ensaios

Em “Sertão, selva e letra: Euclides da Cunha em atravessamentos” (Eduff, 2019), a professora da UFRJ Anabelle Loivos “traduz” a riqueza verbal e estética de Euclides da Cunha, por meio de um conjunto de ensaios que se prestam a interpretar uma série de textos do autor, de cartas a relatórios, reportagens a contos, trechos avulsos e poemas. 

A professora de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa Renata Flavia da Silva lança “Utopias comuns em múltiplas fronteiras: ensaios sobre literaturas africanas de língua portuguesa” (Eduff, 2017). A série de ensaios traz o rompimento do eixo utópico da luta anticolonial, ao exceder o âmbito literário e representar novos horizontes de rearticulação das identidades culturais e temporais.

A partir da seleção dos ensaios do carioca Euclides da Cunha e dos paraenses José Veríssimo, Leandro Tocantins e Eidorfe Moreira, o professor e geógrafo Edir Augusto Dias Pereira aborda o papel do ensaio brasileiro na construção do espaço amazônico em "Ensaios de Amazônia", que será lançado nesta quinta-feira, 30 de março, a partir das 18h, na Livraria Icaraí, em Niterói.

A partir da seleção dos ensaios do carioca Euclides da Cunha e dos paraenses José Veríssimo, Leandro Tocantins e Eidorfe Moreira, o professor e geógrafo Edir Augusto Dias Pereira aborda o papel do ensaio brasileiro na construção do espaço amazônico em "Ensaios de Amazônia", que será lançado no dia 10 de março, a partir das 19h, no Auditório Alberto Mocbel do Campus Universitário do Tocantins/Cametá da Universidade Federal do Pará (Travessa Padre Antônio Franco, 2417, Matinha, Cametá, PA).

Em "Ensaios de Amazônia", o professor e geógrafo Edir Augusto Dias Pereira aborda o papel do ensaio brasileiro na construção do espaço amazônico a partir da seleção dos ensaios do carioca Euclides da Cunha e dos paraenses José Veríssimo, Leandro Tocantins e Eidorfe Moreira. Na obra, o autor pinçou os estudos que considera mais representativos de cada autor sobre a região.

Word DocumentXLSCSV
Subscrever ensaios