Líder

O evento aconteceu no Instituto de Ciências da Sociedade, Universidade Federal Fluminense – Campus Macaé, no dia 25 de junho de 2019, e discutiu temas ligados à rotina de trabalho de mulheres que deixaram de ser o “sexo frágil” em áreas antes predominantemente masculinas. Além disso,  contou com as participações das engenheiras Mariana Lima da Cunha (BRK Ambiental), Brena Poses (Ocyan S.A),  Wytila Chaga Sieczowski (Aker Solutions), Anelisa Sardella Godrim Hernalsteens (Schlumberger).

 

 

“Não sabe dirigir direito. Só pode ser mulher!” // “Não entende nada de futebol, tinha que ser mulher”

“TINHA QUE SER MULHER!”

Com certeza você já ouviu alguém dizer essa frase alguma vez na vida. Essa frase faz parte do vocabulário brasileiro e é usada diariamente para diminuir e desqualificar a mulher. Mas o café com diversidade te convida a refletir sobre isso e trazer um novo sentido para esta expressão...

Word DocumentXLSCSV
Subscrever Líder