Audiência Pública para o Desenvolvimento do Plano de Logística Sustentável da UFF em Volta Redonda - Campus AterradoA Universidade Federal Fluminense está desenvolvendo o seu Plano de Logística Sustentável, documento que norteará as políticas de sustentabilidade na gestão da Universidade. Para garantir a participação de todos neste processo, convidamos os gestores, docentes, discentes e técnicos-administrativos para participar da 9ª Audiência Pública para o Desenvolvimento do PLS - UFF, que será realizada no dia 02 de junho de 2017, às 10:00h, no auditório do Campus Aterrado. O objetivo desta audiência é ouvir as opiniões, dúvidas e sugestões da comunidade, além de compartilharmos as experiências em sustentabilidade que já são praticadas dentro da UFF. Também teremos a apresentação do Sei! (Sistema Eletrônico de Informações), que em breve será implantado na Instituição. A participação de todos é de extrema importância!
Audiência Pública para o Desenvolvimento do Plano de Logística Sustentável da UFF em Volta Redonda - EEIMVRA Universidade Federal Fluminense está desenvolvendo o seu Plano de Logística Sustentável, documento que norteará as políticas de sustentabilidade na gestão da Universidade. Para garantir a participação de todos neste processo, convidamos os gestores, docentes, discentes e técnicos-administrativos para participar da 8ª Audiência Pública para o Desenvolvimento do PLS - UFF, que será realizada no dia 1º de junho de 2017, às 14:00h, na EEIMVR (Campus Vila - Volta Redonda). O objetivo desta audiência é ouvir as opiniões, dúvidas e sugestões da comunidade, além de compartilharmos as experiências em sustentabilidade que já são praticadas dentro da UFF. Também teremos a apresentação do Sei! (Sistema Eletrônico de Informações), que em breve será implantado na Instituição. A participação de todos é de extrema importância!