Logotipo da UFF

Projeto de extensão da UFF atende mulheres com câncer de mama. Confira!

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), estima-se para 2020 cerca de 66 mil novos casos de câncer de mama no Brasil. Embora seja um número relativamente alto quando comparado com outros tipos de câncer que acometem especialmente mulheres, sabemos que o diagnóstico precoce da doença tem relação direta com seus cuidados preventivos diários. Como não existe prevenção sem informação, todos os anos, no mês de outubro, trazemos conteúdos relevantes sobre o câncer de mama: fatores de riscos, sinais e sintomas e outros dados que possam auxiliá-los na busca de profissionais especializados para o esclarecimento de dúvidas, sobretudo quando detectada qualquer alteração na mama (aspecto de pele de laranja, inchaço, vermelhidão, secreções e etc).

Dessa vez, queremos chamar a sua atenção para o projeto de extensão da UFF “Escutando mulheres com câncer de mama na tecitura do autocuidado”. A iniciativa é coordenada pela professora Virginia Dresch, do Departamento de Psicologia de Niterói da universidade, e conta com o envolvimento de estudantes e de profissionais de mastologia do Hospital Universitário Antônio Pedro. Juntos, eles integram uma rede de apoio a mulheres com câncer de mama e que são indicadas a realizar a cirurgia nas mamas (retirada total, manutenção ou reconstrução). Por ser um assunto delicado e que impacta diretamente na autoestima das mulheres, esse primeiro cuidado psicológico torna-se fundamental na continuidade do tratamento. Por isso, todas as terças-feiras, o grupo encontra-se à disposição e oferece escuta às pacientes interessadas em conversar sobre o assunto, após a consulta com a equipe de mastologia.

O projeto é recente, surgiu em agosto deste ano, e a sua ideia inicial era reunir mulheres em tratamento do câncer de mama no HUAP para a construção conjunta de orientações sobre o autocuidado do câncer. A pandemia no novo coronavirus postergou a realização desses encontros e, claro, a difusão de mais informações junto a esse grupo, mas também abriu portas para que outras pessoas acometidas pela doença tenham acesso a dicas pontuais e simples para levar um dia a dia mais saudável, menos estressante e com mais positividade. O perfil do Instagram @autocuidadonocancer ainda está no início e é mais uma das propostas desse projeto de extensão para atender a sociedade. Não deixe de conferir, indicar para amigos e seguir.