Oriximiná - PA

A UFF vem desenvolvendo suas atividades em vários municípios do Estado do Rio de Janeiro, a fim de atender à demanda da população do interior, e cumprindo a proposta da política pública de educação que estimula a interiorização, ampliando sua oferta de cursos, assim como outras atividades acadêmicas.

Além de suas instalações no Estado, mantém também instalações no Estado do Pará desde 1972 quando foi criado o Campus Avançado na Região Amazônica, a Unidade Avançada José Veríssimo – UAJV - em Óbidos, estendendo suas ações para os Municípios de Oriximiná, Juruti, Terra Santa e Faro.

Logo após a regulamentação da Unidade Avançada José Veríssimo, pelo Conselho Universitário desta Universidade, a UFF inicia seus trabalhos acadêmicos naquela região, enviando equipes de atuação.

Em 1975, o Campus foi definitivamente transferido para Oriximiná, também no Estado do Pará, onde se mantém até hoje desenvolvendo atividades extensionistas articuladas com o ensino e a pesquisa e estende, ocasionalmente, suas atividades aos municípios limítrofes de Oriximiná.

Desde 1973 a UFF assumiu a responsabilidade técnica e administrativa do Hospital Maternidade São Domingos Sávio - HMSDS, pertencente à Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Oriximiná (APMIO).

Cabe à Coordenação de Integração Acadêmica da PROEX (CIAC/EX) a responsabilidade pelo acompanhamento das ações desenvolvidas na UAJV e no HMSDS.

Prefeitura Municipal de Oriximiná - Pará: http://www.oriximina.pa.gov.br/index.php

Notícias e Informes recentes

Nota oficial da UFF à comunidade sobre corte de verbas do orçamento

As Instituições Federais de Ensino Superior receberam pela imprensa a informação de que haveria novo bloqueio de verbas do orçamento discricionário de 2019. Os contingenciamentos não foram uniformes e três universidades sofreram mais: Universidade Federal Fluminense, Universidade de Brasília e Universidade Federal da Bahia.

O idUFF está de cara nova!

A assinatura foi renovada, trazendo leveza e um design mais moderno. O novo logotipo ajuda a reforçar a imagem do idUFF, que armazena os dados dos usuários, formando sua  identidade acadêmica.

Como toda assinatura, o logotipo segue um padrão visual que o torna reconhecido. Por isso, a imagem que remete a uma digital humana foi mantida e apenas modernizada, trazendo junto com ela um conceito de sistema.

Metade dos ingressantes na UFF passou por comissões especializadas de verificação

A Comissão de Aferição de Autodeclaração de Cor/Etnia busca tornar o processo de ingresso na universidade mais inclusivo

Na edição do SiSU 2019/1, mais de 2500 estudantes que optaram por uma das modalidades de ação afirmativa de ingresso na Universidade Federal Fluminense passaram pelas comissões de verificação. A universidade é uma das pioneiras do Brasil em institucionalizar, dar transparência e definir critérios objetivos para a aplicação das políticas de cotas. São três comissões compostas para cada avaliação: socioeconômica, heteroidentificação e de pessoas com deficiência.

Páginas