Eu sou: Técnico | Docente | Estudante

Acolhimento a refugiados é destaque em projeto da UFF

Refugiados fazem homenagem ao Brasil - Crédito: nossacausa.com

O último relatório “Tendências Globais” do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) apresentado pela ONU registra que 65,6 milhões de pessoas saíram de seus territórios de origem por perseguições e guerras, sendo mais de 300 mil só no último ano. O documento enfatiza também que uma em cada 113 pessoas em todo o mundo foi forçada a se deslocar - número superior à população do Reino Unido. O Acnur aponta ainda que metade dos refugiados são crianças e que 75 mil delas solicitam refúgio.

Programa de Pós-Graduação em Geociências: 45 anos com foco nas questões ambientais

Programa de Pós-Graduação em Geoquímica: 45 anos - Foto: Divulgação

Fundado em 1972, o Programa de Pós-graduação em Geoquímica, ligado ao Programa de Geociências, completa 45 anos neste ano. Até aproximadamente o final da década de 70, o enfoque de suas pesquisas era na geoquímica clássica. A partir daí, deu-se início a um movimento voltado para o meio ambiente, com a formação de grupos multidisciplinares, aulas em tempo integral e professores estrangeiros incorporados ao seu quadro docente, cuja pesquisa de alinhava à questão ambiental.

Admissão de professores estrangeiros destaca UFF no contexto internacional

imagem ilustrativa

Em tempos de globalização, as universidades brasileiras estão cada vez mais voltadas para o que acontece ao redor do planeta. E com a UFF não poderia ser diferente. A ida de profissionais da própria instituição para institutos de pesquisa e universidades de fora, bem como a entrada de professores estrangeiros tem sido uma alternativa para promover a troca de experiências e a aquisição de novos conhecimentos.

UFF oferece disciplinas de graduação e pós-graduação em inglês

Coordenadoras e professor por trás do projeto Foto: Mariana Yagi

O idioma é um dos maiores impedimentos para que as universidades brasileiras atraiam mais alunos estrangeiros. O país se torna pouco atrativo para esses estudantes, uma vez que a língua portuguesa é pouco falada ao redor do mundo. Além disso, muitos universitários brasileiros buscam se preparar para um possível mercado internacional, o que também desperta o interesse por disciplinas ministradas em outras línguas, principalmente o inglês.

UFF inaugura curso de língua russa no Prolem e no Pule

prolem

A Universidade Federal Fluminense incorporou um novo curso ao seu Programa de Línguas Estrangeiras Modernas (Prolem): a língua russa. O curso iniciará as suas atividades no dia 8 de março. As aulas serão oferecidas às terças e quintas-feiras, às 10h, com duração de uma hora e meia. O curso será ministrado pelo professor Edelcio Américo, doutor em Literatura e Cultura Russa pela USP.

UFF implanta núcleo de comunicação e cultura em país africano

Reunião de pessoas em evento de encerramento do projeto São Tomé e Príncipe Plural

A UFF deu mais um passo em direção à internacionalização da universidade. Em maio, a instituição finalizou o projeto “São Tomé e Príncipe Plural: Ações Programáticas em Comunicação e Cultura” fruto da parceria entre o governo brasileiro e o de São Tomé e Príncipe. A iniciativa surgiu através do intercâmbio firmado com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores.

Reitor da UFF participa de reunião do Internacional Ocean Discovery Program

logomarca NSF

O reitor da UFF, Sidney Mello participou, entre 11 e 13 de maio, de reunião do International Ocean Discovery Program (IODP), realizada em Washington, na sede da National Science Foundation (NSF) - principal agência de fomento à pesquisa dos Estados Unidos. A reunião teve como objetivo central o planejamento de expedições de perfuração oceânica em todo mundo, com especial atenção para o Atlântico Sul.