Enxergar a vida como uma obra de arte é proposta de livro da Eduff

Print Friendly, PDF & Email

O doutorando em Psicologia Gabriel Alvarenga lança o livro “Vida e arte: criação na borda, no balanço paradoxal” (Eduff, 2017). A partir da vivência como estudante, o autor propõe uma nova utilização da dimensão estética no cotidiano, considerando a criação como ponto revolucionário. O questionamento central, como exposto pelo professor Luciano Bedin na orelha do livro é “onde é possível o desafio de uma vida como obra de arte? Que arte é essa que acessamos?”.

Neste sentido, a psicologia é colocada em um posto privilegiado, assim como a filosofia e a própria literatura. Assim, o desejo, “não mais como falta ou metáfora, passa a ser o exercício da liberdade prática diante das forças, velocidades e anestesias que nos beiram”.

Suas ideias são apresentadas em um texto repleto de entradas e saídas, a partir de um pensamento nômade, sem fixação em um único lugar, que pode ser conectado a tudo que aumenta a capacidade de ação das pessoas. 

Saiba como comprar

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Setor responsável: 
Telefone: 
21 2629-5290
Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.