Artes Cênicas - Centro de Artes UFF

Subscrever feed Artes Cênicas - Centro de Artes UFF
Portal do Centro de Artes da Universidade Federal Fluminense
Atualizado: 10 horas 48 minutos atrás

12 PESSOAS COM RAIVA

ter, 01/09/2020 - 12:37

“12 PESSOAS COM RAIVA” expõe um júri que, virtualmente, precisa decidir sobre a vida de um homem. Após temporada virtual de sucesso, a experiência volta para apresentação única, em parceria com o Centro de Artes UFF.

 “12 Pessoas com Raiva” simula um júri que é convocado a se apresentar online, por conta da pandemia do COVID-19, e deve chegar a um veredito unânime sobre um assassinato envolvendo pai e filho. Tal situação poderia ser resolvida rapidamente, não fosse a presença de uma mulher que, não estando totalmente convencida sobre a culpa do garoto, vota por sua inocência. A partir daí, acompanha-se de perto conflitos e personagens típicos da atual sociedade brasileira.

Entendendo a importância de respeitar a quarentena e buscando novas formas de criação a distância, o diretor cearense Juracy de Oliveira, que também assina a tradução e adaptação do texto, reúne a equipe de quatorze artistas e realiza uma primeira temporada virtual que acumulou mais de 1200 expectadores. O time, que é composto por artistas sediados no Rio de Janeiro, São Paulo e Natal, conta também com Luiza Fardin. Vencedora do Prêmio Shell, Cesgranrio e APTR em 2017, a artista assina a direção de arte e o figurino da experiência.

A obra é uma realização do Pandêmica Coletivo Temporário de Criação, aglomeração online de artistas de várias partes do país que está em plena atividade criativa desde Abril. A plataforma online escolhida é o ZOOM e a apresentação acontece com a extensão webinar, onde a plateia assiste a tudo que acontece na sala sem precisar participar com vídeo ou áudio.

A equipe de programação do Teatro da UFF assistiu ao espetáculo on-line e o recomenda a todos! Abaixo a opinião de dois integrantes dessa equipe:

“A experiência cênica “12 pessoas com raiva” apresenta questões e conflitos muito presentes na nossa sociedade. Em cena, 12 pessoas que devem decidir o destino de um réu: culpado ou inocente. De forma muito natural, os atores interpretam pessoas com características e personalidades distintas, mas que podemos identificar facilmente nos círculos sociais. As experiências, valores, prioridades, capacidade crítica e de empatia, e que influenciam no julgamento do caso, de cada um são colocados em discussão pelos próprios atores, ao longo do jogo cênico. As interpretações são envolventes e emocionante. No desenrolar da história, é impossível se manter imparcial e não ficar apreensiva com o destino do réu.” (Águeda Sano – produtora cultural / assistente de programação do Teatro da UFF)

“Assistir à adaptação do espetáculo “12 pessoas com raiva” para a plataforma do Zoom, originalmente uma plataforma para reuniões on-line, é uma experiência incrível, por vários motivos. Um deles, é que você está realmente dentro de uma reunião com 12 jurados/atores que devem analisar provas, fatos e versões que servirão para o veredito de um julgamento bárbaro, em que um filho é acusado de ter matado o próprio pai. Outro fator é que, como nós enquanto espectadores, os 12 jurados/atores estão em isolamento social, cada um em sua casa, alguns em estados diferentes do Brasil, tendo que chegar a uma conclusão unânime, pois caso contrário o julgamento será invalidado. E não menos importante, ainda há a atualidade do discurso empregado na narrativa teatral, que se apropria de temas bastante significativos e que permeiam nossa sociedade contemporânea, principalmente neste período em que estamos vivendo. Em uma palavra, acho este espetáculo imperdível”! (Robson leitão – produtor cultural / diretor do Teatro da UFF)

11 de setembro de 2020
Sexta | 21h
Transmissão via Zoom
Ingressos vendidos pelo Sympla  – R$10 (valor único) (https://www.sympla.com.br/pandemica-coletivo-temporario-de-criacao-setembro__955490)

Livre adaptação de “12 Angry Men”, de Reginald Rose
Idealização, adaptação e direção geral: Juracy de Oliveira
Direção de Arte e Figurino: Luiza Fardin
Elenco: Enio Cavalcante, Gabrielly Arcas, Gilson de Barros, Giovanna Araújo, José Henrique Ligabue, Leandro Vieira, Mariana Queiroz, Maurício Lima, Múcia Teixeira, Nely Coelho, Ralph Duccini e Tatiana Henrique
Classificação etária – 12 anos

Categorias: Centro de Artes UFF

Artes da Cena e Produção Cultural com o Espaço Virtual

qua, 22/07/2020 - 15:45

Num contexto onde as políticas de isolamento social, ocasionadas pela pandemia da Covid-19, continuam vigentes, os diversos segmentos da vida social precisam ser reinventados, redescobertos, ressignificados. Um dos primeiros (e mais) impactados são as artes da cena, pois prescindem interação social e aglomeração de público no seu fazer. Paradoxalmente, arte e cultura têm sido o respiro de grande parte da sociedade. Diante das restrições impostas, atores, grupos e companhias de teatro vêm buscando outros meios de promover as artes da cena. Assim, experimentam, criam, descobrem e constroem novas formas de interação por meio das plataformas digitais.

Para refletir sobre as novas linguagens e formas de fazer (Teatro?), o Centro de Artes UFF convidou artistas e produtores de grupos e coletivos de diferentes perfis. Patrícia Selonk, vencedora do Prêmio APTR de Melhor Atriz Coadjuvante (2020); Juracy de Oliveira, idealizador da Pandêmica Coletivo Temporário de Criação; Gyl Giffony, integrante da Inquieta Cia de Teatro e pesquisador nas áreas de teatro e organização da cultura; Matheus Lima, ator da Cia de Teatro Manual e representante do Brasil no Chicago Physical Festival (2020). O evento ainda conta com a mediação de Robson Leitão, Diretor do Teatro da UFF.

27 de julho de 2020
Segunda | 17h
Transmissão:
https://www.facebook.com/centrodeartesuff/
https://www.youtube.com/CentrodeArtesUFFOficial/

Categorias: Centro de Artes UFF

Metrópole On-line / Arte para alimentar

ter, 30/06/2020 - 18:41

Metrópole On-line / Arte para alimentar
Com Silvero Pereira e Gyl Giffony

Frente ao como vem se colocando a arte e seu fazer nesses tempos, os atores Silvero Pereira e Gyl Giffony se lançaram na experiência de uma criação que não só dialoga com esse contexto, mas que investiga elementos de linguagem característicos da plataforma Instagram, em específico a live compartilhada, buscando dividir com o público uma inventiva experimentação.

Metrópole on-line | Arte para alimentar tem apresentações de estreia nos dias 10, 11, 17 e 18 de junlo, às 20 horas, no @sala_de_espetaculos (perfil no Instagram). A montagem tem texto de Rafael Barbosa, com criação e atuação de Pereira e Giffony, que têm ensaiado e apresentam a obra durante o período de isolamento social, com transmissão em tempo real. A montagem se reconhece como um remake do espetáculo original Metrópole, estreado em 2012 na Sala de Dança do Theatro José de Alencar (Fortaleza – CE). Nesta nova montagem on-line, desde suas casas, o elenco expande proposições poéticas entre especialidades domésticas, urbanas e virtuais.

Durante várias chamadas, dois irmãos, Caetano e Charles, rompem o distanciamento que existia entre eles, antes mesmo de estarem neste, que agora todos vivemos. Por entre janelas do contato virtual, movem-se por passados, presentes e futuros do quanto a vida pode pulsar, ou não, numa cidade. Desejo, frustração e coragem dão a tônica dessa Metrópole.

Este projeto objetiva fortalecer essa investigação dos meios de uso possíveis para a criação, desde as artes vivas com inserção em plataforma on-line e transmissão em tempo real, reconhecendo elementos de linguagem que são próprios às duas áreas, recriando modos de composição. A montagem Metrópole On-line não se conforma somente com a transposição de linguagem cênica para o meio virtual. Lança outros olhares para a criação virtual em diálogo com outras matérias, espaços e suas possibilidades. Esta proposta almeja ainda estimular que outros agentes também se lancem nessas inventividades.

Ao público, propõe-se uma experiência similar ao ritual teatral convencional. A plateia entrará na sala, terá um tempo para se acomodar antes do início da sessão, e serão realizadas as três chamadas (batidas de Molière) para o início. Então, o espetáculo acontecerá com transmissão em tempo real, e a apresentação não ficará salva. Após a sessão, acontecerão os agradecimentos pelo elenco, e, no dia 18 de julho, logo após a apresentação, será aberta uma outra sala para que o elenco converse com o público, de maneira mais direta, sobre o processo criativo e as ressonâncias dessa experiência.

Dias 10 e 11 de julho – sexta e sábado, às 20h
Dias 17 e 18 de julho – sexta e sábado, às 20h
No dia 18 de julho, sábado, após a apresentação, haverá bate-papo com os atores.
Exibição: no Instagram – @sala_de_espetaculos
Ingressos a R$10,00, vendidos pelo site do Sympla
Contribuição via Sympla: R$10,00 – https://www.sympla.com.br/metropole-on-line__894911
Duração: 50 min
Recomendação etária: 14 anos.

Categorias: Centro de Artes UFF