Mobilização de moradores das favelas é tema de novo livro da Eduff

Print Friendly, PDF & Email

Diversos movimentos sociais, como a mobilização dos moradores da Vila Autódromo frente ao projeto olímpico instalado na cidade do Rio de Janeiro, vêm questionando o uso do espaço urbano. Aspectos desse tipo de mobilização, por parte dos chamados favelados, são retratados pelo historiador Marco Pestana em “A união dos trabalhadores favelados e a luta contra o controle negociado das favelas cariocas (1954-1964)”, (Eduff, 2016).

No livro, o pesquisador traz à tona as diferentes formas de mobilização e agitação políticas nas favelas da cidade do Rio de Janeiro, no período que vai do fim da Era Vargas, em 1945, até o início da ditadura militar, em 1964. Conhecido como “República Populista”, o autor conta como diferentes forças políticas dominaram as favelas a partir de um “controle negociado” das comunidades e de seus habitantes.

Com destaque para a profunda revisão bibliográfica e uma vasta pesquisa documental, Pestana se destaca na maneira pela qual relaciona os eventos do passado e do presente. Coloca, também, os favelados não apenas como vítimas, e sim como cidadãos ativos do processo. O autor ressalta ainda uma característica intrigante: as mobilizações, diferente do imaginado, visam à permanência dessas pessoas nos locais onde moram.

Sobre o autor
Marco Pestana é historiador e professor do Colégio de Aplicação do Instituto Nacional de Educação de Surdos. É doutorando em História Social pela Universidade Federal Fluminense e atua na área de história do Brasil contemporâneo, desenvolvendo pesquisas acerca de conflitos urbanos.

 

 

--> Como comprar

 

 

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Setor responsável: 
Telefone: 
21 2629 5290
Conteúdos relacionados
Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.