Aberta a temporada de premiações na UFF: alunos e professores recebem homenagens

Print Friendly, PDF & Email
Crédito da fotografia: 
Pixabay

No dia 02 de dezembro, a Universidade Federal Fluminense será palco de uma grande cerimônia para homenagear seus professores, estudantes e também egressos dos cursos de graduação com destaque em suas áreas. Realizado anualmente pela Pró-Reitoria de Graduação da universidade (Prograd), o evento “Premiações Acadêmicas” tem como intuito valorizar e divulgar o ensino e a aprendizagem promovidos pela UFF, contemplando três categorias de homenagens: o Prêmio de Excelência em Docência, voltado aos professores com elevado engajamento com o ensino da graduação, a Láurea Acadêmica, destinada a discentes com excepcional desempenho nos cursos, e a Prata da Casa, que homenageia egressos ilustres.

De acordo com a pró-reitora de graduação, Alexandra Anastácio, nessa edição a premiação traz uma novidade, estendendo também as homenagens a algumas instituições parceiras da UFF, que têm recebido os estudantes para a realização de estágios profissionais e contribuído para a formação dos alunos. Para Alexandra, um dos objetivos é “poder estreitar laços com as instituições que mais recebem os nossos estudantes, trazendo eles para conhecer a universidade e ressaltando o impacto positivo que geram para os alunos, permitindo uma formação profissional ampliada”, destaca.

Além disso, segundo a pró-reitora, “a cerimônia tem como intuito valorizar o fazer docente, assim como toda a trajetória do estudante dentro da universidade. Esse é um momento, enfim, em que a gente pode refletir sobre o nosso quadro docente, como está a formação dos nossos estudantes, e homenageá-los, para que sejam símbolos de sucesso de todos os outros da nossa universidade”, comemora.

Prêmio de Excelência à Docência

As indicações das Unidades Acadêmicas ao Prêmio foram apreciadas por uma comissão, que analisou a documentação dos indicados com base em critérios dispostos em edital, considerando o histórico de atuação e a dedicação dos docentes ao ensino de graduação. Em sua oitava edição, o Prêmio de Excelência em Docência irá premiar esse ano:

1º lugar – Marcio Cataldi, da Escola de Engenharia: lotado no Departamento de Engenharia Agrícola e Meio Ambiente. Possui graduação em Meteorologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (1999), Mestrado em Engenharia Mecânica (2002) e Doutorado em Engenharia Civil também pela UFRJ (2008). Atualmente, é coordenador do curso de Engenharia de Recursos Hídricos e do Meio Ambiente da UFF.

2º lugar – Humberto José Bortolossi, do Instituto de Matemática e Estatística: lotado no Departamento de Matemática Aplicada. Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Maringá, Mestrado em Matemática pelo IMPA e Doutorado em Matemática pela PUC-Rio. Atualmente, é coordenador do núcleo presencial em Matemática no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID/UFF. Tem se dedicado ao ensino de Matemática e Estatística com o uso de recursos computacionais e à concepção de livros didáticos para o Ensino Médio.

3º lugar – Rosane Santos Mauro Monnerat, do Instituto de Letras: lotada no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas. Possui graduação em Letras pela Universidade Federal Fluminense – UFF (1974), Mestrado em Letras também pela UFF (1983), Doutorado em Letras (Letras Vernáculas / Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998), tendo concluído Pós-Doutorado na Universidade Federal de Minas Gerais (agosto de 2007).

Também receberam destaque os docentes Daniel Cardoso Moraes de Oliveira (Instituto de Computação) e Jorge Simões de Sá Martins (Instituto de Física), pelo relevante comprometimento com o ensino e o desenvolvimento de estudantes de cursos de graduação.

Para Márcio Cataldi, primeiro colocado no prêmio de excelência em docência, “a homenagem reflete toda a minha carreira desde que entrei na UFF, e minha tentativa de atuar da forma mais indissociável possível nos três eixos que constituem os pilares da universidade: ensino, pesquisa e extensão. O prêmio reflete o quanto isso é relevante para a formação dos alunos e o quanto melhora o ensino e possibilita que a universidade pública ofereça um serviço de qualidade, com a sua hegemonia e independência”, enfatiza.

Láurea Acadêmica

A Prograd irá homenagear 116 estudantes que se destacaram durante o ano letivo. Entre os alunos laureados, destaca-se a recém-formada em Serviço Social Brenda Luanda Silva Costa. “A graduação na UFF me proporcionou experiências excepcionais, inclusive a participação em grupos de pesquisa e estudo. Hoje posso dizer que sou muito realizada com esse curso e com a universidade. Já estou trabalhando como assistente social na Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos da Prefeitura de Niterói e receber esse prêmio está sendo como encerrar esse capítulo com chave de ouro e que outros se iniciem, porque a minha pretensão é de continuar em contato com a universidade na forma de um mestrado, de um projeto de extensão. Só posso dizer que estou muito feliz por ter sido nomeada para receber esse prêmio”, celebra.

Outro homenageado é o estudante de medicina Weydler Campos Hottz Corbiceiro: "Essa premiação é resultado de um trabalho compartilhado. Algumas peças são essenciais para o êxito acadêmico. Os pais, familiares e amigos que vivem juntos os sonhos, as conquistas e as dificuldades da graduação. Os funcionários dos mais variados departamentos que se dedicam e tornam a formação possível. Os professores que são exemplos de resistência, em meio a tantas dificuldades na educação. A UFF, que mostra sua excelência nos três pilares: ensino, extensão e pesquisa. Um prêmio como esse traz ainda a reflexão sobre nosso papel como estudante diante do cenário atual de intensa desvalorização do ensino público. Que nunca esqueçamos que somos frutos de uma educação pública de qualidade e que devemos lutar pela manutenção, expansão e diversidade de sua contribuição para a sociedade”.

Prata da Casa

Neste ano, o Prêmio Prata da Casa, que homenageia os ex-alunos que se destacaram em suas áreas de atuação, irá premiar os egressos:

Allan Deberton, que possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Ceará (2005) e graduação em Comunicação Social - Cinema pela Universidade Federal Fluminense (2010). Allan possui experiência na área de Artes, com ênfase em Cinema e trabalhou com preservação de filmes no Centro Técnico Audiovisual CTAV, Ministério da Cultura (2009-2010). Além disso, dirigiu os premiados “Doce de Coco” (2010), “O Melhor Amigo” (2013), “Os Olhos de Arthur” (2016), que juntos participaram de mais de 100 festivais nacionais e internacionais e conquistaram 49 prêmios.

Em 2015, produziu o documentário “Do Outro Lado do Atlântico”, de Márcio Câmara e Daniele Ellery, com estreia no Festival de Havana. Em 2017, coproduziu para a EBC a série de TV “Lana & Carol”, de Samuel Brasileiro e Natalia Maia, e também o longa “Se Arrependimento Matasse”, de Lília Moema. Coproduziu com a Globo Filmes o telefilme "Baião de Dois". Sua mais recente obra foi o filme "Pacarrete", que foi o grande vencedor do 47º Festival de Cinema de Gramado, com um total de oito prêmios, incluindo os principais da competição como "Melhor Filme", “Melhor Direção” (Allan Deberton) e "Melhor Atriz" (Marcélia Cartaxo).

E também Pedro Gemal Lanzieri, Bruno Afonso Lagoeiro Jorge e Eduardo Cardoso de Moura. Os três são médicos formados pela UFF, empreendedores e fundadores da PEBMED. São os criadores do Whitebook, o principal aplicativo de conteúdo para a tomada de decisão do médico do Brasil, que já chegou a mais de oito mil conteúdos de 25 especialidades, impactando um total de 360 mil usuários em todo o país.

Bruno Afonso conta que desenvolveu, juntamente com seus dois colegas de turma, Pedro e Eduardo, uma empresa que ajuda médicos no apoio à tomada de decisão: “nos formamos na Faculdade de Medicina e criamos uma empresa de tecnologia que cria produtos que auxiliam médicos no dia a dia profissional, para diagnósticos e tratamentos. Temos um produto, que se chama Whitebook, que é hoje a ferramenta médica mais usada no Brasil para decisões clínicas e ajudamos milhares de médicos, impactando a vida de milhões de pacientes. Estamos muito felizes e entendemos que toda a nossa trajetória na UFF como alunos e a influência dos professores ajudou muito a gente a desenvolver esse lado empreendedor  também”.

Serviço

A cerimônia será realizada no dia 02 de dezembro de 2019, às 18 horas, no Auditório do Instituto de História, Bloco P, térreo, Campus do Gragoatá, Niterói.

Confira abaixo a lista dos 116 alunos laureados.
 

Localidade: 

Compartilhe