icone pessoasEu sou: Técnico | Docente | Estudante

Renata Cunha (jornalista)

UFF intensifica intercâmbio cultural com a África

Os reitores Aires Bruzaca e Sidney Mello com a ministra Andrea Watson

A missão de cooperação internacional entre a UFF e a Universidade de São Tomé e Príncipe (USTP), com parceria da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), resultou na publicação da obra “São Tomé e Príncipe Plural”. O livro, lançado no último dia 29 de março, no Centro de Artes UFF (Ceart), apresenta as perspectivas de diálogo e vivências oriundas da inserção de professores, estudantes e técnicos brasileiros na realidade local e da capacitação nas áreas de educação, comunicação e cultura, com amplo envolvimento de sua comunidade.

Alunos da UFF vencem Desafio Universitário de Turismo

O fim do semestre letivo de 2016 teve um gostinho de vitória para a Faculdade de Turismo e Hotelaria (FTH) da UFF. Um case desenvolvido pelos estudantes Gabriela Corsino e Marina Vaz, do curso superior de Tecnologia em Hotelaria, e Dionísio Almeida, do bacharelado em Turismo, foi o vencedor do 3º Desafio Universitário de Turismo.

Alunos da UFF produzem tecnologias para pessoas com deficiência

Imagem ilustrativa

O curso de graduação em Desenho Industrial da UFF está trazendo para a sala de aula a prática do design inclusivo e de cunho social, por meio da disciplina Projeto 4, com ênfase em Tecnologias Assistivas e de Reabilitação. Quem ministra a disciplina é o professor Giuseppe Amado, que incentiva a elaboração de produtos voltados para pacientes com deficiências ou em processo de reabilitação – como bengalas, objetos adaptados e jogos que melhoram a interação, entre outros.

Livro de professora da UFF analisa relação entre religiosidade e tráfico

Christina Vital

Anos de estudo de campo em favelas e periferias do Rio de Janeiro levaram a professora da UFF Christina Vital a concluir que a ascensão das igrejas pentecostais reconfigurou a relação entre religião e tráfico. As pesquisas realizadas no complexo de favelas de Acari, entre 1996 e 2009, e no morro Dona Marta, de 2005 a 2009, sinalizaram o crescimento do que a pesquisadora chama de “gramática pentecostal” – visão de mundo baseada em crenças que afetam a economia, a política, a cultura, a sociabilidade e até mesmo a criminalidade nesses espaços.

Subscrever RSS - Renata Cunha (jornalista)