Logotipo da UFF

UFF libera acesso a portal com cerca de 20 mil e-books didáticos

Crédito da fotografia: 
unsplash.com

A Universidade Federal Fluminense (UFF) realizou a contratação das plataformas Pearson e Minha Biblioteca que disponibilizam o acesso à e-books para a comunidade universitária. Ambas as plataformas apresentam, de forma complementar, a maioria das referências de bibliografias básica e complementar sugeridas pelos docentes, além de  um catálogo de cerca de 20.000 títulos.

A medida tem o objetivo de oferecer uma solução eletrônica de curto prazo que atenda às necessidades de consulta bibliográfica da comunidade acadêmica da UFF, ampliando a qualidade do ensino e pesquisa da universidade, além de minimizar os impactos causados pelo fechamento das bibliotecas durante o período de pandemia causada pela COVID-19.

Na primeira etapa, foram contratadas 5 mil licenças da plataforma Minha Biblioteca para acesso de 3.519 estudantes cotistas de renda, 579 docentes que sinalizaram interesse nesta plataforma, coordenadores de curso de graduação presencial e 31 acessos para as bibliotecas que atendem os cursos contemplados. Além disto, 3.374 estudantes oriundos de cotas étnico-raciais e de deficiência também foram contemplados com a adição de mais 2.400 acessos, totalizando assim o acesso de 6.893 estudantes oriundos de todas as ações afirmativas. 

A plataforma Pearson também possui acervo que atende a maior parte das referências indicadas e já está disponível para todos os docentes e estudantes dos cursos de graduação presencial, além de todos os bibliotecários.

Todos os contemplados receberam um e-mail da UFF informando link e dados/forma de acesso para "Bilioteca Virtual". 

Segundo o reitor da UFF, Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, a consulta à literatura acadêmica nacional e internacional aos estudantes é fundamental para um ensino de qualidade. “A pandemia obrigou o fechamento das bibliotecas e muitos estudantes perderam acesso ao acervo bibliográfico. Por isso, elaboramos essa ação ouvindo recomendações dos docentes para disponibilizar o material de referência em formato digital. Foi mais um passo bem sucedido nessa transição ao Ensino Remoto Emergencial com qualidade, inclusão e acessibilidade”, afirma o reitor. 

A Superintendência de Documentação consultou os docentes dos cursos de graduação presencial, que indicaram os títulos mais relevantes para suas disciplinas. As plataformas Pearson e Minha Biblioteca possuem conteúdos que atendem a maior parte dos títulos sugeridos. Ambas as plataformas oferecem acesso simultâneo aos usuários cadastrados, acesso de qualquer dispositivo móvel com internet e leitura em voz alta como característica de acessibilidade

Grande área: