Logotipo da UFF

UFF contempla 100% dos pedidos de auxílio inclusão digital e abrirá novos editais

A Universidade Federal Fluminense (UFF) finalizou o balanço das duas rodadas de editais do Programa Integrado de Inclusão Digital e Apoio às Atividades Acadêmicas. Nestas etapas, todos os estudantes que participaram foram contemplados com alguma modalidade de assistência, totalizando 4.534 solicitações. As medidas são de distribuição de Auxílio Emergencial Covid-19, Auxílio Digital de Acesso à Internet e Empréstimo de Chromebook. Além disso, a UFF anunciará na próxima semana a expansão dos editais para novas solicitações da comunidade acadêmica. 

Os programas investem cerca de R$ 680 mil reais mensais do recurso de assistência estudantil, além dos contratos de aluguel de equipamentos que foram emprestados aos estudantes. Foram 1.976 contemplados pelo Auxílio Emergencial, 1.963 pelo Auxílio Digital e 595 beneficiados pelo edital de chromebooks. 

O reitor da UFF, Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, considerou o  Programa Integrado de Inclusão Digital e Apoio às Atividades Acadêmicas um sucesso com ampla participação da comunidade acadêmica. “Isso é resultado de um processo intenso de preparação, planejamento e execução em meio a tantos limitantes, que envolveu diversas frentes, desde os levantamentos de dados para aferir as demandas de acordo com o perfil socioeconômico dos estudantes, até a articulação entre as pró-reitorias, grupos de trabalho e unidades acadêmicas envolvidas. Estamos muito contentes com o atendimento pleno de 100% das demandas”, explicou. 

Além disso, Antonio Claudio anunciou a extensão dos editais para novas solicitações. “Depois de finalizadas essas duas primeiras rodadas com sucesso, decidimos lançar novas chamadas para oferecer mais uma oportunidade para que outros estudantes façam suas demandas e que assim, não deixemos ninguém de fora. As chamadas que estão em processo final de elaboração pela Pró-Reitoria de Assistência Estudantil e devem abrir período de inscrições muito em breve”.

O reitor destacou, ainda, a aprovação do Grupo de Trabalho de Assistência Estudantil, a partir de votação por unanimidade no Conselho Universitário (CUV) de uma proposição-substitutivo de autoria da bancada estudantil. O GT funcionará como uma instância consultiva de construção coletiva das políticas institucionais de assistência com representação indicada pelo DCE, fortalecendo o papel institucional dessas ações. 

Público-alvo: 

Compartilhe