Serviço social

O evento tem por objetivo trazer o debate sobre a educação pública no Brasil, que vem há algum tempo sendo sucateada e ameaçada por projetos privatistas, num processo de contrarreforma neoliberal implementada pelo Estado brasileiro e que, mais recentemente, de forma contundente, vem propondo a subordinação da educação ao mercado.

Na celebração do Dia da Consciência Negra, o III Novembro Negro da Escola de Serviço Social da UFF - Niterói almeja oportunizar o debate sobre a questão étnico-racial no Brasil com estudantes, profissionais, docentes, militantes e o público em geral. Através do reconhecimento dos históricos genocídio e racismo estrutural na formação social nacional, o evento pretende socializar pesquisas, projetos e iniciativas artisticas em curso que vêm (in)formando politicamente sobre as resistências da população negra para além dos modismos do mercado e valorizando o legado da sua cultura para o país.

Desde 2015 a Venezuela vem passando por grave crise política e econômica e segundo o ACNUR, em junho de 2019 segundo dados de governos 4.001.917 de nacionais da Venezuela constam como solicitantes de reconhecimento da condição de refugiado, refugiados e residentes em seus sistemas. O Brasil é o quinto país de entrada de venezuelanos e hoje tem aproximadamente 62 mil pedidos de solicitação de refúgio além de mais de 30 mil portadores de visto temporário e um programa de interiorização no país desenvolvido pelo governo e parcerias.

O Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Desenvolvimento Regional realizará no dia 20 de agosto, de 15h às 21:30h, evento de abertura do semestre. Teremos mesas com a apresentação da produção de nossos egressos, sendo um momento muito rico para a troca entre egressos, discentes atuais do PPGSSDR e também os de Graduação. À noite, será realizada conferência com o prof. Mathias Luce. Será um prazer enorme contar com a sua presença em nosso evento. Para isso, basta preencher o formulário e selecionar as opções que desejar.

O último relatório “Tendências Globais” do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) apresentado pela ONU registra que 65,6 milhões de pessoas saíram de seus territórios de origem por perseguições e guerras, sendo mais de 300 mil só no último ano. O documento enfatiza também que uma em cada 113 pessoas em todo o mundo foi forçada a se deslocar - número superior à população do Reino Unido. O Acnur aponta ainda que metade dos refugiados são crianças e que 75 mil delas solicitam refúgio.

A Escola de Serviço Social vem convidar e informar para toda a comunidade acadêmica da UFF que, do dia 22/05/2017 ao dia 31/05/2017, será realizada a Semana de Comemoração ao Dia da (o) Assistente Social. Haverá palestras, oficinas, mesas-redondas, mini-cursos, dentre outras atividades relacionadas à profissão de Assistente Social. As inscrições podem ser feitas por meio deste link.

Angústia, dúvida, medo, vergonha, dores físicas e emocionais. Esses são alguns dos sentimentos que a equipe multidisciplinar do Programa de extensão SOS Mulher busca aliviar nas mulheres que chegam ao Hospital Universitário Antonio Pedro (Huap) após sofrerem algum tipo de violência, principalmente sexual. Em atividade há quase 15 anos, o SOS Mulher atende, 24 horas por dia, a mulheres que chegam ao Serviço de Obstetrícia, comumente chamado de maternidade do hospital.

Word DocumentXLSCSV
Subscrever Serviço social