Prograd divulga fotos das Premiações Acadêmicas UFF 2019Com 122 premiados e aproximadamente 200 pessoas na cerimônia, o evento foi encerrado com uma atração surpresa No dia 02 dezembro, a Prograd realizou as Premiações Acadêmicas 2019, que reuniu três honrarias, contemplando formandos, ex- alunos e docentes, com os seguintes prêmios: Laurea Acadêmica, Prata da Casa e Excelência em Docência. A cerimônia teve início às 18h e as premiações foram entregues pelo Reitor, Profº Antonio Claudio da Nóbrega e pela Pró-Reitora de Graduação, Profª Alexandra Anastacio. O evento contou com aproximadamente 200 pessoas, entre premiados e seus familiares e amigos. Durante a abertura, o Reitor, em sua fala, evidenciou que a Universidade atualmente tem mais da metade de estudantes negros e pardos, vindos de famílias de até um salário mínimo e meio como renda per capita. Desta forma, a UFF contribui com o  que fala o Artigo 3, da Constituição Federal: "  III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais”  e, com isso, vem cumprindo o compromisso desafiador no papel de formadora de agentes de mudanças. “A UFF é um órgão transparente, um organismo vivo com defeitos a corrigir, mas não tem mérito maior que conquistar as coisas pelo trabalho. A universidade sintetiza soluções para a sociedade diariamente.” A Pró-Reitora de Graduação complementou o discurso de abertura do evento com as seguintes palavras: “Celebrando a força da educação como uma ferramenta, de inclusão social através da universidade pública, 88% dos nossos cursos recebeu conceito MB, que significa Muito bom na avaliação do Enade. Desejamos força para continuar e perceber que estamos no caminho certo; pessoas que ingressam na universidade voltam modificadas para a sociedade.” Dentre os professores premiados em Excelência em Docência, o Profº Humberto José Bortolossi, do Instituto de Matemática e Estatística, agradeceu ao Curso pelo incentivo e disse em seu discurso que o prêmio aumenta a responsabilidade na Licenciatura de Matemática, pois o curso forma os que serão futuros professores. Além dele, foram também premiados Marcio Cataldi, da Escola de Engenharia e Rosane Santos Mauro Monnerat, do Instituto de Letras. O Prata da Casa premiou três médicos e um graduado em Ciências Contábeis, porém com uma vasta experiência no Cinema. Allan Deberon, Direitor de Pacarrete e outros sucessos, não pode estar presente, mas enviou um vídeo que foi veiculado durante a cerimônia. Os médicos Pedro Gemal Lanzieri, Bruno Afonso Lagoeiro Jorge e Eduardo Cardoso de  Moura foram colegas de faculdade e criaram um aplicativo que é referência na área da Medicina. “O "Bepmed" é uma plataforma digital com mais de 400 médicos cadastrados, que têm acesso a uma biblioteca enorme de conteúdos, que também funcionam offline. Os médicos deixam de ter a necessidade de terem diversos e pesados livros para consultas e passam a consultar através do seu smartphone”, explicou Bruno Lagoeiro. Para Eduardo Moura, “A UFF fez parte muito significativa de apoio na nossa trajetória, tanto por parte dos professores, como dos colegas de turma. Era uma iniciativa considerada fora do padrão comum de projetos para a área médica. A inspiração do aplicativo se deu na vivência e na prática do estágio no Hospital Universitário Antonio Pedro.” Dentre os laureados, Alcimara, graduanda de Odontologia em Nova Friburgo, disse: "Me senti honrada, é muito gratificante receber esta homenagem e ela serve de incentivo a outros alunos que ainda estão na graduação." Elena, graduanda do curso de Cinema, complementou: “O prêmio é muito relevante pelo reconhecimento de todo um percurso junto à universidade e a todo corpo docente. É um reconhecimento de chegar a algum lugar. Estou agradecida!" Pais e parentes presentes na cerimônia mostraram o orgulho de verem seus filhos homenageados, como Maria Alaíde, mãe de Vinícius, formando em Arquivologia: “Estou muito feliz e com a sensação de dever cumprido. Este é o terceiro diploma do Vinícius pela UFF, Graduação e Licenciatura em História e agora também bacharel em Arquivologia.” Após a entrega das premiações o público presente foi surpreendido por uma apresentação musical na saída do auditório. A banda Fusion Sax Live, composta por estudantes, tocou para os convidados, em um show com saxofone e tambor colorido, diversos sucessos animados. As fotos oficiais do evento podem ser acessadas aqui: https://drive.google.com/drive/folders/1VX1Cr0yFplcMTKtfMDnY_7v9a7SRiDgp?usp=sharing
Premiações Acadêmicas UFF 2019  No próximo dia 02 de dezembro, a Universidade Federal Fluminense realizará o evento “Premiações Acadêmicas”, que reúne a”Laurea Acadêmica”, o “Prêmio Prata da Casa” e o “Prêmio Excelência em Docência”. A Laurea Acadêmica é uma honraria destinada a estudantes de graduação com o Coeficiente de Rendimento mais elevado, que tenha se destacado durante o seu curso na UFF. Esse ano, serão 116 laureados colados em evidência durante a cerimônia. O Prêmio de Excelência em Docência, este ano em sua oitava edição, foi criado por iniciativa da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) em 2012, e tem como objetivo estimular e valorizar as ações no ensino de graduação por meio do reconhecimento dos docentes que a ele se dedicam. Serão premiados este ano: 1º lugar – Marcio Cataldi, da Escola de Engenharia: Docente lotado no Departamento de Engenharia Agrícola e Meio Ambiente. Possui graduação em Meteorologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (1999), Mestrado em Engenharia Mecânica (2002) e Doutorado em Engenharia Civil também pela UFRJ (2008). Atualmente, é Coordenador do Curso de Engenharia de Recursos Hídricos e do Meio Ambiente da UFF. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Micrometeorologia, Previsão do Tempo e clima, atuando principalmente nos seguintes temas: camada limite, modelagem atmosférica e hidrológica, turbulência, energia, variabilidade e mudança climática, instrumentação de baixo custo e previsão do tempo e clima. 2º lugar – Humberto José Bortolossi, do Instituto de Matemática e Estatística: Docente lotado no Departamento de Matemática Aplicada. Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Maringá, Mestrado em Matemática pelo IMPA e Doutorado em Matemática pela PUC-Rio. Atualmente, é coordenador do núcleo presencial em Matemática no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de iniciação à Docência – PIBID/UFF. Tem se dedicado ao ensino de Matemática e Estatística com o uso de recursos computacionais e à concepção de livros didáticos para o Ensino Médio. 3º lugar – Rosane Santos Mauro Monnerat, do Instituto de Letras: Docente lotada no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas. Possui Graduação em Letras pela Universidade Federal Fluminense – UFF (1974), Mestrado em Letras também pela UFF (1983), Doutorado em Letras (Letras Vernáculas / Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998), tendo concluído Pós-Doutorado na Universidade Federal de Minas Gerais (agosto de 2007). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: a interface texto / gramática; Linguística Textual; Análise do Discurso; Imaginários sociais; Ideologia; Discurso publicitário. O Prêmio Prata da Casa homenageia os ex-alunos que se destacaram em suas áreas de atuação. Neste ano, serão evidenciados: Allan Deberton Allan Deberton possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Ceará (2005) e graduação em Comunicação Social - Cinema pela Universidade Federal Fluminense (2010). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Cinema. Trabalhou com preservação de filmes no Centro Técnico Audiovisual CTAV, Ministério da Cultura (2009-2010). Dirigiu os premiados “Doce de Coco” (2010), “O Melhor Amigo” (2013), “Os Olhos de Arthur” (2016), que juntos participaram de mais de 100 festivais nacionais e internacionais e conquistaram 49 prêmios. Em 2015, produziu o longa documentário “Do Outro Lado do Atlântico”, de Márcio Câmara e Daniele Ellery, com estreia no Festival de Havana. Em 2017, co-produziu para a EBC a série de TV “Lana & Carol”, de Samuel Brasileiro e Natalia Maia; o longa “Se Arrependimento Matasse”, de Lília Moema. Co-produziu com a Globo Filmes o telefilme "Baião de Dois". Sua mais recente obra foi o filme "Pacarrete"; a obra rodada em Russas (165 km de Fortaleza) foi a grande vencedora do 47º Festival de Cinema de Gramado, com um total de oito prêmios, incluindo os principais da competição como "Melhor Filme", “Melhor Direção” (Allan Deberton) e "Melhor Atriz" (Marcélia Cartaxo). Completa a lista gloriosa de "Pacarrete" as vitórias por "Melhor Roteiro" (Allan Deberton, André Araújo, Natália Maia e Samuel Brasileiro), "Melhor Atriz Coadjuvante" (Soia Lira), "Melhor Ator Coadjuvante" (João Miguel), “Melhor Desenho de Som” (Cauê Custódio e Rodrigo Ferrante) e "Júri Popular". Pedro Gemal Lanzieri, Bruno Afonso Lagoeiro Jorge e Eduardo Cardoso de  Moura Médicos, formados pela UFF, empreendedores e fundadores da PEBMED, Bruno Lagoeiro, Eduardo Moura e Pedro Geral são os criadores do Whitebook, o principal aplicativo de conteúdo para a tomada de decisão do médico do Brasil, que já chegou a mais de 8 mil conteúdos de 25 especialidades, impactando um total de 360 mil usuários em todo o país. A cerimônia será realizada no dia 02 de dezembro, no Auditório do Instituto de História , Bloco P – Térreo, às 18h.
Premiações Acadêmicas UFF homenageia estudantes, pratas da casa e professoresSerão três prêmios reunidos em uma noite de homenagens No próximo dia 02 de dezembro, a Universidade Federal Fluminense realizará o evento “Premiações Acadêmicas”, que reúne a”Laurea Acadêmica”, o “Prêmio Prata da Casa” e o “Prêmio Excelência em Docência”. A Laurea Acadêmica é uma honraria destinada a estudantes de graduação com o Coeficiente de Rendimento mais elevado, que tenha se destacado durante o seu curso na UFF. Esse ano, serão 116 laureados colados em evidência durante a cerimônia. O Prêmio de Excelência em Docência, este ano em sua oitava edição, foi criado por iniciativa da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) em 2012, e tem como objetivo estimular e valorizar as ações no ensino de graduação por meio do reconhecimento dos docentes que a ele se dedicam. Serão premiados este ano: 1º lugar – Marcio Cataldi, da Escola de Engenharia: Docente lotado no Departamento de Engenharia Agrícola e Meio Ambiente. Possui graduação em Meteorologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (1999), Mestrado em Engenharia Mecânica (2002) e Doutorado em Engenharia Civil também pela UFRJ (2008). Atualmente, é Coordenador do Curso de Engenharia de Recursos Hídricos e do Meio Ambiente da UFF. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Micrometeorologia, Previsão do Tempo e clima, atuando principalmente nos seguintes temas: camada limite, modelagem atmosférica e hidrológica, turbulência, energia, variabilidade e mudança climática, instrumentação de baixo custo e previsão do tempo e clima. 2º lugar – Humberto José Bortolossi, do Instituto de Matemática e Estatística: Docente lotado no Departamento de Matemática Aplicada. Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Maringá, Mestrado em Matemática pelo IMPA e Doutorado em Matemática pela PUC-Rio. Atualmente, é coordenador do núcleo presencial em Matemática no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de iniciação à Docência – PIBID/UFF. Tem se dedicado ao ensino de Matemática e Estatística com o uso de recursos computacionais e à concepção de livros didáticos para o Ensino Médio. 3º lugar – Rosane Santos Mauro Monnerat, do Instituto de Letras: Docente lotada no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas. Possui Graduação em Letras pela Universidade Federal Fluminense – UFF (1974), Mestrado em Letras também pela UFF (1983), Doutorado em Letras (Letras Vernáculas / Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998), tendo concluído Pós-Doutorado na Universidade Federal de Minas Gerais (agosto de 2007). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: a interface texto / gramática; Linguística Textual; Análise do Discurso; Imaginários sociais; Ideologia; Discurso publicitário.   O Prêmio Prata da Casa homenageia os ex-alunos que se destacaram em suas áreas de atuação. Neste ano, serão evidenciados: Allan Deberton Allan Deberton possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Ceará (2005) e graduação em Comunicação Social - Cinema pela Universidade Federal Fluminense (2010). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Cinema. Trabalhou com preservação de filmes no Centro Técnico Audiovisual CTAV, Ministério da Cultura (2009-2010). Dirigiu os premiados “Doce de Coco” (2010), “O Melhor Amigo” (2013), “Os Olhos de Arthur” (2016), que juntos participaram de mais de 100 festivais nacionais e internacionais e conquistaram 49 prêmios. Em 2015, produziu o longa documentário “Do Outro Lado do Atlântico”, de Márcio Câmara e Daniele Ellery, com estreia no Festival de Havana. Em 2017, co-produziu para a EBC a série de TV “Lana & Carol”, de Samuel Brasileiro e Natalia Maia; o longa “Se Arrependimento Matasse”, de Lília Moema. Co-produziu com a Globo Filmes o telefilme "Baião de Dois". Sua mais recente obra foi o filme "Pacarrete"; a obra rodada em Russas (165 km de Fortaleza) foi a grande vencedora do 47º Festival de Cinema de Gramado, com um total de oito prêmios, incluindo os principais da competição como "Melhor Filme", “Melhor Direção” (Allan Deberton) e "Melhor Atriz" (Marcélia Cartaxo). Completa a lista gloriosa de "Pacarrete" as vitórias por "Melhor Roteiro" (Allan Deberton, André Araújo, Natália Maia e Samuel Brasileiro), "Melhor Atriz Coadjuvante" (Soia Lira), "Melhor Ator Coadjuvante" (João Miguel), “Melhor Desenho de Som” (Cauê Custódio e Rodrigo Ferrante) e "Júri Popular". Pedro Gemal Lanzieri, Bruno Afonso Lagoeiro Jorge e Eduardo Cardoso de  Moura Médicos, formados pela UFF, empreendedores e fundadores da PEBMED, Bruno Lagoeiro, Eduardo Moura e Pedro Geral são os criadores do Whitebook, o principal aplicativo de conteúdo para a tomada de decisão do médico do Brasil, que já chegou a mais de 8 mil conteúdos de 25 especialidades, impactando um total de 360 mil usuários em todo o país. A cerimônia será realizada no dia 02 de dezembro, no Auditório do Instituto de História , Bloco P – Térreo, às 18h.
Premiações Acadêmicas 2015No próximo dia 28, a UFF vai realizar cerimônia em homenagem a estudantes e ex-estudantes da graduação, professores e pesquisadores  no “Premiações Acadêmicas 2015”.  O evento, anual, valoriza e divulga atividades que contribuem efetivamente para o avanço da instituição e da sociedade em geral.  A cerimônia será realizada às 19h, no Auditório do Instituto de Física, 2º andar da Torre Nova - Avenida General Milton Tavares de Souza, s/nº, Campus da Praia Vermelha, Niterói. A cerimônia contempla as seguintes premiações: 4º Prêmio de Excelência à Docência, Láurea Acadêmica e Prata da Casa. A homenagem é concedida pela Pró-reitoria de graduação (Prograd). Aproximadamente 150 pessoas participam anualmente do evento, que contará este ano com a presença do vice-reitor, Antonio Claudio da Nóbrega, representando o reitor Sidney Mello,  do pró-reitor de graduação, Renato Crespo, entre outras autoridades, estudantes e familiares. Na ocasião, também serão homenageadas as servidoras Rita Cubel e Arlete Granero, as primeiras incentivadoras e responsáveis pela implantação da premiação Prata da Casa, na universidade, em 2007. Confira aqui a tabela completa dos laureados.
Cerimônia acadêmica da UFF homenageia estudantes e docentesNo próximo dia 28, a UFF vai realizar cerimônia em homenagem a estudantes e ex-estudantes da graduação, professores e pesquisadores  no “Premiações Acadêmicas 2015”.  O evento, anual, valoriza e divulga atividades que contribuem efetivamente para o avanço da instituição e da sociedade em geral.  A cerimônia será realizada às 19h, no Auditório do Instituto de Física, 2º andar da Torre Nova - Avenida General Milton Tavares de Souza, s/nº, Campus da Praia Vermelha, Niterói. A cerimônia contempla as seguintes premiações: 4º Prêmio de Excelência à Docência, Láurea Acadêmica e Prata da Casa. A homenagem é concedida pela pró-reitoria de Graduação (Prograd). Aproximadamente 150 pessoas participam anualmente do evento, que contará este ano com a presença do vice-reitor, Antonio Claudio da Nóbrega, representando o reitor Sidney Mello,  do pró-reitor de graduação, Renato Crespo, entre outras autoridades, estudantes e familiares. Na ocasião, também serão homenageadas as servidoras Rita Cubel e Arlete Granero, as primeiras incentivadoras e responsáveis pela implantação da premiação Prata da Casa, na universidade, em 2007. Prêmio de Excelência à Docência O Prêmio de Excelência à Docência, instituído pela Prograd em 2012, tem como objetivo estimular e valorizar as ações dos professores pela sua dedicação ao ensino de graduação. Serão homenageados os seguintes docentes: em primeiro lugar, o ex-professor Zander Barreto Miranda (in memoriam), da Faculdade de Veterinária, seguido de Tadeu Nagashima Ferreira, da Escola de Engenharia e Dalessandro Soares Vianna , do Instituto de Ciência e Tecnologia, de Rio das Ostras, em segundo e terceiro lugares, respectivamente.  Láurea Acadêmica A Prograd homenageará  97 estudantes que se destacaram durante o ano letivo com o prêmio Láurea Acadêmica, instituído em 2009. A premiação aos alunos da graduação, presencial e à distância de 118 cursos, formados no segundo semestre de 2014 e primeiro semestre de 2015, tem como objetivo tornar público o mérito acadêmico nas suas diferentes formas de expressão. Dentre os homenageados de 2014 e 2015, destacam-se por terem obtido as maiores notas: a estudante de Estudos de Mídia, do campus de Niterói, a carioca Letícia Tereza Barbosa da Silva; a aluna de Administração do campus de Itaperuna, Tamyres Dias Ramires da Silva, natural da cidade fluminense de Cardoso Moreira; e do curso à distância de Tecnologia em Sistemas de Computação, o aluno Rodrigo Souza de Abreu, de São Gonçalo, também no Rio de Janeiro. Confira aqui a tabela completa dos laureados.  “A importância do prêmio para mim é incomensurável, pois não apenas reconhece o esforço dado ao longo da graduação, mas também estimula a continuar se empenhando na vida acadêmica e profissional”, declarou Letícia Barbosa. Para Tamyres Ramires, “receber o prêmio é uma honra. Agradeço muito a Deus por essa conquista em minha vida. Minha família e meus amigos sabem o quanto eu ficava tensa em cada trabalho e prova a serem realizados. Mas todo esforço está sendo recompensado, e estou muito feliz com isso”.  “Faltam palavras para expressar o quão gratificante é receber este prêmio após anos de dedicação. Parabenizo a UFF por reconhecer isso de seus alunos, e que continue sempre nos incentivando, pois é um diferencial muito importante para nós”, disse, emocionado, Rodrigo de Abreu. Prata da Casa Seis ex-alunos que se destacaram em suas áreas de atuação serão homenageados pela universidade com o Prêmio Prata da Casa, criado em 2007:  o advogado, presidente da Fundação Palmares e assessor especial da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, da Presidência da República, Carlos Alves Moura; o roteirista e diretor de cinema, Paulo Sergio Cristian Halm, autor de:  "Meu nome não é Johnny", "Cazuza - O tempo não para", "Antes que o mundo acabe", "Olhos azuis" e "Achados e perdidos”, este último premiado pela Academia Brasileira de Letras (ABL), em 2007; o mestre em engenharia de software, Daniel Castellani, que atua desde 2008 no desenvolvimento de ferramentas que aumentam a qualidade de programas e projetos para a Web; a jornalista, Mara Pimentel, responsável pela implantação e expansão do “Programa Tonomundo”, uma das maiores iniciativas privadas de inclusão digital do Brasil; a médica e deputada estadual, Tânia Rodrigues, uma das fundadoras da Associação Niteroienses dos Deficientes Físicos (Andef) e integrante do Comitê Paraolímpico Brasileiro; e a jornalista, Cristina Serra, repórter do Fantástico, antes correspondente internacional pela Rede Globo, em Nova York, assim como repórter no Rio de Janeiro, Brasília, e da revista Veja.