1ª Feira Literária da UFF reúne 40 editoras nacionais e 5 mil títulos

Print Friendly, PDF & Email
Crédito da fotografia: 
João Fanara

Na manhã dessa terça-feira, aconteceu a abertura oficial da 1ª Feira Literária da Universidade Federal Fluminense. A Fluff é promovida pela Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff) e pela Consequência Editora e conta com a participação de 40 editoras nacionais, que trouxeram mais de 5 mil títulos com até 50% de desconto. O objetivo da iniciativa é promover o mercado de livros no Estado do Rio de Janeiro, bem como contribuir para a promoção da divulgação científica e da literatura. Os estandes estão abertos no Campus do Gragoatá nos três períodos, de 09h a 20h até o dia 07 de novembro.

A Feira Literária da UFF é um evento gratuito e aberto a toda a população do estado do Rio de Janeiro. Os descontos são oferecidos para livros de diversas temáticas, como best-sellers, obras premiada, literatura nacional, internacional e especializada. A UFF convida a todos os interessados no mercado editorial a conhecer os títulos e aproveitar as promoções, fomentando a democratização do conhecimento e da leitura.

De acordo com o reitor da UFF, Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, a Fluff é uma cooperação institucional relevante entre 40 editoras, que se comprometeram a interagir com o público durante o período dos três turnos. “Esse foi um objetivo da feira. Não é apenas uma atividade comercial, que movimenta a economia, mas também tem seu propósito acadêmico e de popularização do conhecimento. Já estamos tendo um relato de lucro de vendas superior à bienal, o que é um dado importante”, informa Antonio Claudio.

Além disso, o diretor da Eduff, Renato Franco, enfatizou que a feira não é somente um evento acadêmico destinado aos universitários, mas também tem a finalidade de promover o diálogo com diferentes pessoas e públicos. “Portanto, toda a comunidade de Niterói, São Gonçalo,Rio de Janeiro e arredores é bem-vinda e terá acesso aos descontos. Venham, sintam-se em casa e aproveitem a Fluff”, convida.

A Fluff é a primeira festa literária promovida pela UFF e já conta com a participação de editoras do país inteiro. “A ideia é que a gente faça anualmente uma feira dessa natureza, porque não temos eventos assim no Estado do Rio de Janeiro, especialmente com esse percentual de desconto. Então, estamos muito satisfeitos de poder abrigar as editores e de apresentar à comunidade de Niterói e do Rio de Janeiro uma grande quantidade de editoras e de livros das mais diferentes áreas. Queremos disponibilizar os exemplares para o maior número de pessoas possível”, ratifica Renato Franco.

 

Sucesso garantido

Um diferencial da feira é trazer editoras de relevância para expor suas obras dentro do campus, em interação direta com os estudantes nos três turnos durante toda a semana. A Fluff já atraiu apaixonados pelos livros e os organizadores receberam pedidos de uma segunda edição. “Eu leio bastante desde muito nova. Então, estou gostando muito. Há livros de História, Filosofia, Sociologia, temas muito importantes hoje em dia e que agregam muito em nossa vida acadêmica, em qualquer uma das áreas que estudamos. Então, eu, particularmente, acho que é sempre muito válido e gostaria que tivesse sempre”, disse Valesca Teixeira de Melo, aluna de Turismo da UFF.

Para Wendel Siqueira, estudante de Francês na UFF, a ampla seleção de obras é importante e contribui com o cotidiano de estudos das disciplinas da UFF. “Eu estou gostando muito da feira. Vim ontem e hoje para dar uma olhada e estou achando os livros muito bons e com preço legal. Isso agrega bastante na nossa vida acadêmica, encontrei um livro que o professor está trabalhando na sala de aula”, contou.

Obras em destaque

Entre os best-sellers selecionados pela Eduff, estão obras importantes da casa, como o vencedor do Prêmio Jabuti 2015, "Estranhas catedrais: as empreiteiras brasileiras e a ditadura civil-militar, 1964-1988", de Pedro Henrique Campos; e os indicados ao Jabuti: "A morte midiatizada: como as redes sociais atualizam a experiência do fim da vida", de Renata Rezende,"Palavras e Brados - José do Patrocínio e a Imprensa Abolicionista do Rio de Janeiro", de Humberto Machado e "... como se fosse um deles: almirante Aragão - Memórias, silêncios e ressentimentos em tempos de ditadura e democracia" , de Anderson Almeida.

Também estarão no estande da Eduff lançamentos mais recentes, como "História do pensamento econômico"; "Niterói, terra de índio"; "Vida de escola"; "Sertão, selva e letra"; "Realidade lacrimosa"; e "Cinema, infância e religiosidade na Espanha franquista". A Fluff também possui ofertas-relâmpago, como uma seleção especial com livros a partir de R$ 5 e combos de cinco títulos a R$ 15.

Serviço

A primeira edição da Fluff reúne 40 editoras e mais de 5 mil títulos de diversas áreas do conhecimento. A feira conta com a participação da Companhia das Letras, Zahar, Editora Vozes, Editora 34, Alameda, Aleph, Andrea Jakobsson Estúdio, Autêntica, Bazar do Tempo, Boitempo, Dublinense, Elefante, Editora FGV, Folio Digital, Lamparina, Lote 42, L&PM, Paco Editorial, Editora Perspectiva, Record, Revan, Todavia, Ubu, Editora Unesp e Editora Unicamp e Contraponto.

A feira acontece no Campus Gragoatá, localizado na Rua Alexandre Moura, 8, São Domingos, Niterói, de 4 a 7 de novembro. Os estandes das editoras estarão abertos das 9h às 20h. Entrada franca.

Compartilhe