Logotipo da UFF

Pesquisadores da UFF são contemplados por edital de apoio à ciência

Print Friendly, PDF & Email

Dois professores-pesquisadores do Instituto de Matemática e Estatistica (IME) da UFF, María Amelia Salazar Pinzón e Jethro van Ekeren, foram contemplados com financiamento do Instituto Serrapilheira para a realização de suas pesquisas. O edital de 2019 tinha como objetivo apoiar o desenvolvimento da carreira de jovens cientistas que tenham grandes perguntas em suas áreas. O resultado foi publicado no fim de maio.

María Amelia foi contemplada com o projeto “Grupóides e algebróides de Lie: teoria estrutural e aplicações”. Segundo a pesquisadora, sua pesquisa objetiva estudar propriedades de estruturas geométricas que surgem naturalmente em várias áreas da matemática e da física, com enfoque na geometria dos grupóides e dos algebróides de Lie. María Amelia destaca que, no que diz respeito ao edital, seu objetivo é generalizar resultados clássicos e frutíferos da teoria de grupos e álgebras de Lie. Trata-se de um percurso de pesquisa que vem se consolidando há alguns anos: “algumas das perguntas do projeto surgiram de trabalhos anteriores e várias das ferramentas e resultados que pretendo usar neste projeto foram desenvolvidas nestes trabalhos”, ressalta a pesquisadora.

Em relação Jethro, o pesquisador foi contemplado com o projeto “Teoria de representações de álgebras de vértices”, de grande importância na matemática pura, física quântica e até mesmo na química. Seu objetivo é avançar a teoria de representações de estruturas algébricas de importância na física moderna, como as álgebras de vértices, utilizando ferramentas geométricas e algébricas.

Ambos pesquisadores destacam que, apesar de o trabalho de pesquisa no campo da Matemática ser muito solitário, com muito tempo dedicado à literatura matemática e às tentativas de provas de teoremas, o contato com outros pesquisadores para discussões e trocas de ideias é fundamental. Sendo assim, além de permitir a compra de equipamentos básicos, como computadores e livros, os pesquisadores planejam usar esse recurso principalmente para ampliar a participação em congressos e outros eventos da área. Jethro destaca que seu maior objetivo é “usar os recursos para maximizar o contato entre pesquisadores das comunidades local e internacional”.

Nesse sentido, Jethro também ressalta já estar trabalhando em contato com outros pesquisadores, sendo um de pós-doutorado e um estudante no início do mestrado, ambos da UFF. Além disso, o pesquisador também destaca parcerias interinstitucionais: “ tenho uma parceria de pesquisa bastante consolidada com o Prof. Reimundo Heluani do IMPA aqui no Rio de Janeiro, e também estou colaborando com matemáticos na Alemanha, nos EUA, na França, no Japão e em Taiwan”. María Amelia destaca que o próprio professor Jethro é um potencial parceiro no desenvolvimento de sua pesquisa.

Por fim, tanto María Amelia quanto Jehtro salientam a importância de iniciativas de fomento à ciência como do Instituto Serrapilheira, uma organização privada sem fins lucrativos, em um contexto de diminuição dos recursos públicos especialmente para pesquisadores mais jovens: “um aspecto bastante positivo do apoio oferecido pelo instituto é seu foco na pesquisa básica, não condicionada em determinados fins tecnológicos-econômicos”, ressalta o pesquisador.

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.