Centro de Artes UFF

Subscrever feed Centro de Artes UFF
Portal do Centro de Artes da Universidade Federal Fluminense
Atualizado: 1 hora 18 minutos atrás

TORRE DAS DONZELAS

seg, 21/10/2019 - 12:00

Brasil, 2018, 97’, 12 anos
De Susanna Lira
Com Elea Mercurio, Caroline Manchini, Carol Patrocinio, Denise Dietrich, Marilia Yazbek, Paloma Moreno, Scarlet Garcez
R$ 5,00 (preço único)

Quarenta anos após serem presas durante a ditadura militar na Torre das Donzelas, como era chamado o Presídio Tiradentes, ao lado da ex Presidente da República Dilma Roussef, um grupo de mulheres revisita a sua história em relatos carregados de emoção e atrizes encenam suas vivências no passado. Torre das Donzelas é um exercício coletivo de memória feito por mulheres que acreditam que resistir ainda é o único modo de se manter livre. Prêmio Especial do Júri no Festival de Brasília 2018, Melhor Direção e Júri Popular de Melhor Documentário no Festival do Rio 2018 e Melhor Documentário do Júri Popular na Mostra São Paulo 2018.

Categorias: Centro de Artes UFF

LEGALIZE JÁ: AMIZADE NUNCA MORRE

seg, 21/10/2019 - 11:57

Brasil, 2018, 95’, 16 anos
De Gustavo Bonafé, Johnny Araújo
Com Renato Goés, Ícaro Silva, Rafaela Mandelli
R$ 5,00 (preço único)

Skunk é um músico revoltado com a opressão e o preconceito diários sofrido pelas comunidades de baixa renda, que busca expor sua insatisfação através da música. Um dia, ao fugir da polícia, ele esbarra em Marcelo, um vendedor de camisas de bandas de heavy metal. O gosto pelo mesmo estilo musical os aproxima, assim como a habilidade de Marcelo em compor letras de forte cunho social e questionador. Impulsionado por Skunk, ele adentra o universo da música e, juntos, formam a banda Planet Hemp. Melhor Montagem no Prêmio ABC de Cinematografia 2019.

Categorias: Centro de Artes UFF

BRUNA SURFISTINHA

seg, 21/10/2019 - 11:55

Brasil, 2011, 109’, 16 anos
De Marcus Baldini
Com Deborah Secco, Brenda Lígia, Cristina Lago, Drica Moraes
R$ 5,00 (preço único)

Raquel era uma jovem da classe média paulistana, que vivia em conflito com sua família. Um dia ela tomou uma decisão surpreendente: saiu de casa e resolveu virar garota de programa. Com o codinome de Bruna Surfistinha, Raquel viveu diversas experiências e ganhou destaque nacional ao contar suas aventuras sexuais e afetivas num blog, que depois acabou virando um livro e tornou-se um best seller. Melhor Roteiro Adaptado, Atriz e Atriz Coadjuvante (Drica Moraes) no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2012 e Melhor Filme e Atriz no Prêmio Contigo Cinema 2011.

Categorias: Centro de Artes UFF

ERA O HOTEL CAMBRIDGE

seg, 21/10/2019 - 11:53

Brasil, 2016, 93’, 12 anos
De Eliane Caffé
Com Carmen Silva, José Dumont, Suely Franco, Isam Ahmad Issa
R$ 5,00 (preço único)

Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-teto um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que lidar com seus dramas pessoais e aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Prêmio da Crítica Internacional e Melhor Filme – Voto Popular no Festival do Rio 2016 e Prêmio Especial do Júri na Associação de Críticos de São Paulo 2018.

Categorias: Centro de Artes UFF

Espiral dos Afetos

sex, 18/10/2019 - 17:21

Espiral dos Afetos

A “Espiral dos afetos”, que acontece de 27 de outubro a 9 de novembro de 2019, é uma dobra sobre a efeméride de 20 anos de falecimento da Dra. Nise da Silveira, médica psiquiátrica brasileira, que revolucionou o tratamento da saúde mental no Brasil.

A Dra. Nise é o vórtice dessa espiral, em que convergem os influxos de Jung, Spinoza e Artaud, como um movimento de superação das crises profundas com as quais nos defrontamos. A ideia também é examinar duas dimensões da composição de afetos: uma primeira, desintegradora, que predomina hoje, e uma outra, da integração, seguindo a linha do cuidado como possibilidade de expansão de uma ética espiritual planetária.

O desenvolvimento dessas ações resulta de um trabalho de aproximação vivencial do Centro de Artes UFF com o Museu de Imagens do Inconsciente, no Rio de Janeiro, numa perspectiva de troca afetiva de saberes e experiências entre as equipes e também do contato com os clientes (forma como a Dra. Nise se referia aos pacientes do hospital psiquiátrico), que dão corpo e forma a um transbordamento dos afetos, de uma exacerbação da imaginação, que se descola de uma consensualidade do real, acionando um campo imagético no qual “os inumeráveis estados do ser” são potencializados, em um movimento não-retilíneo – como a experiência do Museu Vivo, que trazemos no módulo de exposições.

Dessa relação com o Museu, as ações se somaram a outros núcleos do Instituto Municipal Nise da Silveira, como o Espaço Travessia, o Ponto de Cultura Loucura Suburbana e o Espaço Aberto ao Tempo.

No movimento dessa espiral, para além da dimensão ritual do evento, busca-se um aprofundamento da cooperação entre instituições que lidam com a transversalidade da saúde e da cultura, para o fortalecimento de uma cidadania pautada pela ética do cuidado, um caminho para que a potência dessas forças afetivas se manifestem, revelando experiências únicas de interpretação e de leitura de mundo.

PROGRAMAÇÃO FEIRA DOS AFETOS 

27 de Outubro 
Domingo

03 de Novembro
Domingo

Feira de Vinil e Clube do Vinil

Oficina de Perna de Pau [Coletivo CHAP]

Oficina de Bambolê [Coletivo O Círculo]

Orquestra Sinfônica Nacional UFF
Concerto em homenagem a Nise da Silveira
10h30 – Cine Arte UFF
Ingressos R$ 20 | R$ 10 (meia)

Yoga para crianças 

Meditação para adultos

Teatro de rua: O Casamento da filha do Mapinguari
[Coletivo CHAP]

Espetáculo de Mágica: Fora deste mundo [Lucas Toledo]
16h – Teatro da UFF
Ingressos R$ 40 | R$ 20 (meia)

Dança Circular [Andréa Godoy]

Show do Harmonia Enlouquece
17h – Varanda

Feira de Vinil e Clube do Vinil

Quarteto de Cordas UFF 
10h30 – Cine Arte UFF
Ingressos R$ 20 | R$ 10 (meia)

Arte Educativa: Descobrindo o mundo [Sueli Mendonça]

Yoga para crianças

Cordel com Edmilson Santini

Meditação para adultos

Dança Circular [Andréa Godoy]

Oficina de Percussão – Loucura Suburbana

Bloco Loucura Suburbana
16h30 – Jardim da Reitoria

Peça teatral: TA-AZOR!
19h – Teatro da UFF
Ingressos R$ 30 | R$ 15 (meia)
Seguida de roda de conversa

 

MOSTRA DE CINEMA   26 de Outubro  – Sábado     27 de Outubro – Domingo  

19h | FEVEREIROS
Brasil, 2017, 73’, Livre
De Marcio Debellian
R$ 5,00 (preço único)

A Mangueira foi campeã do carnaval carioca em 2016 com um enredo em homenagem a Maria Bethânia. Este foi o ponto de partida de “Fevereiros”, que acompanhou a preparação da Escola – dos desenhos das primeiras alegorias aos desfiles na avenida – e percorreu uma viagem ao Recôncavo baiano acompanhando a cantora nas festas populares de sua cidade natal, Santo Amaro da Purificação. Neste percurso Rio-Bahia, o filme descobre o universo que inspirou o desfile e aponta conexões entre as tradições do recôncavo e o surgimento do samba carioca. O filme conta com depoimentos de Maria Bethânia, Caetano Veloso, Chico Buarque, Leandro Vieira (carnavalesco da Mangueira), Luiz Antonio Simas (historiador), Mabel Velloso (poeta) e Squel Jorgea (porta-bandeira da Mangueira). Melhor Filme no 10º In Edit Brasil.

     

 

19h | ESPERO TUA (RE)VOLTA
Brasil, 2019, 93`, 14 anos
De Eliza Capai
R$ 5,00 (preço único)

Um retrato do movimento estudantil que ganhou força a partir do ano de 2015 ocupando escolas estaduais por todo brasil. Acompanhando três jovens do movimento e com imagens de arquivo de manifestações desde 2013, o documentário tenta compreender as ocupações e as suas principais pautas a partir do ponto de vista dos estudantes envolvidos. 

 

20h30 | CENTRAL DO BRASIL – Entrada franca
Sessão em homenagem aos 90 anos de Fernanda Montenegro, em parceria com a Vídeo Filmes
Brasil, 1998, 110’, livre, cópia restaurada, exibição em DCP 4k
De Walter Salles
Com Fernanda Montenegro, Vinícius de Oliveira, Marília Pêra, Othon Bastos

Dora trabalha escrevendo cartas para analfabetos na estação Central do Brasil, no centro do Rio de Janeiro. Ainda que a escrivã não envie todas as cartas – as que considera inúteis ou fantasiosas demais –, ela decide ajudar um menino, após sua mãe ser atropelada, a tentar encontrar o pai que nunca conheceu, no interior do Nordeste. Urso de Ouro e Melhor Atriz no Festival de Berlim 1998, Melhor Filme Estrangeiro no Globo de Ouro 1999, indicado a Melhor Filme Estrangeiro e Atriz no Oscar 1999, e mais 33 prêmios internacionais.

   

20h50 | ERA O HOTEL CAMBRIDGE
Brasil, 2016, 93’, 12 anos
De Eliane Caffé
Com Carmen Silva, José Dumont, Suely Franco, Isam Ahmad Issa
R$ 5,00 (preço único)

Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-teto um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que lidar com seus dramas pessoais e aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Prêmio da Crítica Internacional e Melhor Filme – Voto Popular no Festival do Rio 2016 e Prêmio Especial do Júri na Associação de Críticos de São Paulo 2018. 

  28 de Outubro – Segunda      29 de Outubro – Terça

18h50 | BRUNA SURFISTINHA
Brasil, 2011, 109’, 16 anos
De Marcus Baldini
Com Deborah Secco, Brenda Lígia, Cristina Lago, Drica Moraes
R$ 5,00 (preço único)

Raquel era uma jovem da classe média paulistana, que vivia em conflito com sua família. Um dia ela tomou uma decisão surpreendente: saiu de casa e resolveu virar garota de programa. Com o codinome de Bruna Surfistinha, Raquel viveu diversas experiências e ganhou destaque nacional ao contar suas aventuras sexuais e afetivas num blog, que depois acabou virando um livro e tornou-se um best seller. Melhor Roteiro Adaptado, Atriz e Atriz Coadjuvante (Drica Moraes) no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2012 e Melhor Filme e Atriz no Prêmio Contigo Cinema 2011.

   

19h | TORRE DAS DONZELAS
Brasil, 2018, 97’, 12 anos
De Susanna Lira
Com Elea Mercurio, Caroline Manchini, Carol Patrocinio, Denise Dietrich, Marilia Yazbek, Paloma Moreno, Scarlet Garcez
R$ 5,00 (preço único)

Quarenta anos após serem presas durante a ditadura militar na Torre das Donzelas, como era chamado o Presídio Tiradentes, ao lado da ex Presidente da República Dilma Roussef, um grupo de mulheres revisita a sua história em relatos carregados de emoção e atrizes encenam suas vivências no passado. Torre das Donzelas é um exercício coletivo de memória feito por mulheres que acreditam que resistir ainda é o único modo de se manter livre. Prêmio Especial do Júri no Festival de Brasília 2018, Melhor Direção e Júri Popular de Melhor Documentário no Festival do Rio 2018 e Melhor Documentário do Júri Popular na Mostra São Paulo 2018.

 

21h | LEGALIZE JÁ: AMIZADE NUNCA MORRE
Brasil, 2018, 95’, 16 anos
De Gustavo Bonafé, Johnny Araújo
Com Renato Goés, Ícaro Silva, Rafaela Mandelli
R$ 5,00 (preço único)

Skunk é um músico revoltado com a opressão e o preconceito diários sofrido pelas comunidades de baixa renda, que busca expor sua insatisfação através da música. Um dia, ao fugir da polícia, ele esbarra em Marcelo, um vendedor de camisas de bandas de heavy metal. O gosto pelo mesmo estilo musical os aproxima, assim como a habilidade de Marcelo em compor letras de forte cunho social e questionador. Impulsionado por Skunk, ele adentra o universo da música e, juntos, formam a banda Planet Hemp. Melhor Montagem no Prêmio ABC de Cinematografia 2019.

   

20h50 | NISE — O CORAÇÃO DA LOUCURA
Brasil, 2015, 108’, 12 anos
De Roberto Berliner
Com Glória Pires, Simone Mazzer, Claudio Jaborandy, Flavio Bauraqui, Fabrício Boliveira
R$ 5,00 (preço único)

Ao voltar a trabalhar em um hospital psiquiátrico no subúrbio do Rio de Janeiro, após sair da prisão, a doutora Nise da Silveira propõe uma nova forma de tratamento aos pacientes que sofrem de esquizofrenia, que elimina o eletrochoque e a lobotomia. Seus colegas de trabalho discordam do seu método de tratamento e a isolam, restando a ela assumir o abandonado Setor de Terapia Ocupacional, onde dá início a uma nova forma de lidar com os pacientes, através do amor e da arte. Prêmio do Público de Melhor Filme no Festival do Rio 2015, Melhor Filme e Atriz no Festival de Tóquio 2015, Melhor Ator Coadjuvante (Flavio Bauraqui) no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2017, e Prêmio Panda de Melhor Filme no Festival BRICS de Cinema. 

  30 de Outubro – Quarta     31 de Outubro – Quinta  

19h | BR 716
Brasil, 2016, 89’, 14 anos
De Domingos Oliveira
Com Caio Blat, Sophie Charlotte, Maria Ribeiro
R$ 5,00 (preço único) 

Na intensa boemia carioca nos anos 1960, o engenheiro e aspirante a escritor Felipe leva uma vida regada aos prazeres do álcool, em festas alucinantes realizadas num apartamento dado por seu pai, na famosa rua Barata Ribeiro, em Copacabana. Lá, ele e seus amigos desfrutam de tudo que a liberdade pode oferecer, mesmo em meio a um momento político complicado. Melhor Filme, Diretor, Atriz Coadjuvante (Glauce Guima) e Trilha Sonora no Festival de Gramado 2016.

   

19h30 | PACARRETE
Exibição seguida de debate com o diretor Allan Deberton, a atriz Marcelia Cartaxo e psicanalista Elizabeth Araújo
Brasil, 2019, 97′
De Allan Deberton
Com Marcelia Cartaxo, Zezita Matos, Soia Lira
R$ 16 e R$ 8 – venda antecipada a partir do dia 26, sábado

Maria Araújo Lima, mais conhecida como Pacarrete, nascida em Russas, deixou a pequena cidade do interior do Ceará para perseguir seu sonho de ser bailarina na capital. Muitos anos se passaram e agora está de volta. Quando o povo programa uma grande festa para comemorar os 200 anos da cidade, ela vê ali sua grande chance de voltar aos palcos. Melhor Filme (júri e público), Diretor, Atriz, Ator e Atriz Coadjuvantes, Roteiro e Desenho de Som no Festival de Gramado 2019.

 

20h50 | PARAÍSO PERDIDO
Brasil, 2017, 110’, 14 anos
De Monique Gardenberg
Com Lee Taylor, Jaloo, Júlio Andrade, Erasmo Carlos, Julia Konrad, Humberto Carrão
R$ 5,00 (preço único)

Paraíso Perdido é um clube noturno gerenciado por José e movimentado por apresentações musicais de sua família. O policial Odair se aproxima da família ao ser contratado para fazer a segurança do jovem talento Ímã, neto de José e alvo frequente de homofóbicos. Aos poucos o laço entre o agente e o clã de artistas românticos vai se revelando mais e mais forte, com nós surpreendentes. Prêmio de Melhor Elenco pela APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte.

        01 de Novembro – Sexta     07 de Novembro – Quinta  

9h30 | COM AMOR, VAN GOGH – Cine Escola
Loving Vincent, Reino Unido/Polônia, 2017, 94′, 12 anos
De Dorota Kobiela, Hugh Welchman 
Com vozes de Douglas Booth, Jerome Flynn, Chris O’Dowd, Saoirse Ronan

1891. Um ano após o suicídio de Vincent Van Gogh, Armand Roulin encontra uma carta enviada pelo pintor ao irmão Theo, que jamais chegou ao seu destino. Após conversar com o pai, carteiro que era amigo pessoal de Van Gogh, Armand é incentivado a entregar ele mesmo a correspondência. Desta forma, ele parte para a cidade francesa de Arles na esperança de entrar em contato com a família do pintor falecido. Lá, inicia uma investigação junto às pessoas que conheceram Van Gogh, no intuito de decifrar se ele realmente se matou. Prêmio do Público no Festival de Anecy e na Mostra de São Paulo e Melhor Animação no European Film Awards e no Festival de Xangai.

   

19h30 | LAVOURA ARCAICA
Brasil, 2001, 172’, 14 anos, exibição em 35mm
De Luiz Fernando Carvalho
Com Selton Mello, Leonardo Medeiros, Simone Spoladore
R$ 5,00 (preço único)

Baseado no romance de Raduan Nassar sobre uma família libanesa no interior do Brasil, o filme é uma versão ao avesso da parábola do filho pródigo. André é um filho desgarrado, que deixou a família e saiu de casa devido às severas leis paternas e ao sufocamento da ternura e amor maternos. Pedro, seu irmão mais velho, recebeu da mãe a missão de trazê-lo de volta ao lar. O aparecimento do irmão leva André a relembrar os momentos que viveu com a família desde a infância e os motivos que o levaram a sair de casa. Melhor Ator no Festival de Havana 2001, Prêmio Ministério da Cultura no Festival do Rio 2001, Prêmio do Público na Mostra de São Paulo 2001, e Melhor Filme, Diretor e Atriz no Festival de Cinema do SESC 2002. 

 

14h | IMAGENS DO INCONSCIENTE – Entrada franca
Exibições seguidas de debate
14h | ADELINA GOMES – NO REINO DAS MÃES
15h | CLAUDIO PERTUIS – A BARCA DO SOL
16h30 | FERNANDO DINIZ – EM BUSCA DO ESPAÇO COTIDIANO
18h | Debate
Brasil, 1986, livre
De Leon Hirszman

São três artistas. Três histórias de vida. Três casos clínicos. Uma trilogia em que o realizador procurou uma linguagem cinematográfica que permitisse narrar os filmes a partir dos próprios trabalhos pintados pelos artistas, no serviço de terapia ocupacional e reabilitação criado em 1946 pela dra. Nise da Silveira, no Centro Psiquiátrico Pedro II. São pinturas, desenhos e modelagens que expressam o mundo interior de três artistas, Fernando Diniz (a pintura em luta constante contra o caos para recuperar o espaço cotidiano), Adelina Gomes (a pintura em luta para expulsar os fantasmas e recuperar a condição feminina) e Carlos Pertuis (a dolorosa busca da consciência da humanidade pelas lendas).

     

 

 29 de Outubro
 Terça-feira     

Ateliê Museu Vivo – Pintura e Oficina de Cerâmica
10h – Varanda e Jardim da Reitoria

Performance Sekhmet: A Incendiária
Performance coletiva com doze clientes-artistas do Grupo de Teatro Influxos Artaudianos com sede no Museu de Imagens do Inconsciente.
15h – Galeria de Arte UFF

Abertura da Exposição – “Museu Vivo: Poéticas da desrazão”
17h – Galeria de Arte UFF

Cordel com Edmilson Santini – Nise da Silveira
18h – Galeria de Arte UFF

30 de Outubro
Quarta-feira

  

Ateliê Museu Vivo – Oficina de Estandarte          
*4 oficineiros / para 10 pessoas.
10h – Varanda e Jardim da Reitoria

Debate: Mulheres na Ciência – Dra Nise da Silveira
17h – Teatro da UFF
com Gladys Schincariol (Psicóloga-chefe do Ateliê Terapêutico/ Museu de Imagens do Inconsciente) e Cláudia Henschel (Professora da UFF, psicóloga, pesquisadora em psicopatologias contemporâneas).
Mediação: Letícia Oliveira (Professora da UFF e neurocientista)

31 de Outubro
Quinta-feira  

Ateliê Museu Vivo – Pintura e Oficina de Cerâmica
10h – Varanda e Jardim da Reitoria

 

Encontro com criadores
14h –  Galeria de Arte UFF
Conversa com os criadores das obras da exposição

 

Debate: Criar – Para desadoecer o mundo
17h – Teatro da UFF
Maddi Damião Júnior (Psicólogo e professor da UFF), abordando o tema “Jung: o inconsciente regenera”
Elton Luiz Leite de Souza (Filósofo, professor da UNIRIO), abordando o tema: “Spinoza e o criar – cuidar como expressão de liberdade”
Ana Kiffer (Ensaísta e professora da PUC – RJ), abordando o tema: “Artaud: poéticas da desrazão
Moderador: Leonardo Guelman (Professor do Departamento de Arte da UFF)

01 de Novembro
Sexta-feira
 

Ateliê Museu Vivo – Pintura
10h – Varanda e Jardim da Reitoria

 

Lugar de cabeça, lugar de corpo [En La Barca]
18h – Performance itinerante

 

Colônia
19h – Teatro da UFF
Peça teatral seguida de roda de conversa
Ingressos R$ 30 | R$ 15 (meia)

04 de Novembro
Segunda-feira  

Inumeráveis estados
10h – Teatro da UFF
Imersão artística com Pedro Kosovski e Marco André Nunes [Aquela Cia. de Teatro]

 

Influxos Artaudianos
15h – Varanda
Oficina com Adriana Rolin

  Debate: Ideias para adiar o fim do mundo
17h – Teatro da UFF
com Ailton Krenak (Líder indígena e ambientalista)
Moderador: Wallace de Deus (Prof. Dep. de Arte – UFF) 05 de Novembro
Terça-feira
  Inumeráveis estados
9h – Teatro da UFF
Imersão artística com Pedro Kosovski e Marco André Nunes [Aquela Cia. de Teatro]  

UFF Debate Brasil – A criação no cuidado: democracia na saúde pública
16h – Teatro da UFF
Thiago Ferreira (Psicólogo e Trabalhador do CAPS MSS/Rocinha)
Mediação: Ana Claudia Monteiro (Profª do Departamento de Psicologia – UFF)

 

Monólogo: Delírios Infantis [Karen Lamego]
18h – Espaço UFF de Fotografia
Seguido de roda de conversa

06 de Novembro
Quarta-feira  

Inumeráveis estados
9h – Teatro da UFF
Imersão artística com Pedro Kosovski e Marco André Nunes [Aquela Cia. de Teatro]

 

Performance: Vera Crucis [Tatiana Henrique]
18h –  Espaço UFF de Fotografia

 

Monólogo: Yriadobá – da ira a flor [Adriana Rolin]
19h –  Teatro da UFF
Seguido de roda de conversa com a participação da Kassia Rapella

07 de Novembro
Quinta-feira  

Inumeráveis estados
9h – Teatro da UFF
Imersão artística com Pedro Kosovski e Marco André Nunes [Aquela Cia. de Teatro]

 

Performance: Pira – do gozo estendido ao exílio [Coletivo 22]
18h – Espaço UFF de Fotografia

 

Teatro-monólogo: Irina [Raquel Iantas]
19h – Teatro da UFF
Ingressos R$ 30 | R$ 15 (meia)
Seguido de roda de conversa

08 de Novembro
Sexta-feira  

Inumeráveis estados
9h – Teatro da UFF
Imersão artística com Pedro Kosovski e Marco André Nunes [Aquela Cia. de Teatro]

 

Dos Girassóis aos Deuses [Giro Ballet]
18h – Varanda
Seguido de roda de conversa

09 de Novembro
Sábado  

Inumeráveis estados
21h – Teatro da UFF

Categorias: Centro de Artes UFF

RESULTADO DA INSCRIÇÃO FEIRA DOS AFETOS

qui, 17/10/2019 - 16:01

Segue abaixo a listagem dos expositores aprovados para a Feira dos Afetos:

 

  1. Acarajé DA mARA

  2. Aninha Doçaria

  3. Carolina Menezes

  4. Colagem Beatriz Menezes

  5. Canirim

  6. Daniel Brazil

  7. Coletivo O Círculo

  8. Christine Góes

  9. Crochê Orgânico

  10. Dior Thiam roupas e acessórios africanos

  11. É coisa bio

  12. Esfirras Despadronizadas

  13. Feijão com Arroz

  14. Feito por My

  15. Flecha 

  16. Flor da vida

  17. Flor de Violeta

  18. Florabiocosméticos

  19. Hawaiianita Rolls

  20. Instituto Miracema de AutoEducação

  21. Jisa Arte em madeira

  22. Katzen

  23. Lê Merci Artes

  24. Lucas Dertoni

  25. Mandalas Terapêuticas onde o Ser se revela

  26. Mãos de Minas

  27. Maria Crocheteria

  28. Nera Dela Brechó

  29. Paz e Bem

  30. PuroMato

  31. Quinemjiló

  32. Sabor do Nordeste

  33. Sete Mulheres

  34. Sombra chapelaria

  35. Tânia Biju

  36. UsaDONNA Brechó

  37. Vanessa Ilustra

   
Categorias: Centro de Artes UFF

Música Livre – Awurê

qua, 16/10/2019 - 15:19

O Grupo Awurê surgiu tendo como principal diretriz evidenciar os ritmos brasileiros e sons africanos, romper intolerâncias e fazer cultura popular a partir da ancestralidade em nossa sociedade. Exaltando os elementos constitutivos da cultura afro brasileira, contribui para o resgate e manutenção dessa identidade, também presente na população carioca, e afirma o papel da representatividade negra e o seu protagonismo cultural e social, fomentando a valorização desses radicais culturais, a desconstrução do preconceito e intolerância às religiões de matriz africana.

ÀWÚRÉ é um termo Iorubá formado pela junção das palavras À, nós ou nos, , desejar, e ibukun, suas bênçãos. Está presente em grande parte dos cantos sagrados, fazendo menção a desejos de boa sorte, bênçãos e votos de prosperidade. O enfoque à diversidade de ritmos brasileiros e sons africanos é o que marca a concepção musical adotada pelo grupo que, dentro de um respeito ao sagrado e como forma de preservação da memória, faz um passeio sonoro com responsabilidade e entretenimento. Em seus shows, são apresentados ritmos afro-brasileiros, como o samba (aqui em uma perspectiva de reafricanização), o jongo, o ijexá, o coco, o samba de roda e uma grande variedade de toques do candomblé. Buscam, assim, exaltar e mostrar ao público a importância da influência africana em nossa cultura, identidade e consciência ancestral por meio da música, cânticos, poesia e dança.

Suas apresentações reverenciam grandes nomes da nossa história, compositores instrumentistas e cantores que contribuíram para a cultura brasileira, com releituras de músicas consagradas, além de mostrarem um trabalho autoral.

24 de outubro de 2019
Quinta-feira | 20h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias 9, Icaraí, Niterói, Rio de Janeiro
Ingressos – R$30 (inteira) e R$15 (meia)
Classificação indicativa – livre

Categorias: Centro de Artes UFF

AD ASTRA – RUMO ÀS ESTRELAS

ter, 15/10/2019 - 14:44

EUA, 2019, 124’, 14 anos
De James Gray
Com Brad Pitt, Tommy Lee Jones, Ruth Negga, Donald Sutherland

Roy McBride é um engenheiro espacial que decide empreender a maior jornada de sua vida: viajar para o espaço, cruzar a galáxia e tentar descobrir o que aconteceu com seu pai, um astronauta que se perdeu há vinte anos no caminho para Netuno. Do mesmo diretor de Z: a cidade perdida, Era uma vez em Nova York e Amantes.

Categorias: Centro de Artes UFF

MEU NOME É DANIEL

ter, 15/10/2019 - 14:41

Brasil, 2018, 83’, 12 anos
De Daniel Gonçalves

Daniel Gonçalves nasceu com uma deficiência que nenhum médico foi capaz de diagnosticar. No documentário pessoal, o jovem cineasta, residente no Rio de Janeiro, traça o caminho de sua vida para tentar compreender sua condição. Através de imagens de arquivo da família e de cenas gravadas hoje em dia, vamos passear por momentos, histórias e reflexões de Daniel. O longa venceu o Troféu Barroco de Melhor Filme – Júri Popular na 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes e ganhou o prêmio “Documental Calificado Oscar” do Festival Internacional de Cine de Cartagena, realizado na Colômbia. Com o prêmio, o filme está qualificado para disputar o Oscar da categoria Melhor Documentário em 2020.

Categorias: Centro de Artes UFF

ELEIÇÕES

ter, 15/10/2019 - 14:38

Brasil, 2018, 100´, 12 anos
De Alice Riff

A rotina do ensino médio da Escola Estadual Doutor Alarico da Silveira, localizada no centro de São Paulo, é alterada por conta das eleições do grêmio estudantil que se aproximam. Durante este período é possível identificar como as consequências do processo eleitoral afetam as relações entre os alunos, assim como as eleições presidenciais, em proporções bem maiores, conseguem alterar a atmosfera de um país.

Categorias: Centro de Artes UFF

Música no Jardim – Música Antiga da UFF

qui, 10/10/2019 - 12:34

O grupo Música Antiga da UFF se une ao Coro da UFF para realizar canções da Renascença e algumas peças comemorando antecipadamente o Natal.

Anônimo –  Hannapachap Cussicuinin
Josquin des Prez –  El grilo
Claudin de Sermisy – Tant que vivray
Jacob Arcadelt – Il bianco e dolce cigno
Cancioneiro de Upsalla – Verbum caro factum est
Michael PraetoriuS – In dulce jubilo
Michael Praetorius – In dulce jubilo
Michael Praetorius – Num komm

Coro da UFF
Música Antiga da UFF – Mario Orlando e Leandro Mendes 
Músico convidado Peri Santoro

27 de novembro de 2019
Quarta | 17h
Jardim da Reitoria
Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí, Niterói
Entrada Franca

Categorias: Centro de Artes UFF

A NOITE AMARELA

seg, 07/10/2019 - 15:09

Brasil, 2019, 102′, 12 anos
De Ramon Porto Mota
Com Rana Sui, Ana Rita Gurgel, Felipe Espíndola

Em um breve feriado, um grupo de jovens decide ir até uma ilha. No entanto, o lugar se mostra extremamente escuro, tanto durante o dia quanto à noite, e acontecimentos sinistros ocorrem enquanto os amigos estão por lá. Ou seriam meras alucinações?

Categorias: Centro de Artes UFF

GRETA

seg, 07/10/2019 - 15:01

Brasil, 2019, 97′, 18 anos
De Armando Praça
Com Marco Nanini, Démick Lopes, Denise Weinberg

Pedro é um enfermeiro de 70 anos que trabalha em um hospital público de Fortaleza. Sua melhor amiga é Daniela, artista transexual que enfrenta graves problemas de saúde. Quando ela precisa ser internada, mas não encontra leito disponível, Pedro sequestra um paciente recém-chegado, Jean, e o abriga em sua casa. Inicialmente, o enfermeiro tem medo do rapaz agressivo, que se esconde da polícia. Depois, nasce entre eles uma relação de cumplicidade e afeto. Melhor Filme, Ator e Diretor no Festival Nacional Cine Ceará 2019 e Melhor Filme no Festival de Cinema Lésbico e Gay de Milão 2019.

Categorias: Centro de Artes UFF

DOMINGO

seg, 07/10/2019 - 14:57

Brasil/França, 2018, 95′, 16 anos
De Fellipe Barbosa e Clara Linhart
Com Itala Nandi, Camila Morgado, Augusto Madeira, Chay Sued

Múltiplos pontos de vista de uma família burguesa do interior gaúcho no dia 1º de janeiro de 2003, quando o Brasil vivia a histórica posse do presidente Luís Inácio Lula da Silva. Durante uma festa extravagante, muitas verdades estão prestes a vir à tona e o mal estar entre os convidados fica evidente. Melhor Filme e Direção de Arte no Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira 2019 e Melhor Atriz (Itala Nandi) no Festival do Rio 2018.

Categorias: Centro de Artes UFF

RESGATES

seg, 07/10/2019 - 14:54

Brasil, 2019, 39′, livre
De Zhai Sichen

No interior do Palácio São Cristóvão, destruído pelo incêndio de setembro de 2018, acontece um trabalho árduo e minucioso de resgate de acervos. Entre memórias, sentimentos e o compromisso com a educação pública e a ciência no Brasil, estudantes e trabalhadores ligados à instituição se dedicam a dar continuidade a um símbolo cultural do país, o Museu Nacional.

————

Trabalhando profissionalmente desde 2009 na área do audiovisual, Zhai Sichen se formou em cinema pela PUC-Rio. Tem no currículo longas e curtas-metragens, filmes institucionais e videoclipes. Atualmente é servidor da UFRJ.

Victor Bittar é graduado em Ciências Biológicas (bacharel e licenciatura) na UFF, seguido de mestrado em Arqueologia, com ênfase em Bioantropologia, no Museu Nacional – UFRJ. Também graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, na Estácio, hoje é funcionário do Museu Nacional, no departamento de Antropologia, como Bioarqueologo. No resgate ocupa o cargo de Coordenador Logístico/Executivo, responsável por manter o funcionamento das operações e fazer a interface com as
empresas contratadas.

 

Categorias: Centro de Artes UFF

Feira dos Afetos

ter, 01/10/2019 - 16:55

O Centro de Artes UFF convida a todos que tenham trabalhos de arte, alimentação, artesanato, moda, etc a participar da Feira dos Afetos, dentro do projeto Espiral dos Afetos. O projeto marca os 20 anos do falecimento da Dra. Nise da Silveira, médica e psiquiatra brasileira, que revolucionou o tratamento mental no Brasil.

  • A Feira será nos dias 27 de outubro e 03 de novembro de 2019, ambas as datas caem em um domingo, de 10h às 17h;
  • Inscrições de 01 a 11 de Outubro de 2019;
  • Resultado até o dia 15 Outubro de 2019.

Inscrições no link abaixo:

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

Categorias: Centro de Artes UFF

Concurso garante reposições no grupo Música Antiga e na Orquestra Sinfônica Nacional

ter, 01/10/2019 - 15:04

Fonte: jornalismo da Superintendência de Comunicação Social da UFF

São 11 vagas oferecidas para cargos da Orquestra Sinfônica e do Música Antiga
 
Concurso público abre inscrições para preenchimento de 11 vagas de músicos na Orquestra Sinfônica Nacional e no grupo Música Antiga da Universidade Federal Fluminense. A oferta contempla os seguintes cargos: Flauta, Percussão, Trombone Baixo, Trombone Tenor, Trompa, Violino (Música Sinfônica), Violoncelo (Música Camerista), Alaúde, Canto e Viola da Gamba (Música Antiga). Candidatos devem se inscrever, segundo edital disponível no site da Coseac, até as 12 horas do dia 08 de outubro de 2019.

O Música Antiga possui 35 anos de história, um dos pilares da vasta tradição musical da UFF. Em sua formação original, contava com oito membros e depois se transformou em um quinteto. Por conta das aposentadorias, o grupo conta apenas com dois membros atualmente. Nunca havia ocorrido concurso para reposição de vagas no Música Antiga. Além de atuarem em apresentações, os músicos da UFF estão integrados academicamente com a Universidade, realizando seminários, estudos, formação, projetos de pesquisa e de extensão.

De acordo com o reitor da UFF, Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, essa foi uma iniciativa da gestão para garantir a continuidade de um patrimônio fundamental da Universidade. “Os conjuntos da UFF fazem parte da história não somente da instituição, mas da música brasileira como um todo. Tomamos uma decisão administrativa importante de realizar reuniões interssetoriais para garantir a realização do concurso de forma ágil para que houvesse a recomposição de servidores dos três conjuntos musicais da UFF, levando em conta a aposentadoria dos membros. O Gabinete do Reitor liderou essa organização em articulação com Progepe, Coseac e Centro de Artes”, explica.

Para se inscrever no concurso, os candidatos deverão atender os seguintes requisitos: formação superior completa em curso de graduação em Música, realizado em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação; e registro na Ordem dos Músicos do Brasil.

Detalhes sobre o certame podem ser consultados no site: http://www.coseac.uff.br/concursos/uff/musico/2019/index.htm 

Categorias: Centro de Artes UFF

SÓCRATES

seg, 30/09/2019 - 12:01

Brasil, 2018, 71′, 16 anos
De Alex Moratto
Com Christian Malheiros, Tales Ordakji, Caio Martinez Pacheco

Depois da morte de sua mãe, o jovem Sócrates, que foi criado apenas por ela durante os últimos tempos, precisa fazer tudo o que for possível para que consiga sobreviver na realidade da miséria, somado com o preconceito por ser homossexual. Seus valores e ideais são colocados na balança com o medo de não conseguir se virar sozinho. Prêmio Félix de Melhor Filme de Ficção no Festival Rio 2018, Melhor Filme, Diretor e Ator no Festival Mix Brasil 2018, prêmio Someone to Watch no Independent Spirit Awards 2019 e outros sete prêmios internacionais.

Categorias: Centro de Artes UFF

4º BRICS FILM FESTIVAL

seg, 30/09/2019 - 11:53

3 a 8 de outubro – Entrada franca (exceto Ganga Bruta – OSN CINE)

A Mostra Clássicos BRICS será uma oportunidade para conhecer obras-primas do cinema brasileiro, russo, indiano, chinês e sul-africano, inclusive grandes filmes muito pouco conhecidos fora de seus próprios países, exibidos em cópias restauradas. Serão dez filmes de diferentes épocas e estilos. Curadoria dos Profs. Dr. João Luiz Vieira e Dr. Rafael de Luna Freire.

 

Dia 03, quinta, 18h

SORGO VERMELHO | RED SORGHUM
Hong gao liang, China, 1987, 95′, 18 anos
De Zhang Yimou
Com Gong Li, Jiang Wen, Teng Rujun, Liu Ji, Qian Ming

No norte da China entre as décadas de 1920 e 1930, uma jovem mulher tem seu casamento arranjado com um velho leproso e dono de uma destilaria. O filme acompanha sua vida, entre o amor e o negócio, enfrentando a violência de criminosos e a brutalidade da invasão do país durante a guerra Sino-Japonesa. Urso de Ouro no festival de Berlim 1988 e Melhor Ator no Golden Phoenix Awards, China 1989.  

Dia 03, quinta, 20h10

FOI EM MAIO | IT WAS THE MONTH OF MAY
Byl mesyats may, Rússia, 1970, 115′, 16 anos
De Marlen Khutsiev
Com Aleksandr Arzhilovsky, Pyotr Todorovskiy, Sergey Shakurov

Poucos dias após a rendição nazista e o fim da Segunda Guerra Mundial, um grupo de soldados soviéticos vive dias de paz em território alemão. Apesar da aparente tranquilidade, uma inquietude vai tomando conta dos soldados que, aos poucos, irão descobrir horrores da guerra, que só então começa a revelar suas marcas.

 

Dia 04, sexta, 19h | Dia 05, sábado, 10h30 | Dia 06, domingo, 10h30
Ingressos: Dia 04 > R$ 30 e R$ 15 | Dias 05 e 06 > R$ 20 e R$ 10

GANGA BRUTA – OSN CINE
Brasil, 1933, 82′, 14 anos
De Humberto Mauro
Com Durval Bellini, Dea Selva, Lu Marival

Em plena noite de núpcias, por desconfiar de sua infidelidade, Marcos mata sua esposa. Atormentado pelo episódio e apesar de absolvido pela justiça, o engenheiro aceita emprego numa fábrica do interior. Lá, conhece Sônia, irmã de criação de seu colega Décio. O desejo pela sedutora Sônia levará Marcos e Décio a uma nova tragédia.

 

Dia 05, sábado, 18h

UM BURRO NUMA ALDEIA BRÂMANE | DONKEY IN A BRAHMIN VILLAGE
Agraharathil Kazhutai, Índia, 1977, 96′, 14 anos
De John Abraham
Com M.B. Srinivasan, Swathi, Srilalitha

Um professor decide adotar um pequeno burro órfão. Diante de gozações de colegas e alunos, ele o leva para sua aldeia Brâmane natal e contrata uma garota cega para cuidar dele. Em meio à superstição e religiosidade da população local, o burro é considerado ora maldito, ora milagroso, provocando inúmeras consequências.

 

Dia 05, sábado, 20h10

VOLTE, ÁFRICA | COME BACK, ÁFRICA
Come Back, África, África do Sul, 1959, 86′, 16 anos
De Lionel Rogosin

O zulu Zachariah chega a Joanesburgo vindo de sua aldeia em busca de trabalho para alimentar sua família. Na cidade grande, ele se depara com a opressão e a injustiça impostas aos negros pelo regime Apartheid, enquanto passa por diversos empregos e trava relações com outras pessoas na mesma situação. Prêmio Pasinetti no Festival de Veneza 1959.

 

Dia 06, domingo, 18h

FRAGMENTO DE UM IMPÉRIO | FRAGMENT OF AN EMPIRE
Oblomok Imperii, Rússia, 1929, 109′, 14 anos
De Fridrikh Ermler
Com Fyodor Nikitin, Lyudmila Semyonova, Valeri Solovtsov

Na Primeira Guerra Mundial, um soldado czarista sofre um choque que o faz perder a memória. Mais de dez anos depois, ele finalmente se recupera da amnésia e parte em busca de sua antiga esposa. Entretanto, ao retornar a São Petersburgo – agora Leningrado – ele descobre como as radicais mudanças da Revolução Russa afetaram não apenas a sociedade, mas também sua antiga vida, incluindo seu trabalho e casamento.

 

Dia 06, domingo, 20h20

ELES NÃO USAM BLACK-TIE
Brasil, 1981, 120′, 14 anos
De Leon Hirszman
Com Gianfrancesco Guarnieri, Fernanda Montenegro e Carlos Alberto Riccelli

O jovem operário Tião namora Maria e sonha com uma vida melhor para o casal. Ambos trabalham numa fábrica na qual uma greve está prestes a estourar. O posicionamento em relação à greve vai opor Tião e seu pai, Otávio, líder sindical veterano, gerando um conflito em sua família e, até mesmo, em seu relacionamento com Maria. Prêmio Especial do Júri e Prêmio da Crítica no Festival de Veneza 1981, Prêmio Coral no Festival de Havana 1981 e outros sete prêmios internacionais.

 

Dia 07, segunda, 18h

TOLOS | FOOLS
Fools, África do Sul, 1997, 90′, 16 anos
De Ramadan Suleman
Com Patrick Shai, Dambisa Kente, Hlomla Dandala

Em 1989, antes da libertação de Nelson Mandela, o jovem Zani retorna a sua cidade natal após completar os estudos e confronta o professor de meia-idade Zamani, que havia estuprado sua irmã. Os protestos do idealista Zani contra o regime Apartheid fazem Zamani refletir sobre o conforto e o vazio de sua vida e carreira em conivência com a opressão do regime. Prêmio do Júri no Festival de Locarno 1997. 

 

Dia 07, segunda, 20h10

A DEUSA | THE GODDESS
Shénnǚ, China, 1934, 85′, 16 anos
De Yonggang Wu
Com Lingyu Ruan e Zhizhi Zhang

Uma jovem mãe solteira é obrigada a se prostituir nas ruas de Xangai e para escapar da polícia, acaba se tornando refém de um violento cafetão. Ela suporta todo tipo de provação e economiza dinheiro secretamente para dar uma boa educação para seu filho. Mas sua vida noturna ameaça esse sonho.

 

Dia 08, terça, 20h

A TENDA DO CIRCO | THE CIRCUS TENT
Thampu, Índia, 1978, 130′, 12 anos
De Govindan Aravindan
Com Gopi, Venu, Sriraman e Jalaja

O filme acompanha a chegada, a instalação, os espetáculos e, ao fim, a partida de um circo em uma pequena cidade no sul da Índia. Pequenas histórias envolvendo vários personagens, da companhia mambembe e da cidade, se desenrolam tendo o circo como fio condutor.

Categorias: Centro de Artes UFF

Era uma vez um tirano

sex, 27/09/2019 - 11:22

11ª Mostra de Teatro Infantil de Niterói

Nos dias 19 e 20 de outubro, o Teatro da UFF recebe os espetáculos infantis Memórias de um pequeno grande príncipe e Era uma vez um tirano, respectivamente. Os espetáculos fazem parte da 11ª Mostra de Teatro Infantil de Niterói, realizada pela Associação dos Trabalhadores em Artes Cênicas de Niterói – ATACEN, e foram selecionadas por meio de chamada pública.

Realizada no período de 12 a 27 de outubro de 2019, a Mostra é dividida em duas categorias: Mostra Palco e Mostra Alternativa, ocupando vários espaços da cidade de Niterói, incluindo o Teatro da UFF. Todas as apresentações são gratuitas.

Era uma vez um Tirano

Em 2017, a peça Era uma vez um Tirano, de Ana Maria Machado, completou 35 anos de publicação sem nunca ter sido adaptada para teatro no Brasil. O clássico da literatura infanto-juvenil brasileira narra a história de um lugar feliz e colorido, não se sabe se aqui pertinho ou muito longe, cujo povo perde sua liberdade a partir do momento em que um ditador toma o poder. Após um longo tempo cinzento, caracterizado por mandos e desmandos por parte do Tirano, três crianças se conhecem e, com um arco-íris no bolso, uma canção no corpo e uma chuvarada de estrelas, resolvem contagiar a população na tentativa de pôr fim àquele tempo de tristeza.

Com adaptação de Vinicius Baião, a Cia Cerne apresenta a primeira montagem de Era uma vez um Tirano, no Brasil e pretende, além de homenagear sua autora, fomentar a discussão sobre as possibilidades de um fazer teatral direcionado a crianças e adolescentes que toque, de maneira lúdica, em questões sociopolíticas.

De Ana Maria Machado
Adaptação e Direção – Vinicius Baião
Com Cesário Candhí, Gabriela Estolano, Higor Nery, Juliana França, Leandro Fazolla e Mariana Amaral

20 de outubro de 2019
Domingo | 16h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias 9, Icaraí, Niterói
Entrada Franca
Classificação etária: Livre

Categorias: Centro de Artes UFF

Páginas