Meio Ambiente

A 3ª exposição da XIV Edição do Olhar do Artista Sobre o Meio Ambiente chegará dia 17 de setembro em Niterói, no Laboratório Horto-Viveiro. A abertura ocorrerá às 18 horas, no endereço Av. Litorânea, s/n. Boa Viagem, Niterói/RJ. A exposição fica até o dia 20 de setembro.

• ABERTURA: 17/09, 18h
• VISITAÇÃO: segunda à quinta, 9h - 18h
• ENDEREÇO: UFF Campus da Praia Vermelha. Av. Litorânea s/n. Boa Viagem, Niterói/RJ.

Contamos com a presença de vocês!

A 1ª exposição da XIV Edição do Olhar do Artista Sobre o Meio Ambiente chegará dia 03 de agosto em Iguaba Grande, no Salão de Artes Zé Trindade. A abertura ocorrerá às 19h, no endereço Rodovia Amaral Peixoto, km 102, n°3399, Cidade Nova - Iguaba Grande/RJ, no 2º piso da Secretaria Municipal de Educação e Cultura. A exposição fica até o dia 29 de agosto, com visitação das 8h às 17h.

A Eduff  e o Arquivo Nacional lançam a reedição ampliada de “Flora Fluminensis' de frei José Mariano da Conceição Vellozo – Documentos”, publicada primeiramente pelo Arquivo, em 1961, no volume 48 da série “Publicações do Arquivo Nacional”. A obra traz documentos relativos à publicação da gigantesca "Flora Fluminensis", de do padre franciscano José Mariano da Conceição Vellozo (1742-1811), um dos principais naturalistas da América portuguesa.

A preservação ambiental é um dos principais debates da atualidade. Seja pelo descaso do presidente americano, Donald Trump, em tratar assuntos referentes ao aquecimento global ou pelos constantes protestos da instituição Green Peace, preservar o meio ambiente – e meios de se fazer isso – é um dos tópicos mais comentados na sociedade contemporânea.

A Universidade Federal Fluminense retoma parceria com o Instituto Rumo Náutico / Projeto Grael por meio do Projeto Barco Escola, vinculado ao “Programa de Extensão Multidisciplinar de Educação, Inclusão, Cidadania, Esporte, Cultura e Meio Ambiente – Ações Integradas Projeto Grael e UFF”. A ação tem como objetivo incentivar alunos das escolas públicas a ingressarem numa universidade. Discentes da UFF ministram aulas que abordam questões relativas ao meio ambiente (como o lixo encontrado na Baía de Guanabara e seus impactos) e à geração de energia.

A Baía de Guanabara é caracterizada por uma junção de elementos geomorfológicos, físicos, químicos e ecológicos, além de pela influência humana dos municípios do entorno, que conferem a ela uma complexidade de interações muito ricas e específicas. No entanto, a urbanização desprovida de infraestrutura e saneamento básico tem degradado intensamente a qualidade da água desse ambiente, especialmente em virtude do lançamento de esgotos sem o devido tratamento.

A “Semana Fora da Estrada, Dentro da Floresta: I Semana de Sensibilização e Prevenção ao Atropelamento de Fauna Silvestre de Niterói” ocorreu no período de 6 a 10 de novembro de 2017. O evento, uma articulação da PROEX com a Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade de Niterói, está vinculado ao Projeto de Extensão “Fora da Estrada, Dentro da Floresta, coordenado pelo Prof. Sávio Freire Bruno.

Diante das questões contemporâneas socioambientais, a coletânea “Práticas comunicativas socioambientais” (Eduff, 2017), organizada Marcela de Abreu Moniz, Vera Maria Sabóia, Donizete V. Daher e Rodrigo Leite Pereira, oferece reflexões sobre demandas urgentes relativas à formação pedagógica do enfermeiro para atuação como educador em saúde ambiental.

Clássico da Antropologia Social, a obra “Gente das Areias: História, meio ambiente e sociedade no litoral brasileiro” ganha uma segunda edição, revista e ampliada, pela Eduff. Nesta obra, os antropólogos Marco Mello e Arno Vogel se unem para destrinchar os efeitos de uma grande matança de peixes em um vilarejo de pescadores na cidade de Maricá, no Rio de Janeiro.

O projeto de Extensão UFF SOS Comunidade vai à Escola participará, no dia 17 de outubro, do XII Encontro “O olhar do artista sobre o meio ambiente”, evento realizado pelo Laboratório Horto Viveiro (LAHVI), que acontecerá na Câmara Municipal de Niterói, localizada na Av. Ernani do Amaral Peixoto, 625, Centro – Niterói, RJ . A exposição tem como objetivo utilizar a arte como meio para sensibilizar e educar os indivíduos sobre a crescente degradação do meio ambiente.

Páginas

Subscrever Meio Ambiente