Equipe de Jornalismo

Na última sexta-feira, 17 de agosto, a UFF através da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proaes) realizou mais uma edição do Acolhimento Estudantil (AE) no campus do Gragoatá. O evento busca recepcionar os novos alunos da universidade de forma descontraída, recebendo não só calouros, como também veteranos e alunos visitantes do ensino médio.

A partir do dia 7 de julho de 2018, tem início o período eleitoral no Brasil. Com ele, passam a valer determinadas diretrizes de divulgação para os meios de comunicação de todos os órgãos do Governo Federal. As normas incluem as Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes), entre elas, a Universidade Federal Fluminense. A medida está em acordo com as Instruções Normativas n. 1 e 2, da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, e deverá ser cumprida até o término do período eleitoral, no dia 7 ou 28 de outubro, a depender da realização de um segundo turno.

Desconstruir estereótipos e destacar o passado glorioso das rainhas e reis africanos são os grandes desafios do professor de História Contemporânea da UFF, Júlio César Medeiros Pereira, do Departamento de Ciências Humanas de Santo Antônio de Pádua.

O câncer de boca é um tipo de neoplasia maligna dos tecidos da cavidade oral, o quinto com maior incidência no mundo, com cerca de 450 mil casos notificados no último ano. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a expectativa de sobrevivência, após cinco anos do diagnóstico, é de 33% em regiões pobres e 63% em regiões ricas.

Fora dos muros da universidade, crescem as discussões sobre temas feministas e raciais. Cada vez mais, a sociedade vem se conscientizando acerca da necessidade de repensar as estruturas discriminatórias que a compõem. A mobilização social causada pelo assassinato da vereadora e ex-aluna do mestrado em Administração Pública da UFF, Marielle Franco, importante liderança feminina e negra no estado do Rio de Janeiro, é um exemplo recente da necessidade de dar voz ao público negro e feminino, historicamente silenciado.

Recentemente, a pesquisadora do Departamento de Segurança Pública, Jaqueline Muniz, concedeu entrevista sobre a intervenção militar federal no Rio de Janeiro com repercussão imediata em todos os meios de comunicação. O posicionamento da especialista reforça a importância da formação profissional na área de segurança pública junto à opinião da sociedade no que diz respeito às questões de violência urbana, que vêm atingindo a população de todo o estado.

O Trote Cultural, criado em 2001, é uma alternativa aos trotes convencionais e tem como objetivo gerar impacto positivo para a sociedade. Com foco na cidadania, respeito à vida e cuidado com o meio ambiente, suas ações visam à preparação dos alunos não só para a formação de nível superior, mas também para sua consciência social e participação na construção de um Brasil mais justo. O projeto incentiva a realização de atividades socioculturais e voluntárias aos novos universitários, agregando assim valores em sua vida acadêmica e pessoal.

O dia 8 de março é um marco internacional na luta das mulheres por igualdade de direitos. Em 1911, uma tragédia motivou a criação da data - a morte de mais de cem operárias em um incêndio de uma fábrica têxtil nos Estados Unidos. Hoje, 107 anos depois, ainda são constantes as batalhas enfrentadas para que o público feminino conquiste mais espaço e respeito na sociedade.

Com o objetivo não só de superar os obstáculos econômicos enfrentados nos últimos anos pelas universidades públicas federais, como também de cuidar do nosso planeta, a UFF lançou no final de 2017 o Plano de Gestão Logística Sustentável (PLS). O sucesso da iniciativa depende do compromisso de toda a comunidade acadêmica em ações que visem à economia de recursos, em especial os naturais.

Apesar da conjuntura atual do país, onde cortes orçamentários drásticos atingem diretamente as instituições federais de ensino superior, a UFF demonstra mais uma vez seu compromisso em manter o ritmo de crescimento e oferece 5.152 vagas no primeiro semestre do Sisu 2018 divididas entre 123 cursos. Dessas, serão 2.552 vagas para a ampla concorrência e 2.600 para cotas, em cumprimento da Lei 12.711/12. Para as pessoas com deficiência são reservadas 588 vagas.

A UFF é uma das maiores instituições de pesquisa do Brasil, contando em 2016 com quase quatro mil professores e mais de seis mil alunos na pós-graduação, além de um elevado índice de qualificação de corpo docente (4,5), demostrando a relação da qualidade do seu ensino com o volume de pesquisas desenvolvidas por sua comunidade acadêmica. Com uma produção científica tão expressiva, é necessário reconhecer os talentos, estimulando a construção de conhecimento relevante.

Subscrever Equipe de Jornalismo