Alunos da UFF Volta Redonda ensinam a população como administrar orçamento

Print Friendly, PDF & Email

Professor Júlio Meirelles ministrando uma palestra.

Alunos da UFF de Volta Redonda se uniram para criar o projeto Educação Financeira para a Sociedade. Com a coordenação do professor Júlio Meirelles, tem o objetivo de ensinar à população local sobre como organizar suas contas e ter tranquilidade orçamentária no final do mês.

A atividade nasceu em 2010 durante as aulas de Contabilidade Gerencial, do curso de graduação em Ciências Contábeis. Tudo começou com um grupo de estudos e um núcleo de pesquisas sobre orçamento familiar. O projeto tem como público-alvo os moradores de Volta Redonda, que participam dos encontros realizados em escolas, igrejas, associações de bairros e empresas da região interessadas em atualizar seus funcionários.

As palestras são proferidas por Júlio Meirelles e também pelos alunos participantes. O intuito é mostrar a importância de fazerem o dinheiro trabalhar para elas e não o contrário. “Este conceito mostra uma relação essencial que permite as manifestações sociais de compra e venda e que pode facilitar em muito a vida dos indivíduos. O ideal é aprender a viver com o dinheiro, estabelecendo limites. Além disso, poupar e utilizar os instrumentos bancários que permitem um futuro melhor para os cidadãos”, explica o professor.

A motivação inicial para o desenvolvimento do projeto partiu de uma discussão em sala de aula, quando um dos graduandos abordou a questão do planejamento financeiro nas famílias. A partir de então, foram realizadas pesquisas com a comunidade local. Em uma delas, mais de 80% dos entrevistados não entendiam o conceito de orçamento familiar. Segundo Meirelles, a disseminação deste conhecimento é fundamental. “Se um cidadão colocar uma pequena quantia no banco mensalmente, em 20 anos ele terá um bom retorno financeiro”, exemplifica.

Atualmente, a equipe conta com 30 membros do corpo discente, que trabalham de maneira voluntária. Eles são responsáveis por organizar os eventos, pelo apoio técnico e pesquisa, além de ministrarem palestras. Os alunos se envolvem totalmente. “Nos dividimos em grupos e, de acordo com o cronograma, desenvolvemos as atividades sob a orientação de Júlio Meirelles. Temos autonomia para realizar a programação e o professor nos dá um direcionamento”, destaca Alessandra Simão, já graduada em Ciências Contábeis pela PUVR e coordenadora das equipes de trabalho do Educação Financeira para a Sociedade.

Levar o projeto para os outros campi da UFF é um dos planos que os membros do grupo almejam para 2017. Os alunos pretendem, também, criar um canal no YouTube, com vídeos educativos. A intenção da equipe é alcançar novos públicos, como estudantes dos ensinos fundamental e médio, idosos e produtores rurais da região. Para isso, pesquisam um novo formato de material a ser utilizado nas apresentações.

A última palestra ocorreu nos dias 21 e 22 de junho, na Fundação Beatriz Gama, em Volta Redonda, abrigo que acolhe crianças e adolescentes em situação de risco e também promove diversos cursos profissionalizantes (http://www.portalvr.com/fbg/index.php/10-interno/37#).

Ciências Contábeis recebe nota máxima

O curso de Ciências Contábeis do Instituto de Ciências Humanas e Sociais de Volta Redonda, onde o projeto se insere, recebeu nota máxima (cinco) pela recente avaliação do MEC.

De acordo com Meirelles, esta classificação é reflexo do empenho do corpo docente. “Os professores trabalham com os alunos de forma diferenciada, sempre tentando proporcionar subsídios para projetos e pesquisas. Além disso, a maioria deles veio da área técnica, empresarial e contábil, o que permite um ensino de qualidade permeado pela prática profissional”.

Os alunos também se destacam no cenário acadêmico, reafirmando a qualidade do curso. Um exemplo disso é a graduanda do sétimo período, Natália Rangel de Souza Boechat. Ela recebeu um certificado de mérito pelo Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Rio de Janeiro, CRCRJ, por ter alcançado um dos sete maiores coeficientes de rendimento entre as instituições de Ensino Superior do Estado do Rio de Janeiro, no ano de 2014.

O professor Júlio Meirelles também é responsável pelo Núcleo de Pesquisa em Ciências Contábeis e pelo grupo de pesquisa de Análise de Risco em Controladoria, que apresentam uma proposta pedagógica inovadora e desafiadora. Os dois projetos integram o currículo do curso, possibilitando a formação e capacitação dos estudantes na área de recursos humanos, com o objetivo de atender a demanda educacional e mercadológica.
Para acompanhar as atividades do projeto Educação Financeira para a Sociedade, acesse a página no Facebook.

Localidade: 

Compartilhe