Eu sou: Técnico | Docente | Estudante | Bandeira da inglaterra

Prêmio de Excelência Científica da UFF destaca pesquisas de sua comunidade

Pesquisas da UFF recebem destaque

Como forma de estimular a busca pela excelência na pós-graduação, reconhecer o mérito científico dos membros da comunidade acadêmica e os melhores projetos de inovação, a Universidade Federal Fluminense, por meio de sua Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Proppi), realizará sua tradicional cerimônia para entrega dos Prêmios de Excelência 2018, no dia 06 de novembro de 2018, às 10h, no auditório do Núcleo de Estudos em Biomassa e Gerenciamento de Águas - NAB/UFF. Divididas nas categorias de Teses, Dissertações e Monografias, Excelência Científica e Inovação, as premiações, concedidas anualmente, se estendem aos três colégios do conhecimento: Ciências da Vida, Ciências Exatas e Tecnológicas, e Ciências Sociais e Humanas.

O doutorando Érick Oliveira Rodrigues, por exemplo, foi um dos contemplados, levando o prêmio de melhor tese na categoria de Exatas e Tecnológicas por um trabalho que culminou na criação de uma subárea dentro da Computação. Com outros prêmios no currículo, como o de melhor dissertação, também na mesma categoria, e uma menção honrosa da Capes, conferindo ao seu trabalho um destaque nacional, Érick conta como seu interesse pela área teve início: “Comecei a programar lá pelos 12 anos de idade por um motivo bem incomum. Na época, Tibia era um jogo bastante famoso e, como todo garoto, era bastante viciado em jogos. Pela vontade de estar envolvido no jogo de alguma forma, mesmo quando não podia usar a Internet, comecei a programar utilitários para o jogo, inicialmente em Visual Basic. Foi o começo de tudo. Fiz muitos sites, e tive o segundo maior site de Tibia do Brasil. Hoje sou professor adjunto de uma universidade federal”.

Outro trabalho premiado, na categoria Ciências da Vida, foi o de Camille Nigri Cursino. Com orientação da professora Sabrina Calil Elias, a monografia de conclusão do programa de residência em farmácia realizou o acompanhamento farmacoterapêutico dos pacientes submetidos a medicações incorporadas pelo Ministério da Saúde para o tratamento da hepatite C crônica em 2015. Segundo ela, com essa pós-graduação foi realizada uma pesquisa científica que gerou um retorno aplicado à sociedade, com a implantação do serviço de cuidado farmacêutico. Camille destacou a importância do prêmio no reconhecimento do trabalho realizado pelo farmacêutico, cujas ações no “âmbito da atenção à saúde são importantes ferramentas para o alcance do uso racional dos medicamentos, garantindo a qualidade do tratamento e permitindo gerar material para a atualização dos protocolos”.

Na categoria de Excelência Científica, também na área de Ciências da Vida, quem recebeu a premiação foi a professora Etel Rodrigues Pereira Gimba, que destacou estar imensamente grata à instituição por todo o apoio às iniciativas acadêmicas e na atividade de pesquisa. Docente da universidade há dez anos, ela foi responsável por montar ao longo desse período o primeiro Laboratório de Biologia Molecular de Doenças Neoplásicas do Norte do Estado do Rio de Janeiro. Segundo a professora, através de estreita colaboração técnico-científica com o Programa de Oncobiologia Celular e Molecular do Instituto Nacional de Câncer (INCa), os últimos anos foram marcados por uma forte atuação “na descrição de biomarcadores neoplásicos e potenciais novos alvos para o tratamento de câncer, incluindo tumores sólidos e não sólidos. A descrição destas moléculas pode vir a contribuir no diagnóstico precoce de tumores, bem como no desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas que venham a sobrepujar atuais limitações do tratamento, tais como a resistência à quimioterapia e à radioterapia”.

Já na área de Ciências Sociais e Humanas, foi premiada a monografia de Marta Maria de Andrade Gomes, desenvolvida na Especialização em Políticas Públicas de Justiça Criminal e Segurança Pública, e com orientação da professora Ana Paula Mendes de Miranda. A pesquisa, de acordo com Ana Paula, “analisa as dificuldades que as mulheres negras enfrentam para atuar num espaço convencionado como predominantemente masculino, e também a forma como as mulheres se posicionam frente às situações de discriminação racial e de gênero em seu cotidiano profissional na Diretoria de Assistência Social da Polícia Militar do Rio de Janeiro”.

Além de ser premiada como orientadora da monografia, Ana Paula Mendes de Miranda também recebeu uma homenagem na categoria Inovação. Seu projeto, realizado em conjunto com um grupo de pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento, totalizando quarenta e seis profissionais formados e em formação, e em parceria com a empresa privada Enel, foi elaborado para a “análise das áreas de risco e situações de risco no diagnóstico de perdas não técnicas de energia elétrica, conhecidas popularmente como os ‘gatos’ de luz, nos municípios de São Gonçalo e Duque de Caxias (RJ)”. Nesse trabalho, explicou a professora, “foi possível agregar, de forma articulada, o conhecimento desenvolvido pelo grupo de pesquisa na área de segurança pública em uma parceria com uma empresa privada, como parte de um diagnóstico de um problema estratégico para o desenvolvimento sustentável do país, que é o furto de energia elétrica, bem como sobre os problemas enfrentados pelos trabalhadores da empresa para a realização de suas tarefas em contextos de violência”.

Também na área de Ciências Sociais e Humanas, outro destaque foi o trabalho de Ricardo Ferreira Lopes, do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Com orientação da professora Leila Mendes de Vasconcellos, Ricardo desenvolveu uma pesquisa voltada para a busca de caminhos estratégicos no ensino da Arquitetura frente às tecnologias digitais. Para ele, o prêmio “será muito importante na carreira, em especial a docente, como um grande reconhecimento de que é possível nos dias atuais se dedicar ao ensino do desenho, de forma aberta, livre de preconceitos, com qualidade e inclusão social”.

Confira os vencedores:

Monografia
Ciências da Vida - Camille Nigri Cursino e MENÇÃO HONROSA João Marcos da Silva Barbosa
Ciências Exatas e Tecnológicas - Daiane Ferreira Dias
Ciências Sociais e Humanas - Marta Maria de Andrade Gomes

Dissertação
Ciências da Vida - Pâmela de Oliveira Ornellas
Ciências Exatas e Tecnológicas - Bruno Martins Pimentel
Ciências Sociais e Humanas - Wandilson Guimarães Junior

Tese
Ciências da Vida - Carlos Mourão
Ciências Exatas e Tecnológicas - Érick Oliveira Rodrigues
Ciências Sociais e Humanas - Ricardo Ferreira Lopes

Excelência Científica
Ciências da Vida - Etel Rodrigues Pereira Gimba
Ciências Exatas e Tecnológicas - Ricardo Jorgensen Cassella
Ciências Sociais e Humanas - Roberto Kant de Lima

Inovação
Desenvolvimento Social - Ana Paula Mendes de Miranda e Roberto Kant de Lima
Desenvolvimento Mercadológico - Felipe Silva Semaan, Ana Luisa da Silva, Grasielli Correa de Oliveira e Eduardo Ariel Ponzio

Compartilhe