história

O Laboratório Universitário de Preservação Audiovisual da UFF está organizando o I Simpósio de Cinema Amador do LUPA-UFF. A temática do evento abarca o amplo universo do cinema amador  – filmes universitários, familiares, caseiros etc. – que será tratado através da apresentação de pesquisas, debate e projeção de filmes antigos.

Em "O mercado de crédito na corte joanina" (Eduff, 2019), a historiadora Elizabeth Souza analisa as relações sociais de empréstimos na cidade do Rio de Janeiro durante o período joanino, entre 1808 e 1821. No mais novo lançamento da Eduff, a autora se utiliza da História Econômica e da Social para investigar como essas relações influenciaram as instâncias político-administrativas do governo de Dom João VI.

Organizada pelos professores Marília Etienne, Marcelo Coelho e Sandra Cabral, “Racismo, capitalismo e subjetividade” (Eduff, 2018) reflete sobre as problemáticas do racismo no Brasil, a partir do diálogo entre a psicanálise e outras áreas.

O caráter transdisciplinar do título faz referência às múltiplas causas do racismo, inseridas em disputas pelo poder. Nos 12 artigos da obra, são discutidos conceitos como mestiçagem, inconsciente social, privilégio e desqualificação dos indígenas.

Lançamento do livro “A vida misteriosa dos matemáticos”, do professor Celso Costa, do Instituto de Matemática e Estatística, no Reserva Cultural, ao lado do Bistrô Reserva, na quinta-feira, 13 de dezembro, das 18h às 21h.

A diversidade das experiências negras no campo cultural, da festa, da música, do teatro, da educação, da luta política, em diferentes épocas da história do Brasil, está presente em “Cultura Negra”, coletânea em dois volumes publicada pela Eduff.

Organizada por Martha Abreu, Giovana Xavier, Lívia Monteiro e Eric Brasil, a obra reúne 27 artigos. No Volume 1, o destaque é para as instituições e associações culturais e políticas negras, como escolas de samba, congados, jongos, bois e maracatus, nos tempos da escravidão, em especial, nos tempos do pós-Abolição.

 
  Anderson Almeida, autor de "... como se fosse um deles"

O livro “... como se fosse um deles: almirante Aragão - Memórias, silêncios e ressentimentos em tempos de ditadura e democracia” (Eduff, 2017) é um dos finalistas do Prêmio Jabuti de 2018, na categoria de “Biografia”. Na obra, o historiador Anderson Almeida narra a trajetória de Cândido da Costa Aragão, militar que representou uma ameaça para o regime ditatorial da época.

Em setembro de 2018, ocorrerá no espaço do Real Gabinete Português de Leitura, em parceria com a UFF, UFRJ, UERJ, UNIRIO, apoio CAPES, o 9º Colóquio DP Polo de Pesquisas Luso-Brasileiras, tema “Relações luso-brasileiras: imagens e imaginários”, com especialistas brasileiros e estrangeiros das áreas envolvidas, com comprovada contribuição investigativa sobre configuração de imaginários em torno das ideias de brasilidade e portugalidade e modos de estar nas culturas de língua portuguesa, sobretudo no campo literário.

Os participantes do XVIII Encontro de História da ANPUH – Rio poderão conferir mais de 90 títulos da Eduff com descontos promocionais, incluindo clássicos como “Estranhas catedrais”, “A face oculta do ouro negro”, “Violência e racismo no Rio de Janeiro” e muitos outros. O evento será realizado entre 23 e 27 de julho, no Instituto de História da UFF, no campus do Gragoatá.

No dia 20/06 (quarta-feira), às 16h, haverá o lançamento, pela Eduff e o Arquivo Nacional, da reedição ampliada de “Flora Fluminensis” de frei José Mariano da Conceição Vellozo, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro (Solar da Imperatriz).

Páginas

Subscrever história