Meio Ambiente

 A instalação do porto e terminal petroquímico em Ponta Negra, no Estado do Rio de Janeiro, traz preocupações a respeito de possíveis desastres ambientais à região de Maricá. A obra, que no momento encontra-se embargada, foi objeto de estudo do mestrando em Defesa e Segurança Civil da UFF, José Maria de Castro Júnior e a doutoranda Marina Aires, do Programa de Pós-Graduação em Geografia, que desenvolvem suas pesquisas com o objetivo de avaliar as consequências negativas da construção para o meio ambiente e para a população.

A 3ª exposição da XIV Edição do Olhar do Artista Sobre o Meio Ambiente chegará dia 17 de setembro em Niterói, no Laboratório Horto-Viveiro. A abertura ocorrerá às 18 horas, no endereço Av. Litorânea, s/n. Boa Viagem, Niterói/RJ. A exposição fica até o dia 20 de setembro.

• ABERTURA: 17/09, 18h
• VISITAÇÃO: segunda à quinta, 9h - 18h
• ENDEREÇO: UFF Campus da Praia Vermelha. Av. Litorânea s/n. Boa Viagem, Niterói/RJ.

Contamos com a presença de vocês!

A 1ª exposição da XIV Edição do Olhar do Artista Sobre o Meio Ambiente chegará dia 03 de agosto em Iguaba Grande, no Salão de Artes Zé Trindade. A abertura ocorrerá às 19h, no endereço Rodovia Amaral Peixoto, km 102, n°3399, Cidade Nova - Iguaba Grande/RJ, no 2º piso da Secretaria Municipal de Educação e Cultura. A exposição fica até o dia 29 de agosto, com visitação das 8h às 17h.

A Eduff  e o Arquivo Nacional lançam a reedição ampliada de “Flora Fluminensis' de frei José Mariano da Conceição Vellozo – Documentos”, publicada primeiramente pelo Arquivo, em 1961, no volume 48 da série “Publicações do Arquivo Nacional”. A obra traz documentos relativos à publicação da gigantesca "Flora Fluminensis", de do padre franciscano José Mariano da Conceição Vellozo (1742-1811), um dos principais naturalistas da América portuguesa.

A preservação ambiental é um dos principais debates da atualidade. Seja pelo descaso do presidente americano, Donald Trump, em tratar assuntos referentes ao aquecimento global ou pelos constantes protestos da instituição Green Peace, preservar o meio ambiente – e meios de se fazer isso – é um dos tópicos mais comentados na sociedade contemporânea.

A Universidade Federal Fluminense retoma parceria com o Instituto Rumo Náutico / Projeto Grael por meio do Projeto Barco Escola, vinculado ao “Programa de Extensão Multidisciplinar de Educação, Inclusão, Cidadania, Esporte, Cultura e Meio Ambiente – Ações Integradas Projeto Grael e UFF”. A ação tem como objetivo incentivar alunos das escolas públicas a ingressarem numa universidade. Discentes da UFF ministram aulas que abordam questões relativas ao meio ambiente (como o lixo encontrado na Baía de Guanabara e seus impactos) e à geração de energia.

A Baía de Guanabara é caracterizada por uma junção de elementos geomorfológicos, físicos, químicos e ecológicos, além de pela influência humana dos municípios do entorno, que conferem a ela uma complexidade de interações muito ricas e específicas. No entanto, a urbanização desprovida de infraestrutura e saneamento básico tem degradado intensamente a qualidade da água desse ambiente, especialmente em virtude do lançamento de esgotos sem o devido tratamento.

A “Semana Fora da Estrada, Dentro da Floresta: I Semana de Sensibilização e Prevenção ao Atropelamento de Fauna Silvestre de Niterói” ocorreu no período de 6 a 10 de novembro de 2017. O evento, uma articulação da PROEX com a Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade de Niterói, está vinculado ao Projeto de Extensão “Fora da Estrada, Dentro da Floresta, coordenado pelo Prof. Sávio Freire Bruno.

Diante das questões contemporâneas socioambientais, a coletânea “Práticas comunicativas socioambientais” (Eduff, 2017), organizada Marcela de Abreu Moniz, Vera Maria Sabóia, Donizete V. Daher e Rodrigo Leite Pereira, oferece reflexões sobre demandas urgentes relativas à formação pedagógica do enfermeiro para atuação como educador em saúde ambiental.

Clássico da Antropologia Social, a obra “Gente das Areias: História, meio ambiente e sociedade no litoral brasileiro” ganha uma segunda edição, revista e ampliada, pela Eduff. Nesta obra, os antropólogos Marco Mello e Arno Vogel se unem para destrinchar os efeitos de uma grande matança de peixes em um vilarejo de pescadores na cidade de Maricá, no Rio de Janeiro.

Páginas

Subscrever Meio Ambiente