O que rolou no “II Simpósio Setembro Amarelo: Construindo Caminhos”

Print Friendly, PDF & Email

      Dando continuidade à crescente e importante demanda da universidade para tratar sobre questões relacionadas à saúde mental, a UFF promoveu, em uma parceria entre PROGEPE e PROAES, o “II Simpósio Setembro Amarelo: Construindo Caminhos”. O evento ocorreu durante os dias 09 e 10 de setembro de 2019 e contou com a presença de 151 participantes, incluindo servidores técnico-administrativos, estudantes, alunos de pós-graduação e docentes da UFF e de outras universidades, além de professores da rede municipal de Niterói, São Gonçalo, Caxias e Nova Iguaçu.

      A temática foi trabalhada sob duas perspectivas principais. O primeiro eixo tratou de saúde mental relacionada ao trabalho, no qual profissionais da Divisão de Promoção e Vigilância em Saúde (DPVS/CASQ/PROGEPE) e do Serviço de Psicologia Aplicada (SPA) da Faculdade de Psicologia da UFF debateram sobre a influência do trabalho na saúde, tangenciando questões como estresse, depressão, burnout, ansiedade e outros transtornos, bem como suas repercussões na vida dos indivíduos. Já a segunda abordagem versou sobre o que pode ser feito para reduzir os índices de suicídio e os fatores de risco envolvidos, sendo debatidas por profissionais da UFF e de outras instituições as formas de apoio que podem ser utilizadas na melhoria da saúde mental. A abordagem abrangeu também reflexões sobre como espiritualidade, atividades físicas e práticas integrativas podem se constituir como meios para aumentar a qualidade de vida.

      Além disso, 22 pesquisadores tiveram a oportunidade de expor seus trabalhos científicos durante o simpósio, sendo avaliados e premiados por uma comissão técnica que elegeu o estudo “Combustível: uma reflexão prático-teórica sobre o burnout universitário em formato audiovisual”, de Arthur Conrado Araújo da Cruz, como vencedor. Destaca-se também a realização de práticas alternativas como importante ponto do evento, viabilizadas através da atuação da Liga Estudantil de Psiquiatria e de profissionais de várias áreas. A varanda do auditório foi transformada num grande espaço para promoção de oficinas e de tratamentos sugeridos para a prevenção das doenças mentais como auriculoterapia, dança circular, shiatsu, reiki, yoga, artes marciais e terapia integrativa comunitária.

      Um dos maiores incentivos para a realização do evento foi a possibilidade de falar sobre o suicídio a fim de compreender as causas para cometê-lo. As estatísticas demonstram um índice crescente e alarmante desses casos, principalmente entre jovens. Apesar de ser uma realidade que acomete toda a sociedade, uma das propostas do simpósio foi debater a situação dentro da Universidade. Isso foi realizado através da escolha de profissionais com conhecimentos aprofundados sobre o assunto, cujas contribuições proporcionaram, de forma interativa, que os ouvintes pudessem entender melhor os mecanismos e vulnerabilidades que levam ao agravo de sintomas de depressão e motivação ao suicídio, evidenciando meios para acolher e ajudar pessoas em sofrimento.

      Por fim, a participação efetiva de alunos, professores e técnico-administrativos no evento demonstrou que a proposta de construção desses caminhos não só é válida, como precisa ser fortalecida cada vez mais. Pensando nisso, foi criado um Grupo de Trabalho (GT) com o objetivo de desenvolver uma rede de apoio à pessoa em sofrimento, integrado por vários segmentos de dentro da Universidade e fora dela. A ideia é compilar as iniciativas de promoção de saúde mental, bem como de melhoria da qualidade de vida (atividades físicas, artísticas ou culturais, por exemplo), e concretizar assim as demandas levantadas pelos participantes. Caso você conheça alguma atividade oferecida pela universidade que se enquadre nessa categoria, compartilhe com a gente! Envie uma breve descrição do programa e dados de contato para: rachelrezende@id.uff.br.

      A realização do “II Simpósio Setembro Amarelo: Construindo Caminhos” contou com o apoio e colaboração do Centro de Artes da UFF, EDUFF, Editora da FIOCRUZ, Prefeitura de Niterói, PROAES e Centro de Valorização da Vida.

 


Fotos:
1.
Dra. Fátima Azevedo Loureiro - Coordenadora da CASQ/PROGEPE
Prof. Fábio Barboza Passos - Vice-reitor da UFF
2. Palestrantes:
Alan Teixeira - Psicólogo clínico do Serviço de Psicologia Aplicada da UFF- SPA
César Vinicius Alves Afonso - Psicólogo da Perícia Médica da UFF- DPS/CASQ/PROGEPE/UFF
Fernanda Pimentel Pessanha - Psicóloga da Seção Psicossocial - DAS/CASQ/PROGEPE
3. Equipe de profissionais da DPVS :
Mariângela Costa, Letícia Gonçalves, Thaise Portella, Ana Paula Bispo, Mª de Fátima Alcântara, Rachel Rezende, Fátima Loureiro e Déborah Ramos.
Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Telefone: 
21 2629-5276
Conteúdos relacionados
Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.