LOA determina cortes e condicionamento do orçamento da UFF para 2020

A Lei Orçamentária Anual (LOA) aprovada pelo Congresso Nacional para o exercício de 2020 e sancionada pelo Presidente da República aponta para mais um ano de restrição para as universidades federais. Estudo técnico realizado pela Pró-Reitoria de Planejamento da UFF indica que há dois problemas principais a serem enfrentados. O primeiro é uma redução de quase 4% da verba discricionária em relação a 2019, atingindo diretamente os recursos de custeio, capital e assistência estudantil. O segundo é o bloqueio de 40% do orçamento global, impactando, inclusive, gastos com pessoal.

UFF lança Programa de Prevenção e Atenção à Saúde Mental dos Estudantes

Nessa segunda-feira, a Universidade Federal Fluminense realizou o lançamento do Programa de Prevenção e Atenção à Saúde Mental dos Estudantes da UFF no Auditório do Núcleo de Estudos em Biomassa e Gerenciamento de Água (NAB). O programa tem como principais objetivos garantir a melhoria na qualidade de vida dos estudantes, orientar o corpo discente sobre o acesso aos serviços que compõem a Rede de Saúde Mental da UFF e a Rede de Atenção à Saúde Mental Municipal, bem como apoiar institucionalmente os programas e projetos de atendimento à saúde mental dos estudantes da UFF.

UFF assume protagonismo em ações de acessibilidade com o Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão

Sinalização de vaga para cadeirantes

Data de 11 de maio de 2016 a Portaria Normativa do Ministério da Educação que destinou algumas vagas nos programas de pós-graduação do país para pessoas com deficiência. Antes disso, em 2013, a UFF já inaugurava seu Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão (CMPDI), com uma proposta de vanguarda: fazer ciência não somente para a pessoa com deficiência, mas junto com ela. Em outros termos, “fazer com que a pessoa com deficiência não fosse vista simplesmente como ‘objeto de estudo’, mas como pesquisadora”, explica a professora Ediclea Mascarenhas.

Pesquisa da UFF de Pádua incentiva ensino da história africana nas escolas

Desconstruir estereótipos e destacar o passado glorioso das rainhas e reis africanos são os grandes desafios do professor de História Contemporânea da UFF, Júlio César Medeiros Pereira, do Departamento de Ciências Humanas de Santo Antônio de Pádua.

Afrofeminismo: grupo da UFF debate raça e gênero sob a ótica do Direito

Grupo Anastácia Bantu discute afrofeminismo na UFF

Fora dos muros da universidade, crescem as discussões sobre temas feministas e raciais. Cada vez mais, a sociedade vem se conscientizando acerca da necessidade de repensar as estruturas discriminatórias que a compõem. A mobilização social causada pelo assassinato da vereadora e ex-aluna do mestrado em Administração Pública da UFF, Marielle Franco, importante liderança feminina e negra no estado do Rio de Janeiro, é um exemplo recente da necessidade de dar voz ao público negro e feminino, historicamente silenciado.

Direitos humanos: UFF revalida diploma de engenheiro refugiado

Anas Abdulrjab se formou em Engenharia de Telecomunicações na Líbia

Há 69 anos, no dia 10 de dezembro, era adotada e proclamada a Declaração Universal dos Direitos Humanos pela Assembleia Geral das Nações Unidas, por meio  da resolução 217 A III, que estabeleceu a proteção universal a todos os cidadãos do mundo. No próximo domingo, quando será comemorado o Dia Internacional dos Direitos Humanos, o sírio Anas Abdulrjab poderá celebrar duplamente, por ter encontrado no Brasil o acolhimento necessário para se refugiar e fixar residência e também pela conquista da revalidação do seu diploma de engenheiro pela UFF.

Libras: curso capacita servidores para a inclusão de alunos surdos na UFF

A Libras é língua oficial no Brasil

Com o objetivo de cumprir com o estabelecido no Decreto 5.626/2005, que regulamenta a lei que reconhece e oficializa a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como língua oficial da comunidade surda brasileira, a UFF criou o Curso de Extensão em Libras. Com início no primeiro semestre deste ano, o curso está em sua segunda turma.

Alunos da UFF produzem tecnologias para pessoas com deficiência

Imagem ilustrativa

O curso de graduação em Desenho Industrial da UFF está trazendo para a sala de aula a prática do design inclusivo e de cunho social, por meio da disciplina Projeto 4, com ênfase em Tecnologias Assistivas e de Reabilitação. Quem ministra a disciplina é o professor Giuseppe Amado, que incentiva a elaboração de produtos voltados para pacientes com deficiências ou em processo de reabilitação – como bengalas, objetos adaptados e jogos que melhoram a interação, entre outros.

UFF discute ações afirmativas na pós-graduação

Imagem ilustrativa

Em maio de 2016, o então Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, assinou a portaria normativa que estabeleceu o prazo de 90 dias para que as instituições públicas de ensino superior apresentassem propostas de inclusão de negros, pardos, indígenas e pessoas com deficiência em seus programas de pós-graduação.

Páginas